Abrir menu principal

Desciclopédia β

Fodologia

 

Cquote1.png O que é isso? Cquote2.png
Virgenheiro da Computação sobre Fodologia.

Dr. Cebola nem sempre manjou das putarias.

Cquote1.png Nem todo ato de coito visa a procriação. Cquote2.png
Biólogo sobre não-reprodução sexuada.
Cquote1.png Quer brincar de médico? Cquote2.png
Futura Médica sobre Fodologia.
Cquote1.png Esperma faz bem pra pele. Cquote2.png
Nutricionista sobre métodos alternativos de rejuvenescimento.
Cquote1.png Em época de guerra, qualquer buraco é trincheira. Cquote2.png
Aluno de História sobre época de seca.
Cquote1.png O negócio é caçar e meter pica! Cquote2.png
Dr. Cebola sobre não ser seletivo
Cquote1.png Gotta fuck 'em all! Cquote2.png
Pikachu, grande fã do trabalho do Dr. Cebola, sobre primeira visita ao puteiro.
Cquote1.png Bora fazer uma aula prática de anatomia? Cquote2.png
Professor de fodologia sobre aulas extra-classe.
Cquote1.png Vamos ter que treiná-lo. Cquote2.png
Professor de Fodologia sobre seu cu.
Cquote1.png Para ser bom em algo, você tem que mergulhar de cabeça! Cquote2.png
Fodólogo teórico sobre ter aulas extra-curriculares de Fodologia.

A Fodologia (do latim fodus, suco de groselha, e logia, estudo), apesar de não se tratar de um curso oferecido oficialmente pelas instituições de ensino superior, é o curso mais procurado da atualidade. O curso é oferecido pelos sofás, salas de aulas vazias e cantos obscuros das universidades brasileiras, contando com um inúmeros professores(as), sempre procurando comer o maior número de seres viventes auxiliar os alunos em suas descobertas acadêmicas[carece de fontes].

Índice

Fodologia Pré-FróticaEditar

A Fodologia se trata de um ramo científico por si só, englobando conhecimentos específicos das ciências humanas, biológicas e filosóficas. Entretanto, nem sempre essa natureza fora multidisciplinar.

Por volta de 1900 e guaraná com rolha, Fodologia ainda era um ramo da Teologia. Ou seja, o estudo dessa área majoritariamente ficava nas mãos dos padres, que por sua vez ficavam com as mãos nos coroinhas não tinham muita oportunidade para realizar experimentos na área. Na período, a teoria mais aceita era que o sentido da foda era o da reprodução.

Essa época, conhecida também como Fodologia Virjônica, foi finalmente superada com o surgimento de descobertas revolucionárias no campo fodológico.

As Leis de FrotaEditar

 
Isaac Frota no auge da fama e da glória.

As Leis de Frota – assim designadas em homenagem ao seu principal pesquisador de campo, o ilustre Sr. Isaac Frota – afirmam que a razão da existência humana é só uma, enfiar o choriço em qualquer buraco. Essas leis são os pilares da fodologia moderna e são tidas como algumas das mais importantes da atualidade.

Ainda adolescente, depois de anos de teoria aplicada e alguma preparação com cabritas, Dr. Frota resolveu colocar em prática tudo que tinha desenvolvido solitariamente até então. Viajou o mundo atrás de uma verdade absoluta, comeu milhões de mulheres e quase-mulheres em busca de DSTs respostas. Mas foi em uma noite, em uma suruba com a tua mãe, a Bianca Soares e a Rita Cadillac que ele – olhando para o céu, já exausto – quebrou o Matrix:

  O negócio é comer cu e buceta.  
Máxima do Doutor Frota

1ª Lei de Frota (Lei Geral da Fodologia): O negócio é comer cu.

2ª Lei de Frota (Lei da Heterodinâmica): O negócio é comer buceta.

3ª Lei de Frota (Lei da Inércia Fodal): Não importa quem jogou a água no chão, devemos sempre passar o rodo.

Lei Geral de Metologia vulgo Lei de GilEditar

Lei de Gil: Só não vale dar o cu.

Fronteiras da Fodologia ModernaEditar

 
Cebola após refletir sobre a vida, o universo e tudo mais.

Após os avanços proporcionados pelas descobertas de Isaac Frota, as pesquisas se intensificaram no campo fodológico.

Algumas das descobertas mais significativas são as do doutor Albert Cebola, responsável pela descoberta da teoria chamada de Não-Relatividade Fodológica, que dita que:

  Não importa se quem der o cu não tiver uma buceta, o negócio é meter a pica!  
Dr. Cebola como visto em seu livro Ad pirocum et rectum

Outro fodólogo importante é Bengala de Mileto. Dr. Bengala deu origem à Fodosofia (o ramo filosófico da Fodologia) depois de sua perspicaz máxima   Vou encher sua boquinha de leite!  , que inspirou o famoso questionamento:

  Cuspir ou engolir, eis a questão.  
Sua mãe num dos filmes que estrelou: Shakin' Spear, a lança agitada.

Fodologia no Mercado de TrabalhoEditar

 
Uma aluna em seu primeiro estágio.

O mercado de trabalho para fodólogos sempre teve vagas sobrando, exatamente pela escassez de profissionais gabaritados para tal função. Por esse mesmo motivo muita mão-de-obra não-qualificada é usada de forma a tentar atender a alta demanda, mesmo que não possuam a mesma capacidade didática dos fodólogos diplomados.

Entretanto, o atual crescimento da procura pela modalidade de Atendimento a Distância Gratuito anda diminuindo a procura por tais profissionais. A mecanização do setor também é uma perspectiva preocupante para os futuros fodólogos do sexo masculino que ainda não possuem uma clientela fiel.

Gammarnazis e a FodologiaEditar

Uma grande parcela dos Fascistas Ortográficos na internet parece obstinada à erradicar o uso (apropriado, mesmo que errado no léxico padrão) de acento em . Fodólogos insistem, para indignação dos letristas mal-comidos, que o uso do acento em deve ser respeitado para manter a utilidade do acento. Isto porque a própria criação de assentos visa proporcionar conforto aos cus do nosso Brasil.

Outros Fodólogos RenomadosEditar