Abrir menu principal

Desciclopédia β

Geografia do Brunei

Brunei é um país bem pequeno e minúsculo enclausurado no noroeste da ilha de Bornéu (sim, aquela mesmo do tabuleiro de War). Por ser muito pequeno não tem muito com quem fazer fronteira a não ser ao sul com a província de Sarawak (que no dialeto malaio significa "Reino do Dragão-de-komodo"), e ao norte está o Mar da China Meridional, embora a China esteja realmente muito longe dali.

Índice

RelevoEditar

 
Imagens de satélite de Brunei durante uma nevasca.

Brunei é dividido em duas partes, a parte oeste maior e mais populosa que é caracterizada por planícies lodosas como se o país inteiro fosse um mangue. Enquanto a porção leste que é bem montanhosa é o lar de 10 mil monges xaolins praticantes de wu shu.

É no lado leste que está o Bukit Pagon, uma montanha que é a maior do país, mesmo ninguém sabendo sua altura, mas é a maior isso se sabe, e como os malaios gostam de ser sem graça, ainda querem fazer questão de dizer que essa montanha é deles e não do Brunei.

HidrografiaEditar

Há pouco o que se dizer da hidrografia bruneana, afinal lá só existe o Rio Belait que ainda consegue ser longe das 3 principais (e únicas) cidades do país, o que nos leva a crer uma certa presença de medo de água do povo deste país, uma predisposição genética uma vez que seus antepassados conquistaram a independência através do asco que despertavam em seus inimigos conquistadores.

Dividindo os pedaços do país está a Baía de Brunei, que é o ponto mais poluído do país, embora os bruneanos culpem os filipinos por aquele lixo todo, e provam isso ao coletar do mar enormes quantidades de pacotes de Cheetos e garrafas PET de Dolly Citrus, e todos sabemos que Cheetos com Dolly Citrus é a base da culinária filipina.

ClimaEditar

O clima equatorial com monções é o predominante em todo país, o que significa no mínimo duas chuvas por dia e temperaturas médias de 35°C.

VegetaçãoEditar

Há no Brunei uma variedade semi-diversificada de matagal, onde as espécies de mangue prosperam até no interior seco do país simplesmente porque a mãe natureza quando criou o mundo deixou Brunei por último e já estava sem criatividade a essa altura para criar algo de marcante.

  Brunei
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografia
EconomiaCulturaTurismo