Abrir menu principal

Desciclopédia β

George Carlin

Chuck Norris.jpg Este artigo é um(a) super-herói(na).

O texto a seguir é sobre alguém que voa, tem poderes, salva donzelas e prende bandidos. Se vandalizar este artigo, eles te levarão à Justiça.

Para conhecer mais desses seres incríveis, clique aqui.

Loser 2.JPG

George Carlin já morreu!

E já previram...

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno

Cquote1.png Ta no meu colo agora! Cquote2.png
Satã sobre George Carlin

Cquote1.png Ta amarraduu em nome de Jeeezuis! Cquote2.png
Valdemiro Santiago sobre George Carlin

Cquote1.png Eu tenho medo. Cquote2.png
Regina Duarte sobre George Carlin

Cquote1.png Pra mim é um documento politico inflado artificialmente pra vender melhor... Cquote2.png
George Carlin sobre Dez Mandamentos

Cquote1.png Porra, Caralho, Merda, Cu, Fudido, Filho da Puta e Cacete. Cquote2.png
George Carlin sobre As sete palavras que não se pode dizer na televisão

George Carlin

George Denis Patrick Carlin (Nova Iorque, 12 de maio de 1937 - Santa Monica, 22 de junho de 2008) foi um comediante de stand-up e ator norte-americano. Foi pioneiro no humor de crítica social; seu texto mais polêmico foi as sete palavras que não se pode dizer na televisão. Esse texto de stand-up lhe rendeu processos e até cana.

Vida e começo de carreiraEditar

George Carlin era descendente de irlandeses e foi criado em uma escola Católica. Carlin foi católico até atingir a idade da razão, ou seja, desde os três anos ele é ateu.

Tentou ganhar a vida na Força Aérea dos EUA, mas desistiu e tentou a vida como DJ numa rádio do interior. Como não deu certo, foi virar comediante.

Depois de se apresentar em bares, foi calibrando seu humor negro, sentando o pau na religião, na política e em mais um mol de assuntos cabeludos que lhe rendaram fama, prestígio e férias no xadrez.

Ascensão e polêmicaEditar

Carlin ganhou fama nas suas aparições no The Tonight Show, realizando vários especiais para o HBO. Depois que Carlin foi censurado pela suprema corte dos EUA por dizer muitos palavrões, ele resolveu abordar temas mais leves como homicídio, genocídio, guerra, estupro, corrupção e religião.

Morte e legadoEditar

George Carlin foi comer capim pela raiz em 2008, por causa de uma parada cardiaca.

George Carlin recebeu vários prêmios por seus shows de stand-up e influenciou vários comediantes, entre eles Chris Rock, Lewis Black e mais alguns comediantes comedores de bebes.