Abrir menu principal

Desciclopédia β

Fred (baterista)


A90.jpg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 90's!
Provavelmente ele se refere a coisas daquela época, tais como Mamonas Assassinas, Super Nintendo e Banheira do Gugu.

Punk.gif Este ser curte Panque Roque.

E deve praticar cheiramento de gatinhos ouvindo Black Flag,
assim como todos os revoltados listados aqui.

Fred (baterista) é outro anônimo integrante dos Raimundos que foi expulso, novamente, por Digão que se auto-proclamou o líder da banda resolveu chutá-lo de lá para poder ser o baterista, claro que foi de manha que ele conseguiu. Fred tem um nome filhadaputamente longo: Frederico Mello de Castro e depois que saiu da banda pediu para que os integrantes o chamassem de Frederico Mello de Castro.

Apesar de tudo, ele tem uma biografia bem pequena por parte da Wikipédia além de que Frederico Mello de Castro era um integrante que não tinha nascido em Brasília, e Digão acha que a banda só dá certo se tivesse vindo da Capital...

Índice

HistóricoEditar

 
Fred, pode notar que ele parece aquela moça da propagando do sensodyne, lembra-se? Aquela com óculos e uma peruca como a dele... Espera aí!

Frederico Mello de Castro nasceu em 1972, ele tinha um pai e uma mãe, o pai dele o chamou de Frederico que era para lembrar de seu Avô que lutou bravamente na segunda mundial em uma batalha na Itália, seu pai conta isso para Fred, mas a verdade é que o bisavô dele tinha chegado na segunda guerra depois que ela tinha acabado.

Ou seja, ele estava todo nervoso no barco indo para a Alemanha quando eles receberam a notícia de que a guerra tinha acabado.

O navio deu meia volta e voltou para o Brasil. Mesmo assim, ele deu esse nome à Frederico. Este cresceu e então foi quando seu pai passou a se preocupar com a masculinidade de Frederico Mello de Castro ficou a cara da mãe.

Temendo a isso ele bolou um plano para que Frederico vesse um filme pornográfico no vídeo. Um dia, quando a mãe dele estava trabalhando ele colocou uma fita e falou:

  Então, vamos assistir Alf, o ETeimoso? Liga a TV e o vídeo que eu volto com as pipocas!  
Pai de frederico

Acontece que o plano de Frederico pai era terrível, parecia um "O chamado 2" só que com uma fita pornográfica, quando a fita começou a rodar ele ligou para o amigo que tinha emprestado o DVD para ele o pai de frederico estava feliz pois tinha feito a garantia de que seu filho virasse um macho.

  Valeu por ter emprestado o filme, joão!  
Frederico pai

  Houve algum engano, A SUA FITA AINDA ESTÁ AQUI!, sumiu uma de Pornô Gay de mim!  
João

Frederico pai ficou nervoso, ele correu para sala e encontrou o filho assistindo um porno gay de alexandre frota.

Entrada nos RaimundosEditar

 
O único amigo de Fred...  

Após essa experiência não muito boa ou memorável, causou nele um curto circuito, no que ele podia virar uma bicha morfética ele virou um homem normal e sério, Foi muita sorte Frederico não ter virado uma bichinha que roda bolsa na esquina, aliás é muito difícil alguém do rio de janeiro ir parar nessa imagem ou futuro.

Mas, Frederico Mello de Castro ficou traumatizado com tal ato.

Várias vezes foi quando ele perguntou coisas indecentes para o pai e para a mãe sobre o filme que tinha assistido.

Foi então que Frederico Mello de Castro conheceu o Punk, e se interessou demais, isso na adolescência, ele então passou a estudar bateria, pois era a única coisa que estava disposto a tocar, o pai dele mais uma vez não quis aprovar e pediu para que ele enfiasse aquelas baquetas no c* e pareasse de tocar

Incrivelmente, em sinal de protesto ele fez isso mesmo e o pai dele ficou muito assustado.

Então os Raimundos viram que precisavam de um baterista novo para fazer parte de sua banda, como eles viram que esse era um dos talentos dele e seu cu estavam tão grande que podia fazer TUDO para os integrantes da banda, principalmente para Digão ele foi aceito como o baterista oficial da banda.

Mas um detalhe é que ele só sabia tocar no improviso a bateria.

Saída dos raimundosEditar

  JÁ???  
você sobre fred fazer uma ótima decisão!

FOi meio rápido não? Acontece que quem não aguentasse mais do que metade do Braço de uma guitarra no rabo no reto nos Raimundos tinha que sair, para Digão (sempre ele) não tinha gente digna de participar de uma banda punk sem antes passar pelo ritual de "anal-castração" de Digão, que consta em ir adicionando objetos no reto do integrante, cujo fato foi posto para a empresa por fred.

Fred, além de sair dos raimundos saiu pela metade, ele teve que usar uma cadeirade rodas por 2 meses além de fazer uma cirurgia no ânus para retirar um chiclete que Marquim tinha posto para "lubrificar".

HojeEditar

Se acha que raimundos é coisa comum? Está enganado, E Frederico Mello de Castro é prova disso. Hoje ele vive aposentado de bandas com a lembrança cicatrizada dos raimundos em seu corpo. Agora ele tem só essa banda no currículo e nem correu atrás de outra.

Já que hoje ele teme tudo que é Punk pois digão disse:

  Pra ser punk, tem que ter culatra larga...  
Digão

Mas que mer....