Abrir menu principal

Desciclopédia β

Figuras de linguagem

Testeparaloira2.jpg Figuras de linguagem não serve pra porra nenhuma!

Se você estiver disposto a perder seu tempo com esta porcaria, vá em frente. Só que não venha reclamar dizendo que perdeu tempo, senão a chapa esquenta, morô?!


Cquote1.png Você quis dizer: O que diabos é isso? Cquote2.png
Google sobre Figuras de linguagem
Cquote1.png Você quis dizer: Frescura Cquote2.png
Google sobre Figuras de linguagem
Cquote1.png Figura de linguagem? Seria quadrinhos? Cquote2.png
Você sobre figuras de linguagem.
Cquote1.png Adoro fazer metáforas... Cquote2.png
Pseudofilosófo sobre figuras de linguagem.

Figura de Linguagem é a típica boiolagem que um escritor usa para deixar seu texto mais belo, mais profundo e incrivelmente mais confuso, tais técnicas prezam pelo enfeitamento da situação descrita até chegar ao ponto do autor não conseguir mais encher linguiça no texto. As figuras de linguagem são muito vistas em obras parnasianas, simbolistas, poesia moderna e nos artigos da Desciclopédia.

Índice

O que seriaEditar

Explicar uma figura de linguagem é tão difícil quanto explicar o sentido da vida, a origem do universo e o porquê que todos os apresentadores de programas infantis são absurdamente canastrões e antipáticos. Uma figura de linguagem seria uma pintura modernista traduzida em letras, ou seja, muita coisa junta que não significa absolutamente nada.

A figura de linguagem, segundo todo autor meia-boca e que se acha o Dostoiévski, é um evento literário que permite a interação do ente interior do leitor com o personagem do livro, proporcionando a quem lê uma experiência sinestésica singular que varia conforme a personalidade daquele que está em contato com a obra.

 
Você, depois de entender as figuras de linguagem através da Desciclopédia.

Diversos softwares tradutores tentaram extrair algo dessa afirmação e todos travaram invocando a tela azul da morte.

Principais figurasEditar

Existem diversas figuras de linguagem, todas incompreensíveis para pessoas sem muita cultura que ficam o dia inteiro na internet vendo pornografia animal em sites suspeitos ou lendo artigos nonsense de sites ainda mais bizarros. As principais figuras são:

  1. Antítese ou Paradoxo — Ocorre quando num texto aleatório o autor mistura coisas contrárias para criar uma observação complexa ou um simples trocadalho do carilho, isso sempre termina numa observação profundamente superficial dos fatos.
     
    O que acontece com os professores quando os pais veem as notas baixas da prova do filho.
  2. Catacrese — Um dos nomes mais feios da língua portuguesa designa quando num texto qualquer usa-se uma palavra que não descreve com exatidão o ocorrido por falta de palavra melhor, da mesma forma que foi a merda dessa explicação.
  3. Sinestesia — É a figura de linguagem mais nonsense que consiste em misturar os sentidos causando uma confusão dos infernos, num texto com essa figura saltam aos olhos olhares doces, suspiros pesados e múrmurios quentes entre outros tipos de putaria.
  4. Comparação — É a mais simples das figuras de linguagem, como diz o nome ela surge no texto quando se compara duas coisas, no entanto ela complica todo o texto assim como qualquer outra figura de linguagem.
  5. Metáfora — É uma comparação também, só que mais tosca e sem qualquer conectivo do nível de como, assim, tal que, essa figura é muito utilizada por presidentes, jogadores de futebol e desciclopediano, e acaba soando um clichê cinematográfico.
  6. Disfemismo ou Cacofonia — É uma das mais divertidas figuras de linguagem, sendo aquela que refere-se a outro de forma depreciativa, ou seja, sacaneando ou xingando, ela é comumente empregada quando um manda o outro plantar batata, comer capim ou se foder mesmo.
     
    Nelson ironizando sua masculinidade
  7. Hipérbole ou Auxese — É o exagero, é uma figura de linguagem tipicamente materna com suas mais de oito mil preocupações que as fazem chorar litros de lágrimas enquanto seus filhos levam séculos para chegar em casa.
  8. Metonímia ou Trasnominação — É quando se troca o nome de algo por algo similar que mantenha o significado, como ameaçar enfiar um rodo na bunda do seu irmão, sendo que na verdade você a enfiará no ânus dele, sendo que no fim das contas a intenção é que vale.
  9. Personificação ou Prosopopeia — Isso equivale a fingir que animais falam, objetos se mexem e que Panicats são algo além de decoração dando outras atribuições a esses seres praticamente inanimados, a prosopopeia é muito vista após a ingestão não-acidental de cigatinhos onde o cara passa a conversar com a garrafa de pinga e acha que é respondido.
  10. Perífrase — É atribuir um título à coisa, chamá-la de uma forma que os outros a reconheçam como chamar Roma de Cidade Eterna, Paris de Cidade-Luz e o Franco da Rocha de Piscinão.
  11. Eufemismo — É falar de forma light e pouco ofensiva para não ferir o outro, usar eufemismos é o mesmo que passar a dizer que fulano foi dessa para uma melhor ou que a sua irmã é apenas uma garota namoradeira.
  12. Ironia — É fingir ser do mundo do contra e falar o contrário do que quer dizer, WTF? Isso é notado quando alguém chama a Preta Gil de gostosa e talentosa já que ninguém em sã consciência diria isso sem a intenção de zoar. A ironia é muito difundida em nossa cultura avançada e facilmente notada nos países de língua portuguesa graças ao grande número de pessoas inteligentes que falam nossa língua materna.

Algumas perguntas sobre as figuras de linguagem respondidasEditar

  • Isso é de comer?
    • Não. Só se sua mãe for uma das figuras de linguagem.
 
O que acontece com seu professor tentando te ajudar porque você é idiota aplicado.
  • Eu já vi minha língua e nunca vi essas figuras, necessito ir para o oftalmologista?
    • Sim e passe também no neurologista para comprar em 10 vezes sem juros um novo cérebro.
  • Comer capim pela raiz é um exemplo de disfemismo?
  • Onde se localiza isso?
    • Em um livro de biologia, é o melhor lugar.
  • O que é uma elipse?
    • É aquele filminho trash de vampiros e lobisomens meio abibaiados.
  • Poderia me dar um exemplo de ironia?
    • Claro amado interlocutor.
  • Qual a melhor maneira de se aprender isso?
    • Na escola sem dúvida é a pior de todas.
 
Um aluno aplicado.
  • Eu realmente uso isso no dia-a-dia? Eu duvido.
    • Eu também duvido que seu pai seja homem, mas nem questiono.
  • Os políticos sabem da existência dessa coisa?
    • Do nde você acha que sai tanta metáfora inútil?
  • De quanto em quanto tempo tenho que me atualizar sobre isso?
    • 5 vezes ao dia.
  • Isso foi usado no GTA, como uma das armas?
    • Ainda não, mas vai fazer uma participação especial em Soul Calibur 5
  • Quem inventou isso?
    • Um desocupado igual a você que tava querendo fuder os outros no futuro.

Ver tambémEditar