Abrir menu principal

Desciclopédia β

Fosfoetanolamina sintética

Fosfoetanolamina é uma garrafada substância inventada na tentativa de substituir os placebos conhecidos e que, em alguns casos deu certo, cerca de 0,2% das pessoas sentiram menos dor. A fosfoetanolaminda é comercializada livremente, assim mesmo há duas propostas de lei para liberar a comercialização que foram aprovadas... bom, se não entendeu muito bem essa parte, ninguém entendeu mesmo.

Como surgiuEditar

 
Unidos pela pilantragem fosfoetanolamina.

A fosfoetanolamina foi batida no liquidificador junto com xixi de gnu desenvolvida por um cirurgião plástico, que trabalhava na mesma equipe que o costurador de tetinhas do SUS doutor Rey, mas como numa das cirurgias ele trocou os pacientes, deixando um homem que queria aumentar o pênis, com seios e, um traveco que queria colocar seios, ficar com dois pênis, ele foi dispensado pelo doutor Rey que, aos berros com aquele sotaque irritante e forçado, cuspir sem querer na cara do Gilberto Cheirice, então ajudante. Após esse dia, voltou ao Brasil e, o Gilberto Chierice criador, assim digamos, da fosfoetanolamina sintética, que tinha muita experiência em laboratório, costurando o rabinho de um rato no rabo de outro rato e, posteriormente foi aceito na equipe do doutor Rey, costurando bastante, até que cometeu aquele erro.

Dessa forma seus vastos conhecimentos laboratoriais, foram utilizados para criar a fosfoetanolamina, claro que melhor que qualquer coisa que estivesse sendo desenvolvida sobre cura de câncer seja de qual a natureza for(o cêncer e a substância), melhor do que qualquer tratamento, então os estudos dele mereceram maior atenção, maior verba para estudos e lotes... isso foi um (trabalho sério e árduo}, aquele que consiste em se utilizar de um pouco de sensacionalismo e apelo emocional, para que conseguisse ter muita atenção e também, alguns ajudantes para espalhar o boato de que a fosfoetanolamina era proibida(não era e não é), para que as pessoas achassem monstruosa a proibição e já aceitassem o remédio dele como possível cura.

Resultado finalEditar

Depois de muito pranto e ranger de dentes de pessoas, não doentes, nem com parentes doentes, mas simplesmente desocupados pessoas muito comovidas com o sofrimento alheio e revoltadas com os monstros proibidores(mas o que era proibido mesmo?), que queriam apoiar a causa, a fosfoetanolamina ganhou preocupadíssimos adeptos políticos que, querendo mais eleitores mongoloides que berraram muito, mas muito para liberar a milagrosa substância, que já era liberada(proeza das boas), até que o santo das causas populares, Jair Bolsonaro conseguiu com muito esforço, o pedido de liberação da fosfoetanolamina sintética do doutor cheirado Cheirice, da qual já havia um pedido parecido havia alguns anos e, mesmo no primeiro decreto, a substância já era liberada...

Repetindo lá da introdução que, essa coisa era difícil de entender, não pela substância, mas pela liberação de algo que nunca foi proibido, nem formulação, nem venda, nem compra... mas a fosfoetanolamina funciona? Bem camarada, ao que tudo indica a fosfoetanolamina é tão milagrosa, mas tão milagrosa, que perde até mesmo para os estudos com babosa. Assim mesmo devemos aplaudir tanto esforço e dedicação de todos os envolvidos, desde deputados, até quem entrou na calça causa, pois o que vale é a intensão.