Abrir menu principal

Desciclopédia β

Feminismo negro

264939.jpg ATENÇÃO:
Simplesmente estamos cagando e andando para quem não gostar do conteúdo deste artigo e, por conseguinte, das opiniões e sugestões dos mesmos. We just couldn't care less.
FNM.png Este artigo é feminista!

Provavelmente ele se trata de alguém que não usa absorvente e foi criado por uma gorda com penteado de brócolis.

O artigo pode conter misandria, então não leia se for omi.


Odeio ver negro com branca. Porque acho que brancos são inferiores, especialmente as mulheres brancas: resumo desse movimento.

Cquote1.png Você quis dizer: Falta de Amor Próprio Cquote2.png
Google sobre Feminismo negro
Cquote1.png Eu não sou mulata! Sou negra! Sou preta! Cquote2.png
Feminista negra sobre si própria
Cquote1.png Racistas de merda! Seus colonizadores! Brancos! Cquote2.png
Feminista negra sobre este artigo
Cquote1.png Queria dizer que sou solidária com vossa causa... Cquote2.png
Feminista branca sobre Feminismo negro
Cquote1.png Cala a boca, branca! Ninguém quer saber de sua opinião racista e colonial! Some daqui! Você não tem qualquer lugar nesse movimento, sua branquela! Já roubou nossos homens e agora quer roubar nossas vozes! Cquote2.png
Feminista negra sobre citação acima
Cquote1.png Lupita Nyong'o só ganhou o prêmio de mulher mais sexy do mundo porque tem feições de branca! Cquote2.png
Feminista negra iludida sobre Lupita Nyong'o


A lógica delxs.

Feminismo negro é um subgrupo antisocial no interior do antisocial Movimento negro que nasceu na Década de 60 nos Bastardos Unidos (Década de 70 no Brasil), porque as mina acharam que o último era demasiado machista e oprimia as mulatas negras ("negras" porque mulatas ou afrodescendentes de pele clara não têm lugar nesse movimento), que eram passadas para segundo plano e nunca ouvidas, e o mesmo acontecia no interior do Feminismo. Então, para se revoltar contra o negão e os brancos, criaram esse movimento idiota em vez de se fazerem ouvir no interior de um movimento já existente. No fundo, isso só existe para xingar brancos e homens negros que escolhem namorar/ficar com mulher branca, e são taxados como "traidores à raça" e "racistas enrustidos", palmiteiros nojentos, num discurso à lá Hitler.

As suas militantes são na maioria adolescentes de classe média (com acesso a toda a porra), que escutam Beyoncé e Rihanna, e a quem algum branco pediu para mexer na afro ou algum negão deu um fora, então já se acham vítimas de Racismo, e agora acham que pertencem aos Panteras Negras, achando ser fodonas e ter muita credibilidade. Ao mesmo tempo que dizem querer destruir o Racismo, defendem um novo apartheid, uma segregação racial, onde "negrx" só pode namorar "negrxs", "negrx" tem de ter pele escura (se for afrodescendente de pele clara você será ostracizado nesse movimento porque não é "negro o suficiente"), os "negrxs" têm uma cultura própria que só os "negrxs" é que podem usar (mas os "negrxs" podem usar a cultura de todas as outras etnias, porque "os brancos nos impuseram a sua cultura").

Índice

O que Define?Editar

 
Feminista negra se apresentando.
 
A verdadeira razão pela qual foi criado o Feminismo negro.
  • Complexo apartheid: ver artigo principal: Apropriação cultural
  • Complexo de Paranoia : Acham que tudo o que dá errado na sua vida é por serem negras. Se um negão não cair na cantada dela, é um racista enrustido com a mente manipulada pela "supremacia branca", se um branco tenta sua sorte com ela é um colonizador enrustido que só a vê como um objeto sexual porque lá no fundo acha "todas as negras são putas" ai, autoestima... Se uma feminista branca se diz solidária, xingam ela e dizem que ninguém quer saber da opinião dela, se a mesma feminista não diz nada "ignora as questões de raça" e está compactuando com o "sistema opressor branco", mas se diz "a branca" está querendo colonizar e "roubar a voz das negras". E depois perguntando-se porque ninguém as pega.
  • Complexo de roubo: As branca roubaram nossos homens! Os negros só querem branca! Os negros querem branca porque ela significa liberdade e a negra significa voltar para a escravatura! Onde está o amor para a negra? Essas frases são algumas das que você pode ler em qualquer blog de "Feminismo Negro"

Tipos de Feministas NegrasEditar

As feministas negras podem se dividir, essencialmente, em dois grandes grupos:

  • A Vítima: Essa se vitimiza por tudo, é porque é pobre, é porque é feia, é porque não tem autoestima e bota as culpas na "supremacia branca" que supostamente a ensina a odiar-se a si mesma só porque aquela barbie que brincou na infância era loira de olhos azuis, quando existiam bonecas negras que ela não quis. Enche suas contas nas redes sociais com textões acerca do quanto oprimida e vitimizada pela sociedade ela é... como esta a estereotipa de "feia", de "favelada", de "puta", mesmo vivendo num bairro de classe média e a única ligação que tem com a favela é a empregada doméstica que vai lá em casa fazer a diária.
  • A Fodona: Essa tem como passatempo favorito xingar brancos nas redes sociais, é no Twitter, é no Facebook, é no Instagram e em toda a porra cibernética. Perde seu tempo procurando por perfil de brancos na Internet só para encontrar alguma foto ou vídeo em que possa apontar apropriação cultural, para continuar enchendo o saco e fazendo cyberbullying, continuando o eterno ciclo de mimimi sobre colonização e escravatura mesmo que ela própria nem mesmo seus pais ou seus avós não tenha vivido nada disso na pele. Esses são seus únicos argumentos, mesmo.

ReivindicaçõesEditar

  • Pelo fim do Racismo e do Sexismo mas só contra as negras;
  • Pelo fim dos estereótipos relativamente às negras;
  • Criminalização dos negros que namorarem brancas enquanto houver negras encalhadas solteiras;
  • Pena de morte para brancas que tentem namorar/transar/ficar com homens negros;
  • Pelo reconhecimento que o conceito de "Racismo" é monopólio dxs negrxs e que os brancos não podem dizer nada acerca do assunto;
  • Por poder xingar os brancxs à vontade sem que ninguém venha dizer que isso é "Racismo reverso";
  • Pelo eterno ciclo de mimimi acerca da escravatura e colonização e pena de morte para todos os brancos só porque são brancos e, consequentemente, descendentes de "esclavagistas";
  • Pelo fim da Palmitagem mas só no caso de negro com branca;
  • Que os tribunais permitam aos negrxs ser bandidos em paz e nunca serem presos, porque são presos por serem negros e não porque não cumprem a leiWTF;
  • Pelo apartheid onde negros estão num lado e brancos do outro;
  • Pelo fim da exploração sexual das negras fácil, elas que deixem a prostituição e a pornografia;
  • Pelo fim da Globeleza que oprime e explora as mulatas;
  • Todos os seriados, filmes, videogames, animes, livros, etc. são obrigado a ter no mínimo 3 personagens negras para não serem taxadas de racistas;
  • Os governos de todos os países do mundo são obrigados a ter, no mínimo, 2 negros (1 homem e 1 mulher) para não serem racistas;

Questão do "Privilégio Branco"Editar

Tal como o Feminismo (em geral) desenvolveu a questão do "Sexismo Reverso", as negras começaram alimentando que não existe "racismo reverso" porque existe "privilégio branco" no mundo, porque tudo é eurocêntrico e os brancos têm mais privilégios do que os negros pelo simples fato de serem brancos. Neste ponto, você já deve ter compreendido que isso é mimimi acerca de "raça", falhando em levar em consideração algo como classe social e a capacidade económica das pessoas. Mas qual quê? Todo o branco é rico, capitalista e dirige um ferrari! Todo o branco tem dinheiro para botar o filho na faculdade! Ou não Na listagem abaixo, você vai ver como isso de racismo reverso não existe, que é só mimimi de branco e como o privilégio branco é bem real nesse mundo inteiro!

 
Olhe aí essa criança branca usufruindo de seu "privilégio branco".
  • 1. Privilégio branco é ser capaz de se mudar para qualquer bairro da sua escolha, sabendo que seus vizinhos o irão acolher e trata-lo com respeito: Exceto, claro, quando se muda para bairro ou favelas (que existem desde os Bastardos Unidos, ao Brasil a Portugal) onde "brancos não são bem-vindos" e vai ser ostracizado por ser branco. Ou quando você é judeu e se muda para um bairro de islâmicos negros que vão xingar você e vandalizar sua casa, ou para um bairro repleto de neonazis. Ou o caso dos Bálcãs, mesmo: onde sérvios brancos, croatas brancos e bósnios brancos se massacraram entre si e eram vizinhos.
  • 3. Privilégio branco significa ser capaz de obter assistência legal, financeira e médica sem ter sua etnia funcionando contra si: Exceto, claro, se você for pobre e não tem como pagar por essas coisas, ou sua aparência ou religião funcionarem como um entrave a isso, também.
  • 4. Privilégio branco significa viver num mundo onde o "ideal de beleza" é definido por pessoas que partilham do seu tom de pele: Claro, porque todos os "brancos" são branquérrimos da Escandinávia com cabelo loiro e olhos azuis... E a indústria do bronzeamento artificial não existe nem rende milhões
  • 5. Privilégio branco é nunca ter de ouvir "Aff, deixa a Escravatura para lá": Isso é um ponto válido com o qual concordo. Portanto, de acordo com isso, "privilégio branco" também significa que pode dizer às pessoas - "Deixe o Holocausto para lá!", ou "Uff, larga o saco com o genocídio da Armênia!" ou "Pára de falar sobre o Kosovo!" ou "A guerra da Bósnia foi terrível, já sei que sua mãe foi estrupada e seu pai fuzilado... deixa para lá!"
  • 6. Privilégio branco é ser capaz de acreditar que Racismo reverso existe: Exceto naqueles casos em que, você sabe, ele existe, como na maioria dos países africanos (em especial antigos países colonizados, como Angola ou Moçambique onde não é raro aparecer branco assassinado e o governo não dá a mínima), ou em grupos extremistas (como os negros muçulmanos), ou em certos bairros onde "branco não entra" porque "branco bom é branco morto".
  • 7. Privilégio branco é nunca conhecer a dor e a desumanização de ser objeto de calão racial: Exceto quando você vai os Bastardos Unidos e é confundido com "latino" ou se acharem que você é branco o vão chamar de micks, kykes, rednecks, crackers, greaseballs, guidos, hebes, blockheads, oven magnets, honkeys, dagos, dogans, gringos, guineas, ginzos, e outros calões relacionados com países da Europa (como o caso da Irlanda ou da Escócia)
  • 8. Privilégio branco é não ter de mudar nada na sua aparência para conseguir emprego: Exceto quando você é gordo, tem tatuagem ou piercing, tem barba, é gótico/punk/tribos urbanas, quando também querem que branca alise o cabelo... Ou simplesmente quando é pobre e não consegue pagar pelos estudos.
  • 9. Privilégio branco é nunca ter de mudar seu nome para ser mais fácil de pronunciar para anglo-saxões: Exceto se seu país de origem for a Itália, França, Espanha, Portugal, Romênia, Hungria, Polônia e todos os outros países europeus cuja língua não é de matriz anglo-saxónica.
  • 10. Privilégio branco significa ter o conforto de lutar contra o Racismo num dia e ignorá-lo no dia seguinte: Exceto é claro no caso de imigrantes italianos, irlandeses, judeus, russos, polacos e islâmicos "brancos" que chegaram aos EUA e foram para bairros maioritariamente negros e foram muito bem recebidos com Bullying, roubos e violência em geral só por serem "brancos" e, como tal, colonizadores em potencial e racistas enrustidos (quando seus países de origem, como referido anteriormente, não tiveram qualquer papel na colonização de África ou na escravatura dos africanos)
  • 11. Privilégio branco é ter suas palavras e ações atribuías a você como um individuo em vez de enquanto um grupo ou uma etnia inteira: AHAHAHAH Claro que não, aliás basta ver que por causa de uma minoria de países brancos e europeus terem praticado crimes contra África há séculos atrás, todos os "brancos" continuam sendo xingados por causa disso (inclusive os da maioria dos países europeus que não tiveram qualquer papel nesse processo)
  • 12. Privilégio branco é ser capaz de falar acerca do Racismo sem que as pessoas assumam que suas intenções são subjetivas: Exceto, é claro, quando você é branco e fala acerca de "racismo reverso" que, como viu no número 6 é lenda, mito, qual como unicórnios e sereias.
  • 13. Privilégio branco é ser capaz de articular uma conversa inteligente sem as pessoas ficarem surpresas ou chocadas: Isso não se aplica, é claro, aos brancos que vêm do bairro, da favela, lá do interior dos países e das províncias e aldeias remotas e isoladas do mundo... Lembra o ponto 11? Pois... estereotipar todos os brancos de "ricos, eruditos e cultos" não é meter tudo no mesmo saco.
  • 14. Privilégio branco significa não ser assediado pela polícia por causa de sua cor de pele: Isso é verdade, exceto é, claro, se você viver em algum país de África ou se for um pobre branco da favela, do bairro...
  • 15. Privilégio branco significa não ter de avisar suas crianças desde cedo acerca dos perigos do Racismo: Vá perguntar para todos os pais bósnios islâmicos "brancos", armênios, judeus e ciganos russos como é que explicaram para seus filhos o porquê do mundo os odiar e como foi tão fácil ignorar o fato de suas populações terem sido sistematicamente assassinadas no século passado.
  • 16. Privilégio branco é ter o luxo de ignorar a injustiça política, económica e social que os governos sempre impuseram aos negros, é não ter de viver com o peso da Escravatura e do Colonialismo nas suas costas: Isso é verdade. O sistema é injusto porque o KKK está no poder mandado o massacre de negros, botando-os em campos de extermínio, vandalizando suas casa, expulsando-os das suas casas, roubando seus pertences... olhe, tal como aconteceu com os judeus, e os bósnios, e os ciganos russos e os croatas e os sérvios e os armênios e mais uma data de povos brancos que já foram massacrados, escravizados e colonizados (inclusive por árabes) ao longo da História. Os gregos tinham escravos da Escandinávia? Não interessa porra nenhuma! É que nem me venha dizer que foram os reis africanos que vendiam seu próprio povo como escravos para os brancos! Os brancos é que são uns filhos da puta colonizadores!
  • 17. Privilégio branco é não ter a sua cultura apropriada e transformada num espetáculo para os outros se rirem: Bem, excepto pelo Big Brother, Jersey Shore, Honey Boo Boo, e outros programas televisivos semelhantes.
  • 18. Privilégio branco significa ser capaz de ignorar as consequências da raça: Ninguém pode ignorar as "consequências da raça" enquanto vivermos num mundo onde se assume que "raças" (e não etnias) existem.

Se você continuar achando que não existe privilégio branco, você é um racista enrustido! Branco de merda!

AfiliadosEditar