Abrir menu principal

Desciclopédia β

Filmes de ação ganeses

Não me pergunte o que porra é isso, porque eu também não sei...

Os filmes de ação ganeses são verdadeiras dádivas dos ninjas, caracterizadas por serem verdadeiras superproduções dentro da subcategoria de filmes trash. Por increça que parível, sempre são feitas com baixo orçamento por profissionais altamente especializados (alguns inclusive vindos do futuro). Curiosamente, não há nenhum outro país que tenha feito filmes com mais ação que Gana e Índia, mas esse último fica pra próxima. Verdade seja dita, seria injusto esquecer destas verdadeiras pérolas quando se fala de cinema.

Índice

CaracterísticasEditar

Tais filmes são gravados com uma batata e editados usando o Windows Movie Maker e o Paint, o que evidencia o caráter artístico presente nos mesmos. Além disso, por questões de marketing, os cartazes em sua maioria são feitos à mão. Não é preciso ir muito longe para deduzir que os efeitos especiais são de primeira: mesmo não sendo tão chamativos como os efeitos japoneses, sempre deixam Matrix no chinelo e é claramente perceptível que o editor ainda é menor de idade, ou estava passando muita fome na hora. Os trailers são repletos de cenas aleatórias e o narrador sempre força o ingrês, além de repetir o nome do filme várias vezes.

InfluênciasEditar

 
Cartaz feito por um artista pós-moderno.

Boa parte dos filmes de ação feitos em Ghallywood influenciaram toda uma geração de diretores meia-boca presentes em Hollywood, e alguns até em Bollywood e em outras partes do mundo também. Por serem bastante conhecidos, não são uma tendência, pois muitos programas pelo mundo (incluindo os da televisão brasileira) simplesmente ainda não estão preparados para os espetáculos de verdade.

Alguns exemplosEditar

  • Terminator: Filme que culminou na produção do título Exterminador do Futuro, onde o protagonista é o único negão que consegue virar água ou algum líquido esquisito, além de ser imune aos tiros, ao ebola e à AIDS também. Bate em todo mundo e ainda solta trovões pelas mãos, chegando a explodir uma van em pleno ar. E ainda tem continuações.
  • Obonsam Besu (Devil May Cry): Simplesmente genial. Um capetão de três metros ou mais feito em computação gráfica, que dá piruletas, suga pessoas pra dimensões alternativas como TVs... e é claro, sempre aparece do nada pra descer o cacete no povo. Tem uma continuação.
  • 12:00 (meio-dia?): Robocop é plágio deste aqui. Enquanto os personagens lutam entre si por comida ou sabe-se lá o quê, o robô doidão está à solta, ora batendo, atirando ou explodindo a população. E o pior é que continua. Até o três.
  • B14: BI-FOURTEEN! Um dos melhores até hoje, com muita morte, destruição e efeitos toscos de tão bem feitos. Inclui Neo e Scorpion como personagens.

Pequeno roteiro de uma cena de lutaEditar

O filme analisado para o presente estudo de caso foi o "2016", ou melhor, o... TWE-TWE-TWENTYSIXTEEN!!! Vejamos o que acontece quando Blade, quer dizer, o Exterminador do Futuro africano (representado aqui por "Ator") encontra um híbrido Alien-Predador ligeiramente louco na droga alterado (representado aqui por "Coiso").

Início. Uma trilha épica começa a tocar! O Ator vai ao encontro do Coiso!
Com passos pesados, o Coiso também vai ao encontro do Ator! O Coiso encontra um carro preto, e para.
Enquanto o Coiso está parado... a música, é claro, fica mais tensa! O Ator continua prosseguindo por exatos 17 segundos, e para.
A música muda mais uma vez. O Coiso mostra sua bela "língua" ao dar um rugido monstruoso!
Como o Ator parece não se importar, a música muda de novo, e o Coiso chuta o sedan preto em sua direção!
O carro passa direto e por baixo do Ator! Ele dá um grande salto, concluindo com um "superhero landing".
Frustrado, o Coiso dá alguns grunhidos, e em seguida saca uma arma do peito! A bala disparada é de um calibre maior que o da própria arma!
O Ator desvia sem sair do lugar, e olhando para a bala! Duas vezes!
Em seguida, o Ator dispara um disco similar a uma coroa de bicicleta do próprio cotovelo!
O Coiso é atingido no baixo ventre, sendo empurrado alguns metros para trás! Porém, curvado, ele suga o disco ainda girando, e o engole!
Não mais curvado, o Coiso lança um bumerangue do braço!
O bumerangue perfura o Ator em cheio no peito! O Ator começa a pegar fogo, revelando sua estrutura óssea metálica!

E tudo isto dentro do intervalo de um minuto. Realmente, é uma surpresa atrás da outra...