Godzilla: Monster War

Virtualgame.jpg Godzilla: Monster War é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, Mario pega as estrelas no Reino do Cogumelo.

Godzilla: Monster War é um Street Fighter II cokm uma skin diferente, só com os monstros ao invés de humanos. O jogo de 1994 foi lançado apenas no Acre e em Fukushima, por isso poucas pessoas já ouviram falar nele.

Street Fighter II: Godzilla Edition
Godzilla Monster War cover.png

Capa do jogo

Informações
Desenvolvedor Shit System
Publicador Tolete
Ano 1994
Gênero Street Fighter II
Plataformas Super Nintendo Japonês
Avaliação 5/10
Idade para jogar Livre

DesenvolvimentoEditar

A Toho, detentora dos direitos de Godzilla, decidiu hackear um cartucho de Street Fighter II usando um software japonês chamado Mugen e modificou todos os clássicos personagens da Capcom para monstros de Godzilla. Inicialmente esses desenvolvedores se depararam com um grande problema, os monstros desenhando por cima da Chun-Li, do Guile e de vários outros estavam muito magrinhos, então só houve uma alternativa para solucionar esse problema: Fazer quatro Zangief e quatro E. Honda, cujo tamanho do sprite era ideal pra pintar um monstro por cima, modificando apenas a quantidade e variedade de hadoukens que cada monstros teria.

Por ser um plágio nada notável, decidiram lançar o jogo apenas na cidade de Fukushima e em alguns locais do Acre, para o Super Nintendo Japonês, por isso por muitos anos foi um mero jogo obscuro, até ser hackeado e disponibilizado como demo em CDs piratas de Street Chaves.

JogabilidadeEditar

 
Godzilla pulando igual um balão cheio nde fezes.

Como é de se esperar, o jogo é tipo um Street Fighter II, mas com a constante sensação de estar sempre jogando com o Zangief ou o E. Honda, exceto quando você escolhe o Mothra que a sensação é de estar jogando com uma muriçoca. É portanto apenas aquele tipo de jogo de luta de um contra um que tem a barra de HP pra cada lutador e ganha aquele que escolher o personagem mais desbalanceado apelão.

PersonagensEditar

  • Godzilla - Personagem principal, acaba sendo também o de menos recursos, apanhando para quase todos outros. Tem lá seu Hadouken e seu golpe de rabo que quando spamado faz qualquer um se enfurecer.
  • Anguirus - Um porco-espinho que é um dos piores personagens do jogo, toma quatro tapas e já morre e a única coisa que pode fazer é ficar rolando igual um retardado, não tendo um Hadouken sequer, se tornando vítima fácil de spamadores.
  • King Ghidorah - Aquele personagem bom para quem gosta de apanhar, pois seu sprite ocupa 50% da tela e qualquer coisa que um oponente faça vai acertar Ghiudorah com 100% de chances. Seu único recurso é cuspir um peido eletrificado e tenta acertar soquinhos.
  • Gigan - O apelão desequilbrado do jogo, porque é rápido, a barra de HP não parece diminuir, e é cheio de especiais e secretões que estupram o HP adversário. Foi banido de ser utilizado em torneios, embora não exista torneio desse jogo, mas tá banido de antemão caso algum dia façam o tal torneio.
  • Megalon - O personagem mais desbalanceado de todos, é tão lento que parece mais um troço estático, mas aguenta porrada e arranca enormes bifes de HP.
  • Mechagodzilla - Esse é tipo o Megaman do Marvel vs. Capcom, spama projéteis no cenário inteiro. Só apela quando é a CPU jogando, até porque existem duas formas dele que são sub-chefes.
  • Biollante - No jogo mais parece uma grande montanhas de fezes, muito difícil de controlar porque ocê nunca sabe onde o corpo desse monstro começa e acaba, ficando fácil você ser acertado por quase todos golpes do dversário.
  • Mothra - A muiroçoca gigante que está sempre voando, é o personagem mais diferente de controlar porque o seu poder é ignorar a gravidade, portanto uma triscada no direcional do controle e ele voa pro outro lado da tela.
  • Gotengo - Um dildo gigante que funciona como último chefão, sendo apelão como se espera de um último chefão de jogo de luta, estupra o cu de qualquer monstro e força os jogadores usarem seus Continues. Pode ser desbloqueado.
v d e h