Abrir menu principal

Desciclopédia β

Futebol (jogo)

Cvania-nes phantombat fly.gif
Futebol (jogo) é da época da Velha Guarda dos Games

Mobile é o caralho! Portátil de verdade é Game Boy, porra!


Ultimate League Soccer A primeira pirataria futebolística dos videogames
Futebol Milmar.jpg

"Times do Brasil"

Informações
Desenvolvedor Milmar
Publicador
Ano 1990
Gênero Futebol
Plataformas Nintendinho (forçado, mas vai), Hi-Top Game, Top System, Dynavision, Polystation e diversos outros Famiclones.
Avaliação 5%
Idade para jogar Qualquer babaca

Muito, mas muito antes dos peruanos nascidos na Bolívia com o nome de Pablo Escobar criarem suas aberrações como Futbol Excitante e Super Campeonato Brasileiro, entre outras pérolas do narrador fanho, uma empresa brasileira revolucionava os anos 90 com suas criações genias que faziam a Tec Toy comer poeira: Futebol (assim mesmo, escrito em português maroto de primeira). Esse jogo é bão, bão sô. Tão bão que me deu até câncer.

O jogoEditar

Na verdade, tal como a maior parte dos jogos da Milmar, é uma cópia tosca, nesse caso, do jogo Ultimate League Soccer da American Video Entertainment. Tal como aconteceria anos depois com o International Superstar Soccer e com o PES, esse jogo também era um joguinho com seleções de diversos países (nesse caso, apenas 8 seleções). Como eles queriam fazer um jogo com times do Brasil, colocaram oito timecos portanto no lugar das seleções. Os times foram:

Como podem perceber, só colocaram times famosos na mídia e patrocinados pela Globo (portanto, Bombinha de São João, nem espere ter seu nome incluso nesse game).

A jogabilidade é bisonha, você só usa dois botões: o botão A chuta e dá carrinhos, o botão B passa a bola ou troca o jogador. Sim, troca o jogador. Bem ao estilo Fifa Soccer das antigonas. E tem mais, o goleiro não tem movimentação automática: deve ser comandado pelo jogador, com isso é muito provável ocorrerem goleadas suprahistóricas maiores que a de jogos com o Allejo.

Você escolhe a duração da partida com tempos com 15, 30 ou 45 minutos (apesar que não eram exatamente os 45 minutos - ainda bem, ia ser uma tortura). Também se tinham 3 escolhas de táticas de jogo, mas SEMPRE com 4 zagueiros. O porquê disso, só Deus sabe. A onda são as camisas: Só tem QUATRO opções (culpa do jogo anterior de onde fizeram essa bootleg).

Quanto à partida, não existem faltas (ainda bem, pode descer o carrinho sim, MÁ!), a música de fundo se repete mais do que a daqueles jogos malditos da LJN, mas ao menos a torcida se manifesta a cada gol. No intervalo, você é brindado com a aparição de 3 animadoras de torcidas (ironicamente trigêmeas, só não sabemos se é proposital, pela falta de emprego das 3 irmãs; ou se foi por falta de criatividade ou recursos mesmo). Caso você seja campeão, você aparece num pódio juntamente com os outros 2 times melhores colocados, o que é legal (ou não).

Ver tambémEditar