Abrir menu principal

Desciclopédia β

Gótico que não tem medo de nada

Gothar.jpg Este artigo foi possuído e agora é seguidor do Arquiduque das Trevas e Imperador do Mal,
Lord Göthar Tenebrian
.

Vamos desejar e admirar o Profeta Tenebrian!

Cquote1.png Louvem-me, aceitem o Goticismo!!! Cquote2.png


O gótico com um olho na câmera, outro no gato podre tentando tomar sua Fanta Uva.

Cquote1.png O que tudo mundo faz, as pessoas faz! Cquote2.png
O gótico sobre o resto do mundo.
Cquote1.png Tem tanta coisa que quero fazer que todo mundo faz que não quero fazer... Cquote2.png
O gótico sobre as coisas que ele quer fazer, mas não quer (?)
Cquote1.png Eu queria mostrar tanto que frequento tanto o cemitério, mas eu nunca dormi! Vô pro causa de adrenalina! Cquote2.png
O gótico sobre sua vida indo pros cemitérios pra comer os cadáveres fazer ritualzinho.
Cquote1.png Vocês vão ter uma surpresa muito grande no ano que vem! Cquote2.png
Anúncio em 2014 do primeiro filme que ele fez e aqui acaba, fim da transmissão, informando que virão logo mais. Como nenhum veio depois, agradecemos por isso.

O gótico que não tem medo de nada é um caso perdido de um gótico (O RLY?) que lembra muito um ex-usuário desse site, mas não vem ao caso no momento. O facto é que o jovem é uma pessoa que curte fazer filme no cemitério sem autorização num buraco bizarro que ele mora (que pelo sotaque deve viver em algum buraco em Minas Gerais), após uma vida questionando os emo porque eles eram maconheiro, drogado, que não trabalhavam, só ficavam infernizando e incomodando, mas um dia, por um azar ou por um momento "bão", ele se pintou do nada de preto por relembrar algo que ele tinha assistido o filme do Corvo, e com a ajuda de uma garota amiga dele, arranjou suas tintinhas, batonzinhos rebu e similares e assim, após tomar muita Fanta Uva e munido de sua webcam e edição de vídeo fantástica do Wondershare, ele decidiu publicar no Youtube que ele não tem medo de nada (exceto por vezes sair pintado de palhaço preto) divulgando seu trabalho e em busca de atores para seus filmes terror no cemitério e tendo de defender a jantinha feita por mamãe das mandíbulas de seu querido gato Podre.

Índice

História da direçãoEditar

Como a história pregressa desse indivíduo nem vale a pena ser conhecida, nem inventada, então vamos da parte em que ele mostrou para os amigos um filme que é onde ele frequenta, filme esse que ele disse que assistimos agora a pouco antes de vermos o dele, mas não me alembro de ter visto é nada de filme dele, embora umas más línguas atribuam tal situação a esse vídeo aqui, mas espero sinceramente que não, o Funk do Medo (ou Funk do Gótico) consegue tornar o desabafo do senhor gótico sem medo de nada um vídeo sem o mesmo mojo de graça.

Mas enfim, sendo ou não, o gótico quatro olhos diz que ali é onde ele frequenta, frequenta todas as noites, quase. E é onde ele fica com os pensamentos mais limpo, e claro que dá medo, pessoas normal não vai pro cemitério a noite porque passa umas coisas pela cabeça, mas ele já tá acostumado, já tomou um susto, mas frequenta, adrenalina muito grande, fez filme, perigo de ser apanhado pelo segurança, sempre tem vontade de fazer as coisas que todo mundo tem medo (como dar o cu pro Kid Bengala por exemplo) e ele consegue, ele vai em frente, pinta as unha, ele consegue, só ele consegue (olha só, o gótico mais foda do universo!), e ele só fez isso por um azar ou um momento bão, ele, que é uma pessoa quieta, reservada, desanimado, gosta de ficar no quarto escuro, e aí ele lembrou de 2, 3 anos antes, quando assistiu o filme do Corvo e acabou querendo ser o Brandon Lee, e assim decidiu fazer filme de terror no cemitério pra ser o diferentão, invés de ir assistir jogo na tv, ir tomar cerveja (o que todo mundo, a metade, todo mundo vai), ir à igreja, não não, o negócio é usar casacão e sobretudo todo de preto aos 45° de sol do meio-diaaaaa... e sob efeito da mortal Fanta Uva.

A guerra contra o gato PodreEditar

Enquanto explicava que estava comprando coisas pra montar seus filmes (como uma convincente - sqn - arma de brinquedo) e similares, seu pet de estimação e rival, o gato Podre, acaba por subir à mesinha para tomar sua Fanta Uva e comer a jantinha de mamãe (já que ser um ser como esse, com certeza ele não tem coragem de fazer janta porque todo mundo faz, melhor pintar todo de preto pro resto de sua vida), e daí ao perceber este imbróglio, ele decide dar um ataque de tapa na mesa fatal que faz o gato Podre ser obliterado, enquanto solta as palavras mortais:

  SAI DAÍ GATO PODRE! SUMA DAÍ!  
O gótico sobre seu gato podre

E por fim uma conclusão tocante:

  Esse gato é louco que nem eu praticamente, mas fazer o que...  
O gótico

Termina o vídeo recrutando malucos pessoas sem medo como ele a realizar a empreitada de invadir cemitérios para filmar filme caseiro de terror, fazer o que ninguém mais faz, e esse é o vídeo.

OBS: Aguardando a "surpresa" que ele prometeu em 2014 para 2015 até hoje...

O indivíduo em pessoaEditar

Ver tambémEditar