Abrir menu principal

Desciclopédia β

Ginásio de Esportes Nilson Nelson

O Ginásio de Esportes Nilson Nelson é um imenso galpão no centro da capital federal inaugurado em 1973 para a prática das mais diversas atividades na cidade. O local tem a fama de ser um lugar horrível para shows de pequeno porte e também pelo estacionamento, usado para a criação de novos barbeiros da cidade. Com pouco tempo de vida, o local já passou por destelhamento, alagamentos e o escambau, confirmando assim a tese que as obras no Brasil são construídas exclusivamente para sugar recursos públicos.

Índice

HistóriaEditar

 
Ginásio e seu acesso aos aleijados.

O ginásio foi inaugurado no aniversário da cidade, mais conhecido como sendo o dia de tirar dentes. Antes disso, os engomadinhos que moravam na cidade tinham apenas o Teatro Nacional de Brasília para sediar partidas amadoras de basquete e joguinhos de vôlei que eram tão animados quanto acompanhar a vida das formigas vermelhas cabeçudas.

Para satisfazer o ego do presidente à época, o ginásio também ganhou o nome do mesmo e passou a se chamar Ginásio de Esportes Presidente Médici. A auto-felação dos presidentes no regime militar conseguiu dar nome a tudo quando é porcaria em Brasília e o ginásio obviamente que não ficou de fora.

Alguns anos depois o ginásio recebeu seu primeiro evento, uma pequena luta de boxe entre um projeto de lutador cubano e um brasileiro frangalhos, sendo este último o ganhador da peleja. Depois o ginásio recebeu seu único evento de importância e nem foi bem um esporte. Os Michael Jackson + 4 (ou Escravos do Mr.Jackson, como eram conhecidos na época) fez um pequenininho show-relâmpago no recinto. O evento sequer chegou a ser noticiado, de tão rápido que foi o evento. Parecia mais um show de uma Gaby Amarantos da vida, de tão desprestigiado que foi.

O local ainda sediou um show de um vendaval que saiu arrancando os telhados tudo em 1991 (sucesso de público) e ainda uma copa do mundo de futsal, em 2008, o que motivou o governador à época, o José "Panetone" Arruda, a desviar 15mi de reais para a reforma do ginásio.

UsoEditar

 
O ginásio em um dos raros momentos que esteve cheio (note que ainda há alguns espaços vazios).

O local muito raramente é utilizado para a prática de esportes. O time que mais usa o ginásio é o time de basquete da cidade e mesmo assim ele só joga lá a cada 6 meses, só quando vai pegar o Flamídia basquete, até porque se fosse só com a torcida que o time da casa tem, não consegue lotar nem o ginásio da pré-escola.

O que mais usa o ginásio são os shows mequetrefes que tem na cidade, quando algumas gralhas vão se apresentar no local, como Wesley Szébucetão, Tribufuzões do Forró, as maiores bandas ruins da cidade e outros palhaços que vão a cidade extorquir a população local, que paga caro pra ver qualquer merda. Isso se eles não optarem pelo estacionamento do estádio Mané Garrincha, pois é de conhecimento de qualquer promoter da cidade a qualidade sonora dentro do local, tendo que melhorar muito para chegar a ser horrível.

Se tem alguém que usa o espaço mesmo, "este alguém" são os instrutores de auto-escola que usam o estacionamento externo do local para repassar as barbeiragens que eles mesmos comentem aos seus padawns. Quando um dos braços duros resolvem invadir o Eixo Monumental, o caos acontece. Este é uma das opções de lazer que os pedestres tem em frente ao local, quando não tem absolutamente nada para fazer, acompanhar os aprendizes da auto-escola tentando entrar na movimentada via do plano piloto.

Ligações ExternasEditar

Ver tambémEditar