Abrir menu principal

Desciclopédia β

Garagem em Portugal

Garagem é uma dimensão bastante sinistra, que ao se olhar por fora, você pode notar nada mais do que carro(s), mas na verdade não é assim, quando você entra é que descobre o que é realmente esse mini estacionamento, que faz parte de uma casa ou sobrado. No caso de apartamentos, sejam descentes ou subintes, predinhos fodidos ou prédios mais apresentáveis, então são estacionamentos, que apesar de sinistros, é mais difícil de se passar neles, para outra dimensão, o que acontece com mais frequência nas garagens.

Coragem GaragemEditar

 
Olhando por fora, é igual a guria virgem: Parece inofensiva.

As garagens em geral, costumam ter duas ou três entradas(fora portais extradimensionais), em que a mais segura de se entrar é a que dá para rua, de onde o(s) carro(s) e moto(s) saem, talvez esse seja o mais seguro porque é o mais visível ou pode não ter nada haver, não se sabe ainda, mas a perspectiva da entrada da frente é mais segura de fato... Mas também não garante nada, entrando-se pela frente, ainda assim pode-se ter esses acidentes, mas poucas vezes, se sair do carro e entrar em casa sem mexer em nada da garagem, e é assim em 99% das vezes, o que torna a entrada da frente da garagem mais segura.

 
Evite olhar em um espelho que esteja guardado na garagem: Eles sempre são mais nítidos.

O perigo maior é quando se entra, ou por uma porta lateral, que dá pra casa, sem que seja a porta de entrada normal do lugar, ou uma que dê para os fundos do quintal ou algo assim. Nesse caso, pode ocorrer coisas estranhas em pelo menos metade das vezes que isso ocorre, se a porta maior, por onde o(s) veículo(s) sai estiver fechada, então já é meio caminho andado para outra dimensão. Daí tu com aquela mesma cara doce de mongo de sempre que asneira de outra dimensão em garagem é essa? - Calma flor, é o seguinte, em garagens se encontram coisas que foram até mesmo do seu tetravô, bem como caixinhas de música de sua bisavó e o vestido de primeira comunhão da sua avó... Revistas pornô do seu tio (seja ele engraçadão ou não), instrumentos(não pense bobagem amigão), musicais abandonados, revistas que foram do teu pai, foram porque ele se desinteressou delas, mas ninguém lembrou de se desfazer de nada dessas coisas.

Eu sei que tu deve estar pensando com sua doce cara de mongo O que isso tem haver como outra dimensão - se tu acha isso, é porque nunca entrou numa garagem das sinistras mesmo. Apenas comece a mexer nessas coisas velhas e ainda, começa a acha-las interessantes, e fique um tempo mexendo com elas, se foram as revistas e dependendo do conteúdo delas, então sim, está tudo armado para que a dimensão conhecida desapareça diante de seus olhos, mas o pior disso tudo é que pode sequer perceber. Apenas olhe para os lados entre uma vausulhada e outra, as coisas ao redor não estão mais como antes, mas poderá não perceber.

E a garagem?Editar

 
Pense bem antes de ficar aí por muito tempo.

A garagem, por fora, para as outras pessoas continua no mesmo lugar, não sabem porém, que o fofis que entrou lá, está quieto demais(sabemos o quanto somos quietos normalmente, certo?), mas aparentemente está tudo bem, nada mais do que mexendo nas tranqueiras da garagem, que que tem? - E assim, lá está a criatura, entretida, talvez até com a blusa na metade de cara por causa dos ácaros e outras pestes. E onde está a outra dimensão, mesmo? - Ora, não notou ainda? Assim que o mongo sair de lá, é possível que com algo que achou legal em mãos(o que piora as coisas), pode até achar que está tudo do mesmo jeito ao seu redor, mas nada disso, quando estava na garagem, vendo coisas não usadas há algum tempo ou há muito tempo, sim, entrou em outra dimensão, pelo simples fato de ter mexido em coisas que não deveria e ter sido transportado por elas.

Agora tu pensa Só porque viu umas coisas velhas, entrou em outra dimensão - Isso mesmo, vai duvidando, mas quando estava olhando aquelas coisas sem perceber não foi apenas o caso de olhar para coisas que não está acostumado, mas também foi levado por elas há outra dimensão. Quando você volta ao mundo real, ocorre ainda algo que, apesar de não querer admitir, acontece sim: Ao olhar as coisas ao redor, as mesmas de sempre, elas parecem estar diferentes. Isso ocorre porque ao sair da garagem, tendo ou não levado consigo algo daí, você acorda nessa dimensão normal, parcialmente, e leva uns dias para voltar totalmente à realidade, na verdade tu fica parte lá, parte cá, não por horas, mas por dias, talvez até semanas, dependendo de quanto tenha nadado em outra dimensão. Mesmo que não cometa nenhum erro por isso, notará que está sim, meio diferente. Isso não é o mesmo que drogas, seu noia, mas sim , pode te manter por dias ou semanas, com parte de seu eu em outra dimensão. E esse é o que há de sinistro em muitas garagens, pense bem antes de entrar sem que seja para guardar ou tirar um veículo ou, ainda, na melhor das hipóteses, limpar, mas com as portas de entrada bem abertas e sem se interessar por nada que venha a achar nesse local.

  Coisas da casa
v d e h

AlmofadaAr CondicionadoArmárioAntena ParabólicaAzulejoBanheiroBidêBotijão de gásCamaCantinho da disciplinaCerâmicaCorredorCortinaCozinhaChaminéChuveiroDobradiçaEncanamentoEscadaFechaduraFossaGaragemGeladeiraJanelaLareiraMaçanetaMuroParedePára-raiosPiaPorãoPortaPorta da cozinhaPortãoPufRaloSacadaSala de EstarSofáSótãoTelhadoTelevisãoTorneiraTomadaVaralVaso Sanitário