Abrir menu principal

Desciclopédia β

Freak Out!

Capa03.jpg Este artigo se trata de um álbum

E a Carla Perez já completou o dela com figurinhas da copa.

Conheça o resto da playlist clicando aqui.

Fazer capas com o Paint do Windows 65 dá nisso.

FIQUE DOIDÃO! é o disco de estreia da The Mothers of Invention, lançado em 1966, ou seja, a muitooooo tempo atrás. É considerado um disco fodão e adorado por pessoas "intelectuais", por ser um álbum conceitual, provavelmente o primeirão, meio que zoando com a sociedade norte-americana. Não, não é um disco de piadas do Ary Toledo, seu animal retardado!

Índice

História do discoEditar

O produtor Tom Wilson assinou com a banda achando que eles tocavam blues, só percebeu a mancada que entrou quando já era tarde e já tinha ficado doidão pra caralho também.

O disco ficou tão fodão (mesmo que mal vendido pra burro) que virou cult e ainda inspirou o Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band daquela banda que eu nem vou linkar aqui porque qualquer idiota sabe o nome e pode procurar no "Especial:Busca" pelo nome dela.

A quantidade de ritmos que Frank Zappa e os outros doidões colocaram é enormemente enormão. Art Rock, Comedy Rock, rock psicodélico, música experimental, Doo Wop, Rhythm and blues, música mexicana, samba, pagode, white metal, gospel, rap, lambada, salsa, merengue, tango, kuduro, canção de ninar e mais uns 100 ritmos ainda não completamente identificados dentro das 15 músicas.

Disse Zappa sobre isso:

"Se você fosse analisar graficamente os diferentes tipos de direções de todas as músicas no Freak Out!, há um pouco de alguma coisa lá para todos. Pelo menos um pedaço de material é inclinado para cada tipo de orientação social dentro do nosso grupo de consumidores, que passa a ser dos 1 mês de gravidez aos duzentos e cinquenta anos. É legal demais saber que um homem de 40 anos e mente de pirralho ouve 'Wowie Zowie' e diz 'que foda!' mesmo que não entenda nada, tal como eu, que ainda não entendi o título da minha própria música".

A gravadora mandou remover uma frase extremamente ofensiva que seria uma homenagem a bunda toda furada de drogas de Elvis Presley, mas manteve acertadamente uma palavra de ânimo para todos, uma seção com a palavra "fuck".

MúsicasEditar

Todas as músicas foram compostas por Frank Zappa, exceto "Vá chorar e quem sabe algum babaca te dê o ombro", por Frank Zappa e Ray Collins.

  1. "Painho, que FOME DO CARAI!" - 3:27
  2. "S2 é coisa de emo" - 2:30
  3. "Policiais tem cérebro" - 3:22
  4. "Vá chorar e quem sabe algum babaca te dê o ombro" - 3:31
  5. "Amor de madrasta" - 2:45
  6. "Tu quer ficar burro é porra?" - 2:12
  7. "Wowie Zowie (tradução desconhecida até pro feanoriano" - 2:45
  8. "Não me chame não viu! (Não me chame não que eu vou)" - 3:17
  9. "Em algum lugar com o vento fresquinho" - 2:52
  10. "Insatisfação (salário FDP)" - 2:37
  11. "Você deve estar surpreso por eu ser o que eu sou" - 3:37
  12. "Putaria todo santo dia" - 6:16
  13. "Socorro, eu tou chapadão!" - 8:37
  14. "Não faça isso outra vez!" - 3:56
  15. "O retorno do filhote do monstro magnético, parte 5 - a morte de Jason" - 12:17

MúsicosEditar

Da bandaEditar

  • Frank Zappa - guitarra, bandolim, flauta de pã e vocais
  • Raio no Colo - vocalista principal (pois é, amigo, não era o Zappa!), harmônica, tamborim, címbalo
  • Jaiminho Carlos Negão - bateria e agogô
  • Roedor de Ruas - baixo, guitarra, vocal soprano (HUM BOIOLA!)
  • Elite um nome estranho ai - guitarra e banjo

ConvidadosEditar

Uma caralhada tão grande de gente desconhecida que nem vale a pena perder meu tempo escrevendo e o seu lendo. Mesmo que só em ler esse artigo você JÁ tenha perdido muito tempo mesmo!

Cartinha de Suzy CreamcheeseEditar

A amiga imaginária e chapada de Zappa "escreveu" essa cartinha, que fica na contracapa do disco:

"Estes Mothers são loucos. Dá pra ver pelas roupas deles. Um deles usa colar de missangas e todos fedem pra caramba. Nós íamos pegá-los para dançar depois de um jogo de basquete, mas a minha melhor amiga me avisou que nunca dá pra saber quantos deles vão aparecer... às vezes o cara de casaco de pele nem aparece e às vezes ele aparece com um bando de gente doida como ele e ficam dançando por toda parte. Ninguém da minha escola gosta desses Mothers... especialmente desde que minha professora contou pra gente o que as palavras nas canções querem dizer.

Sinceramente para sempre,

Suzy Creamcheese

Salt Lake City, Utah."


OBS: Essa piada foi tão pronta que nem precisamos de fazer nenhuma paródia, apenas copiamos e colamos, igual à proposta do disco.