Son Goku

(Redirecionado de Goku)
Bruce-Willis-Photograph-C11796804.jpeg ESTE ARTIGO É SOBRE UM SER INDESTRUTÍVEL!
Não importa o quanto você bata, torture, dê tiros, esfaqueie, mutile, jogue de cima de um prédio ou dê de comida para os tubarões,
ele não será destruído e ainda voltará para pegar você! Tentar nocauteá-lo é uma piada!
Silvester Stallone - Rambo.jpg
POWNED! Este artigo é sobre um saiyajin!

Se você estragar o artigo, Goku mandará um Kame Hame Ha em você!

The-last-jedi-rey.jpg Este artigo trata de um protagonista

Son Goku ganha bem pra caramba para fazer o que faz!

E deve ser alguém bonzinho (ou não)

Goku Ferido.jpg
20121009225518!Os Incríveis.jpg Este artigo é um(a) super-herói(na).

O texto a seguir é sobre alguém que voa, tem poderes, salva donzelas e prende bandidos. Se vandalizar este artigo, eles te levarão à Justiça.

Para conhecer mais desses seres incríveis, clique aqui.

Kakashi hello.jpg Son Goku morreu...
E VOLTOU!!!

Reencarnou antes do prazo!

Clique aqui pra ver os que saíram do colo do capeta.

Cquote1.svg Você quis dizer: Kakarotto? Cquote1.svg
Google sobre Son Goku
Cquote1.svg KAKAROOOTTOOO?! KAKAROOOTTOOOOO!! Cquote2.svg
Broly sobre sugestão do google.
Cquote1.svg Oi, eu sou o Goku! Cquote2.svg
Goku sobre ele mesmo.
Cquote1.svg Oi! Tomei Noku. Cquote2.svg
Chichi sobre suas experiências com o Goku.
Cquote1.svg Dá haduuukeeen, Gokuuuu! Cquote2.svg
Retardado sobre Goku.
Cquote1.svg É Ryu, idiota. Cquote2.svg
Eu sobre citação acima.
Cquote1.svg Eu tinha inveja dele quando eramos crianças... Cquote2.svg
Kuririn sobre Goku, contando a um psicanalista.
Cquote1.svg Seu verme insolente de classe inferior! Você há de se curvar perante mim! Cquote2.svg
Vegeta, o orgulhoso príncipe dos Saia-Jeans, sobre Goku.
Cquote1.svg AAAAA! Roubaram suas bolas! E o pipi também! Cquote2.svg
Goku depois de ter tirado a calcinha da Bulma.
Cquote1.svg Ué? Cadê o seu rabo? Cquote2.svg
Goku na infância, levantando a saia da Bulma.
Cquote1.svg Há! Aquele monstro que eu derrotei engoliu aquela garota! Cquote2.svg
Goku após destruir o carro da Bulma.

Goku
Goku real.jpg
Nome completo Kakaroto Son Goku
Nascimento Planeta Terra Vegeta
Sexo link={{{3}}} Masculino (pelo menos é o que ele acha)
Raça Saia Jeans
Técnicas Kamehameha, Genki-Dama, Kaioken e outras técnicas
Profissão Lutador de artes marciais
Hobbies Comer e lutar
Frases preferidas Oi, eu sou o Goku!
Fatos.png
Conheça os fatos sobre Son Goku


Desentrevistasminibox.PNG O Desentrevistas
possui uma entrevista com
Goku
Goku, ao tomar um choque se transformar em Super Saia-Jeans.
Songokuspr.gif

Son Goku, chamado apenas de de Goku pelos íntimos (exceto no Super), de Son pelo Piccolo (em japonês), de Kakarotto pelos saiyajins (e em poops) e de Cachalote pelo Vegeta português (quando entendemos o que ele fala) é um dos maiores, senão o maior meio-homem-meio-macaco de todos os universos, mas não em tamanho (em tamanho é o Panbuikin), muito menos carisma (ver: Bardock). É só porque ele é o personagem principal da famosa série animada Dragon Ball.

Dotado de grandes força e burrice desde a infância, percorreu o mundo atrás dos 7 Testículos do Dragão junto com uma nerd gostosa, treinou com um velho tarado, conheceu um monte de fracassados, se casou com uma chata, teve dois moleques, combateu vários super vilões, aprendeu várias técnicas valiosas, outras nem tanto, morreu e ressuscitou mais de oito mil vezes e conseguiu, atualmente, o status de best friend forever do deus supremo da porra toda, até que Akira Toriyama resolva mudar a história de novo...

Alguns acreditam que ele seja a própria encarnação do Todo Poderoso, mas nada foi comprovado até o filme Batalha dos Deuses hoje.

História

O início

 
Goku segurando seu pau bastão mágico...

Goku descende de uma raça chamada Saiyajin, chamada pelos amantes da moda de saia jeans (criadas por Levi-Strauss, codinome Tora-i-Ama), descoberta apenas no ano X pelos europeus. Quando ainda era um bebê chorão de 3 anos muito irritante, foi encontrado dentro de uma bola esquisita super desconfortável por Gohan, um velho aleatório que se tornou seu vovozinho, após ter caído numa floresta de bambu que Gohan ia recolher pra enfiar no cu de curioso menino que fala fino [1]. Durante semanas, Goku deu verdadeiros especiais de porrada no velho, enquanto este tentava lhe dar banho, oferecer comida ou tirar dos Backyardigans na TV pra assistir ao Canal do Boi, mas felizmente ele sobreviveu graças aos séculos de treinamento de artes marciais na Escolinha Acarajé Feliz.

Depois de 8 dias e 15 tigelas de bolinho de arroz, Goku foi sendo domado, inclusive tirando aquele uniforme besta do exército do Freeza, mas ainda precisava de coleira pra ir passear na feira por encher muito o saco. Um belo dia, Goku e seu avô estavam indo pescar num rio que terminava em uma cachoeira e avistaram típicos universitários que falam top que nasceram com GPS que xinga localiza cachoeiras. Eles estavam fumando maconha com um Knuckles da Uganda e isso apavorou o pobre Gohan, que jogou Goku na criatura para não ter que lidar com a ameaça de saber o caminho e cheirar a ebola. Os universitários fugiram pra uma caverna próxima e começaram uma orgia lá dentro, enquanto o Knuckles fez uma dancinha de comemoração por Gohan não ter acertado o alvo: Goku caiu de cabeça numa pedra. Ele foi socorrido pelo velho, que só não infartou porque estava em forma de barril. Aquela cabeçada na pedra mudou completamente o comportamento da criança: ao invés de violento, chorão e com cara de cu, Goku estava dócil, educado e mais puro que linguiça caseira de pernil, mas manteve o apetite voraz por bolinhos de arroz. Os dias seguintes foram só alegria, exceto quando os Backyardigans foram substituídos por Dora, a Aventureira.

 
...e indo treinar com ele.

Um belo dia, apareceu uma linda lua cheia... Linda e atrasada: passaram-se meses e ela nada, ela tava fazendo o quê? Mesmo atrasada pra caralho, ela veio pra dar o plot twist que a história precisava: Goku olhou pra a lua atônito, parecia hétero em balada gay olhando um viadão e uma lésbica se pegando de jeito (você deve ter feito uma cara igual depois de ler isso), seus olhos estavam tão vermelhos que bolsomínions tentaram mudar de canal antes que a doutrinação marxista do anime transformasse a criança que estivesse assistindo em um travesti funkeiro, mas era tarde demais: Goku se transformou em um macaco pauzudo gigante e destruiu as casas e as montanhas em volta, matando quase todos ao redor, inclusive alguns bolsomínions que assistiam a cena na TV, quebrando a quarta parede, e seu querido avô. Muitos minutos depois, ele se acalma, volta a ser criança e encontra o cadáver rígido e espatifado de Gohan, incapaz até de soltar os últimos miaus. Goku ficou desesperado e fumou capim com cravo, desolado e começou a chorar mais que no filme do Broly, até encontrar uma bola laranja com 4 estrelinhas vermelhas. Ele ficou feliz e guardou a bola como um tesouro que o faria lembrar dos momentos felizes com seu vovozinho, enquanto os bolsomínions sobreviventes quebravam a televisão de raiva, indignados ao verem não uma, mas QUATRO mensagens subliminares do PT tirando onda com o Queiroz.

A fantás-ti-ca aventura começou!

A infância fofa de Goku acabou no leito de morte de seu avô Gohan (vulgo: vala), mas deu o impulso para começar a épica infância de Kakarotto! Assim sendo, Goku viveu muitos anos sozinho, tendo como companhia a fauna pré-histórica bizonha das montanhas e da floresta debaixo delas, comendo frutas, peixes e tudo o que seu nutricionista recomenda, mas você não come porque é um gordo filho da puta viciado em Burger King. Ele também treinava artes marciais, graças à influência do vovô Gohan (e porque qualquer criança sem brinquedos ou acesso a computadores começa a inventar seu próprio estilo de luta pra matar o tédio). Por ser um gordo preguiçoso de merda, você não tem a disposição e habilidade pra criar as próprias roupas e armas, como fez Goku com seu kimono lilás escuro e seu bastão mágico.

 
Goku quando tinha 12 anos de idade, embora tivesse cara de 7.

Com a singela idade de 12 anos, Goku estava indo arrumar o que comer quando conheceu a puta da Bulma. O primeiro encontro entre essa guria mimada que até moto tinha e o menino macaco de um mundo selvagem e anacrônico foi revelador e traumatizante, além de ter doído pra caramba: Goku sofreu atoprelamento, conheceu uma mulher [carece de fontes] pela primeira vez, foi assediado sexualmente por ela e aprendeu a dirigir, enquanto Bulma foi jogada no chão, esmagada pela própria moto e sequestrada por um pterossauro fêmea usuário de anabolizantes. O que realmente importa é que Bulma mostrou a Goku que existiam outros parentes do Queiroz, digo, esferas com mensagens subliminares, quer dizer, estrelas. No total, haviam 7 esferas espalhadas pelo mundo exceto em Caraguatatuba e que se as 7 forem reunidas, seria possível realizar qualquer desejo, exceto desejos inconcebíveis na mente de uma adolescente de 16 anos, como ressuscitar carecas desnarigados que morreram mais de uma vez. Como Goku não ia deixar uma bruxa doida como ela relar a mão na esfera de seu avô, ele decidiu se juntar a Bulma nessa épica jornada ao oeste em busca das outras esferas.

Nessa empreitada potencialmente suicida, Goku ainda conheceu um bandido fracassado, um gato voador, um paradoxal e pervertido porco comunista, um velho tarado cosplay de tartaruga, uma ninfeta mal vestida, o pai dela e três zé ruelas que queriam dominar o mundo, o que felizmente não se concretizou graças ao fetiche por calcinhas do porco comunista, entretanto, aquela calcinha cor-de-rosa teve um preço bem alto: um desejo muito fácil foi realizado pelo poder das esferas, que se escafederam daquele cu de mundo para 7 locais aleatórios, como Acapulco e Piracicaba. Vendo o tesouro de seu avozinho ir pra puta que pariu e passando a saber que as 7 esferas viraram pedras de crack, Goku decidiu fazer o que antes era só um hobby e começaria a se tornar um vício: treinar pra ficar mais forte.

 
Goku durante o treinamento com Mestre Kame.

Dito e feito, ele se mandou para a ilha de Lost para treinar com o mestre do estilo Kame, que por sinal, era aquele velho tarado. Na cagada, vindo de terras distantes, isoladas do mundo moderno, da tecnologia e de pessoas do sexo feminino, apareceu aquele que seria o melhor amigo de Goku: o monge desprovido de nariz citado anteriormente, que se chamava Kuririn e era parecido com a esfera de 6 estrelas. Juntos, eles aprenderam com o velho Kung Fu, Karatê, Judô, Sumô, Muay Thai, Boxe, Jiu-Jitsu, Greco-Romana e Taekwondo , a cozinhar, lavar e passar, cinema, pintura, música, dança, ordem unida, posição de sentido correta e marcha atlética, ou seja, todas as artes, menos artes marciais. No entanto, isso aconteceu só porque eles sequestraram uma gostosa com nome de almoço que ia ser presa em um hospício. Após meses sofrendo com o "treinamento" e os surtos psicóticos de Lunch, Goku pôde participar de seu primeiro torneio de artes marciais, o qual foi vencendo na cagada, juntamente com Kuririn e até o Yamcha, até ser derrotado pelo cansaço em dominar um velho com nome de ator de filmes de luta.

A fantás-ti-ca aventura continua

Cansado de colher repolho pra fazer chucrute para as massagistas alemãs gostosas de 1,80 que Mestre Kame contratou, Goku deu um tempo com o treinamento e foi caçar as Esferas do Dragão de novo, encontrando seus amiguinhos do torneio, os três zé ruelas e a ninfeta mal-vestida, que tava mais doida que antes devido a uma promessa lazarenta. A coisa começa a ficar mais feia que a mamãe do Quico quando uma gangue puxassaco de militar rival da empresa do papai de Bulma, um nerd que parecia ser avô dela e conseguia ter mais bigode que o Mestre Kame, partiu em busca das esferas. Sem saber do medo de Bulma da ideia de que o pedido da gangue fosse fazer com que ela fosse deserdada da empresa e obrigada a trabalhar, Goku partiu rumo ao raio que o parta para derrotar a malégna Red Ribbon e seus integrantes bizonhos, com destaque para um galã psicopata nazista do tamanho do Léo Stronda, um tigre tão fã de Iron Maiden que fazia cosplay de Aces High 24 h por dia, um anão caolho sem alma, um primo do Clodovil, um mordomo com cara de pigmeu e um ninja sem prega no cu que usa roupão.

Um a um, cada inimigo colorido foi derrotado por Goku, ao ponto de o anão vermelho e o mordomo preto borrarem as calças e terem de contratar um mercenário chamado Tao Paipai, que seria um... "chinês rosa", que mostrou pra que veio matando o viadinho azul com uma linguada. Enquanto ia derrotando a Red Ribbon, Goku fazia amizade com índios americanos com idades de personagens bílicos e vigor sexual de um atleta nas olimpíadas. O tal do papai achou que seria daora matar um daqueles índios pra foder com a cabeça do Goku, sem saber a merda em que se enfiaria por causa disso: a morte do pobre touro deitado obrigou Goku a escalar uma torre, onde mora um gato de despertador que foi o antigo mestre de seu mestre tarado, para pegar uma branquinha que levantava defunto, só que o gato não ia deixar um menor de idade tomar um gole de sua pinga ultra sagrada sem a aposta psicopata de tirá-la de seu rabo, aposta essa que ele perdeu, inclusive.

 
O que aconteceria se Goku não tivesse batido a cabeça e se tornado uma alma pura, principalmente depois do treinamento com Mestre Karin.

Mas aonde está a merda nisso? Acontece que o esforço lazarento de Goku em tirar a branquinha do rabo branquinho de Mestre Karin deu a ele uma vontade danada de meter porrada, e assim aconteceu quando voltou para a superfície: Goku deu uma coça linda no tal papito, a ponto do mesmo ser obrigado a fugir pra não ficar com a cara do Nestor Cerveró, então ele distraiu Goku com a chegada de um disco voador, matou dois caras numa moto e afanou o veículo deles, o que foi totalmente em vão, pois Goku viu a grande escapada e jogou uma biribinha atômica na fuça dele, acabando com seu primeiro grande vilão (ou não). Sem seu grande trunfo e metade de seus líderes coloridos, a Red Ribbon entrou em colapso e os sobreviventes foram se matando após séries de revelações bombásticas e apunhalamentos nas costas. Ao invés de ficar 7 palmos mais alto, Comandante Red foi soterrado a 7 palmos do chão, e seu desejo foi trocado pelo ressuscitamento do indião morto anteriormente, já que índio não bebe pinga e o Goku teve que beber para purificar seu espírito de luta ou alguma merda do tipo.

Com a Red Ribbon no colo do Capeta lubrificando o tridente com cuspe e a esfera de 4 estrelas perdida de novo, Goku se mandou por aí de novo, dessa vez se deparando com dois bonecos de porcelana gigantes que pareciam alienígenas (parece que o disco voador do Tao Paipai não era uma mera distração). O que aconteceu com eles só interessa para os fãs de Naruto, pois um mostro com o nome do apelido da formação da equipe Asuma apareceu numa aldeia para comer os negrinhos e missionários que lá moravam e os dois aliens prometeram descer o sarrafo nele, mas era uma picaretagem dos dois pra conseguir dinheiro pra comparar um apartamento no Leblon. Já o que interessa pro resto da humanidade aconteceu 3 anos depois, quando Goku reencontrou seus amigos e os dois aliens em outro torneiro de artes marciais. Enquanto Kuririn e Yamcha mostraram que não sossegaram durante esses 3 anos, os 2 aliens chegaram chegando com um terceiro, que aparentava ser o líder da invasão, já que era muito mais feio e assustador que os outros dois já conhecidos, um cover kawaii do Jigsaw e um tobogã de salto alto com três olhos. O torneio seguiu normalmente, com direito a comentários desnecessários do 3 olhos, trapaças descaradas, protagonismo descarado, a revelação bombástica que o terceiro alien era amigo de Mestre Kame durante a juventude (então ele era feio por ser velho e decrépito) e IRMÃO DO TAO PAIPAI, e um osso quebrado do Yamcha pra cada palavra digitada antes na frase.

 
A luta de Goku contra Tenshinhan foi um momento traumático de sua infância, por ter sido usado como bola de vôlei.

A final do torneio, pra variar, ficou entre Goku e o 3 olhos, que começou a se indagar se era um assassino (como Mestre Tsuru ensinou), um lutador (como deveria ser) ou um caçador de borboletas do bosque encantado (se a Disney tivesse financiado o anime), ainda mais depois que seu mestre ancião tentou matar o outro alien e foi mandado pra puta que pariu pelo Mestre Kame por não parar de encher o saco. No final, Goku deu mole e acabou perdendo a luta e a grana do prêmio, mas Tenshinhan decidiu mostrar que estava arrependido de ter sido um pé no saco e ter quase mandado Deus Yamcha ir dormir com os peixes, usando o dinheiro do prêmio pra pagar um rodízio de pizza pra geral, sem saber que se arrependeria de novo por ter convidado Goku pra comer. Lá pela 3ª fatia de todos e da 30ª de Goku, Kuririn teve diarreia e saiu correndo pra colocar o Robinho na natação, ativando o sexto sentido de Goku, que desconfiou que alguma força maligna faria mal ao seu amigo bola 6. Não deu outra: Kuririn estava caído no chão, sem pulsação e completamente cagado (vulgo: morto).

Essa fantás-ti-ca aventura que não termina...

Espumando de ódio (e com o cheiro do cadáver defecado), Goku descobre a existência de um alienígena decrépito que jura que é um demônio, como se a pele verde sedosa como lixa industrial, as anteninhas de vinil e a cabeça de cearense fossem enganar alguém (só o Goku mesmo). O alien se apresentou como Piccolo Daimao e revelou que quer as Esferas do Dragão para se tornar jovem, saradão e pauzudo, além de que praticou incesto e canibalismo ao comer a própria irmã (nos dois sentidos) e gerar filhos deformados, sendo um deles o assassino de Kuririn. Um a um, os outros filhos deformados foram mortos violentamente com amor e carinho, o que não arrancou uma lágrima sequer de Piccolo, que conseguiu cumprir seu objetivo nefasto e matou Shen Long como forma de agradecimento a por ter realizado um desejo difícil.

Recuperando seu vigor sexual e sua linda juventude de vespa que fabrica mel, Piccolo ficou forte demais pro protagonismo de Goku. Nem mesmo a visão além do alcance do terceiro (ou seria o quarto?) olho de Tenshinhan foi páreo. Sem alternativas, o ainda pequeno saiyajin fugiu pra Torre Karin pra beber mais pinga e ficar incapaz de sentir dor, mostrando que estava disposto a lutar até a morte de forma bem idiota, mas Karin não ia deixar seu aluno mais ex-ligeiro jogar a vida no lixo dessa forma, então revelou que existia um pião gigante flutuante em cima da torre, onde morava o deus da Terra e a entidade suprema de toda a existência: o Sr. Popo. Enquanto este mostrou como japoneses são racistas, o primeiro se mostrou chocante para o pobre Goku: Kami-sama era Piccolo Daimao! Só que não...

 
Goku aprendendo a fazer corrida Naruto.

Após deixar Goku se assustar ficar com pistola da vida e dar um losango aberto invertido em sua fuça, obviamente falhando, Kami-sama revelou que era um pobre órfão incompreendido pela sociedade, morava na rua, engraxava sapatos, roubava pão, apanhava de filho de deputado, aquele cliché do caralho de sempre. Até que um dia, decidiu ser aprendiz de deus, mas seu mestre disse que havia maldade em seu coração, provavelmente devido à gordura de misto quente amanhecido que ele comia nos fins de semana. Goku parecia acreditar no quão inconformado e obstinado Kami-sama estava para se livrar de todo aquele LDL mal e ficou empolgado feito uma criança retardada vendo o Luccas Neto tomar banho de estomazil quando Kami disse que expurgou a maldade com a força que alguém com dificuldade pra cagar. A maldade viria a tomar forma, criar consciência, registrar seu nome no cartório como Piccolo Daimao e esfaquear os filhos ricos mimadinhos zé droguinha dos políticos que batiam nele, violentando seus cadáveres como bônus, mas isso é história pra outro artigo.

 
Um Piccolo Daimao jovem (mas ainda feio) apanhando de um Goku calça jeans com 16 anos (que continua parecendo ter só 7).

O cérebro e os olhos de Goku fizeram as pazes com o que achar de Kami-sama, enquanto Sr. Popo começou a treinar Goku para ser mais fodão que nunca, chegando a usar clones e invocando o fantasma de seu avô. O treinamento teve que dar uma pausa, ou Piccolo Daimao dominaria o mundo e ia dar merda, então Goku desceu do pião da casa própria e foi enfrentar o lazarento. Muita trocação de soco e chute inútil depois, Piccolo se encontrava no ar (vulgo: voando), deixando a guarda baixa pra Goku dar uma de Super-Homem e fazer um oco no demônio, que mesmo morrendo, com as tripas gangrenando e soltando gás letal de alcachofra, faz um discurso bosta de apologia ao mal enquanto paria um último filho. Sem mais vilões pra encher o saco, Goku voltou pra Plataforma Celeste pra fazer o resto do treinamento.

Da infância para a vida adulta

Mais 3 ou 4 anos se passaram, então já dá pra imaginar o que aconteceu: Goku reencontrou seus amigos perto de acontecer outro torneio de artes marciais, mas dessa vez, ele estava totalmente diferente de antes, vulgo: ALTO. Yamcha conseguiu umas cicatrizes bem másculas, mas e daí, Goku tava alto e foi o bastante pra deixar Bulma mais vermelha que durante uma conversa com Mestre Kame às sós. Todos estavam lá, inclusive o filho do Piccolo, que ao contrário de seus irmãos, não era deformado, gordo, dotado de asas ou parecia ter sido fruto de uma corneada com um dinossauro. Muitos já esperavam a final entre Goku e Piccolo, já que Jackie Chun estava na plateia aposentado e Tenshinhan não era protagonista, mas antes, Goku tinha um probleminha: uma moça bonitinha com orelhas de ébano que olhava pra Goku como um vegano olha pra um rodízio de churrasco.

Mal começa a luta e ela demonstra lutar melhor que 60% da fauna e da flora que apareceu no anime até agora, mas nada que Goku não pudesse desviar. Eles acabam pulando alto e a trocação de soco e chute amenizou a queda dos dois (ou teria sido o poder do amor?). 4 cenas repetidas depois, a moça revelou ser a CHICHI, para espanto geral do Universo 7, e ela tava puta da vida que Goku tinha esquecido que prometeu uma coisa de comer se casar com ela quando usava aquela roupa de puta cosplay de Ultraman. De fato, eu esqueci, você esqueceu e acredito até que o autor deste artigo também se esqueceu disso, visto que NÃO HÁ referência disso seja lá onde esteja escrito no artigo. Mostrando como ninguém se importa com isso, tanto é que você não vai ver se tem algo sobre lá em cima, tampouco eu, e o autor não vai colocar uma nota, Goku disse sim e Chichi fez a cara que o mesmo vegano faz quando come churrasco... vegetariano [2]...

 
Goku e Chichi em um momento íntimo. Ignore o babaca no fundo.

Acabado o único momento bom da Chichi na série, vieram mais lutas até a grande (e previsível) final entre Goku (haja coração) e Piccolo Jr. (haja criatividade). A luta entre os dois foi foda demais para ser registrada com palavras, com direito a kamehameha feito com os pés e aumento de tamanho. No fim das contas, Goku venceu, mas quem perdeu mesmo não foi Piccolo, e sim a civilização ao redor, já que tudo virou uma grande caixa de areia pra gato. De repente, Kami-sama apareceu para dar um fim definitivo a Piccolo, mas Goku não quis que isso acontecesse, dada a sua pureza e o quão do caralho foi a luta. A fantás-ti-ca aventura de Goku acabou com o casamento menos aguardado de todos, com uma luz de mel no além que ninguém quer saber porque é filler.

Sem nenhuma ameaça no planeta que não estivesse dentro em um testículo gigante, cada um seguiu com sua vida. Goku continuou sendo a mesma besta de sempre e acabou esquecendo o aniversário (de um mês) de casamento, o que não passou despercebido pela Chichi, que teve um chilique tão grande que rachou o chão da sala. Como é tão perito em romantismo quanto o Papai Pig é perito em qualquer coisa, Goku não teria como dar um jantar à luz de velas no restaurante da Dona Florinda, mas como ainda era bicho do mato e contemplava a natureza com cara de bunda, ele a levou para o topo do Monte Paozu para ver o pôr-do-sol, conseguindo flagrar 4 figuras cavalgando com um sacão de dinheiro deu mole, Tenshinhan, o que foi o suficiente para Chichi querer dar a "chichita" ali mesmo. Um presente tão puro e ingênuo só poderia dar um resultado positivo, neste caso, literalmente, graças a um teste da Corporação Cápsula. 5 minutos de Namekusei depois, nasce o primeiro filho de Goku: Einstein Gohan, em homenagem a ninguém mais, ninguém menos que seu vovozinho que faliceu. Sugestão de seu enorme sogrão, que não queria que o neto de um rei sofresse bullying por ter nome de gente, ao invés de um nome de roupas íntimas, verduras ou coisas de cozinha (como ele mesmo).

Tendo a força e o poder para ser pai

 
Goku se dedicando aos deveres de ser pai. Peraí, tem algo errado...

Quando Goku era um merus mero molequinho criado a leite com pera, que ele mesmo ordenhava e colhia, ele apanhava de todo mundo: do Kuririn (podem acreditar), do Mestre Kame, do Yamcha (podem acreditar 2), do Tao Paipai, do Senhor Popo, da Bulma, da Chichi... entre outros amigos e vilões. Já adulto, as coisas mudaram, pois agora está mais poderoso que todos eles e nem mesmo a paternidade se mostrou párea para seu poder de luta. Outros 48 minutos de Namekusei se passaram e Goku travou outra dessas lutas contra a paternidade, após perder Gohan de vista graças a uma série de fatores, como a gravidade, a própria burrice e o filme do Garlick Jr., porém venceu e foi comemorar fazendo algo que não podia há 5 anos: ver seus amigos de infância na casa do Kame e apresentar o projetinho de si mesmo, afinal, é claro que todos estarão no mesmo local conforme sua vontade, não é como se todos já tivessem vida própria bem estabelecida depois de meia década...

...mas não é que eles REALMENTE estavam lá? Bom, não todos: Bulma, Kuririn e Oolong (agora militando pela reforma agrária, pela roupa de fazendeiro) estavam, ela por não ter nada pra fazer e os outros dois porque não tinham pra onde ir [3]. Tenshinhan e Chaos voltaram a ser mendigos, mas pararam com a picaretagem e foram treinar em alguma floresta onde ocorrem rodas punk, enquanto Lunch foi atrás dele pra ter filhinhos bipolares de três olhos, percorrendo todo tipo de cenário que seria vaporizado em algum DBZ Budokai aleatório, como plantações de trigo e milho a mercê de alienígenas. Todos ficaram de olhos arregalados pelo surpreendente fato de que Goku havia martelado o martelão e que a criança tinha o cabelo do Yamcha, afinal, a Chichi podia ser burra de querer casar com o primeiro zé ruela que ela conheceu por 8 minutos, mas não tanto ao ponto de transar sem camisinha com um macaco depois de toda a treta da AIDS durante as publicações do mangá. Entretanto, lembre-se que ninguém podia com ele, com exceção da Chichi, então não seria um vírus que te deixa mais magro que o Salsicha e causa câncer gay que iria deixar nosso comedor de banquetes favorito fora de combate...

That is until RADITZ shows up!!!

 
Raditz dizendo algumas verdades para seu irmão mais novo.

Depois de perambular no espaço, cair numa plantação de um figurante do Dr. Slump armado com uma carabina, ficar todo nervosinho ao procurar por um bunda-mole chamado Kakarotto em várias cidades de nomes zoados, como Samara, Zwedru e Jerumenha (sem falar em Batman), e cruzar com Piccolo, num momento em que ele questionava por que o pão caía com o lado da manteiga no chão, um cabeludo mais alto que as massagistas alemãs do Mestre Kame, usando uma Pulseira Power Balance no braço e outra na coxa, chegou na casa do Kame sem ser convidado e com um semblante de quem quer transformar o país inteiro num puteiro para assim ganhar mais dinheiro (e gastar tudo com batata frita). Seu nome era Raditz e ele tava com sangue nos zoio porque Kakarotto deixou o planeta prosperar, desenvolver tecnologia sustentável, criar a cura para a dengue, apagar o incêndio do toco cru pegando fogo e fazer cachorro-quente com uva passa.

Ninguém (principalmente o Goku) sabia quem era esse estrupício do Kakarotto, mas Kuririn não ia deixar um tobogã de salto alto vindo do espaço com uma farda ridícula botar uma banca dessas sem provar que era macho, então Raditz fez o que só um macho virgem faria: deu uma rabada deliciosa no seu cara, no seu rosto, vain... Pera, rabada? Ele tem RABO?! Aí caiu a ficha de que o tal Kakarotto era o Goku (faz sentido ser um estrupício) e que o tobogã era seu irmão mais velho! Como o cara de família que era, Goku cagou pro fato de ser um ET ter um irmão, já que ele era malvado e capacho de reptilianos sem pinto, então Raditz sequestrou Gohan e partiu rumo ao Festival Eurovisão da Canção, na França. Antes de ir com tudo pra cima de seu brother, Piccolo aparece e diz que eles devem se unir por uns 20 minutinhos porque se lutarem separados, vão tomar um cacete e lixar o chão com a cara até engasgar com a terra. Antes de sair do país, Raditz resolveu tirar uma água do joelho numa moita, dando tempo suficiente de ser interceptado por Goku e Piccolo, que mesmo lutando juntos, apanharam mais que bunda de atriz pornô, neste caso, daquelas que fazem enema de chantily, pois sucumbiram a um "sundae duplo", o que leva ao demônio (que também descobriu ser um ET) a anunciar que criou uma técnica super apelona, mas ia levar 5 minutos (da Terra mesmo) pra ficar pronta, então Goku deveria atrasar Raditz, o que significava apanhar até quebrar todos os ossos da cara. Faltando uns 2 ossos para isso, Goku agarrou o rabo de Raditz e resolveu brincar de cavalinho com ele, o que o deixou confuso, apavorado e com gases, a distração perfeita para Piccolo mandar seu canhão especial, o macaco-sapo, uma cabeça de espermatozoide com um macarrão parafuso infinito no lugar do rabo, que penetrou a barriga de ambos os irmãos saiyajins, que agora morreram.

Dando essa força e poder para o Piccolo

 
Goku em sua jornada moribunda ao oeste, onde fica o muquifo do Senhor Kaioh...

Enquanto morria de forma dolorosa, Raditz resolveu botar mais manca avisando que seus amiguinhos viriam para vingá-lo e transformar a Terra num monte de bosta, o que deixou Piccolo tão preocupado quanto Kuririn no torneio da saga Majin Buu. Vendo que Goku iria dessa para uma melhor, nada mais razoável que sequestrar de novo reivindicar seu filhote chorão e transformá-lo em alguém que pudesse se defender de ladrões de doces, vendedores de bala e maníacos sexuais vestidos de palhaços. Enquanto isso, seu papaaaaaai foi abençoado com a graça de deus para impedir que os saiyajins camaradinhas do Raditz chegassem à Terra e dizimassem todas as barraquinhas de pastel do planeta, através de de um documento escrito e carimbado por um cosplayer de Satanás com roupa de empresário gay, mantendo o corpo no além, ao invés de virar uma pelota de algodão-doce barulhenta, podendo assim treinar com o deus de Kami-sama, uma barata azul com mau gosto para piadas.

 
...e depois de treinar lá, mostrando como lidar com fracassados.

Para chegar ao microscópico planeta onde Kaioh-sama mora com seus bichinhos de estimação fillers, Goku teve que percorrer o Caminho da Serpente, um elefante branco mais inútil que mansão de cantor de sertanejo universitário, que serviu de inspiração para a Grande Muralha da China e atrasou o treinamento em muitos meses, pois foi o tempo que levou pra percorrê-la correndo, voando e saltitando feito uma gazela, além de toda a desgraceira abaixo da passarela que Goku passou quando escorregou numa nasca de bacana e caiu. Com o pouco tempo que restava, ele finalmente soube sua verdadeira origem, por que tinha rabo e adorava lutar, além de ter aprendido a se transformar numa pitaya gigante e afanar energia vital de vegetais, outros seres vivos e até seres vegetativos para jogar em pessoas malégnas e desintegrá-las.

Devido ao tempo perdido naquele dragão gigante, Goku se atrasou pra cacete para a chegada dos saiyajins, o pequeno Príncipe Vegeta e seu pseudo-mentor, o grande Nappa Fracassado Attorney, logo, não pôde impedi-los de destruir várias cidades e eventos, incluindo uma feirinha de artesanato em Blumenau, e de ceifar as vidas de Yamcha, Tenshinhan e Piccolo, cagando de vez com as esferas do dragão e criando vários memes. Quando finalmente chega, vê seus amigos desfalecidos, Kuririn estropiado e Gohan usando sua nuvem voadora, então pede que eles vão para um lugar seguro que ele ia matar a cobra e mostrar o pau. Ao receber as boas-vindas de Nappa, Goku retribuiu com um socão no estômago e querendo ouvir funk, levando Nappa a fazer um cover do Mr. Catra enquanto dava mais de 8000 socos, chutes e narigadas na mão por minuto, sem acertar nenhum (Nappa is the New Chichi). Percebendo que seu oponente não era tão bom assim e cansado[carece de fontes] de desviar dos golpes, Goku resolve fazer outro ataque manual com os pés, dessa vez um pedala, Robinho, derrubando Nappa, para espanto de todos, e daqui em diante, ele só tascou tiro, porrada e bomba pra cima de Nappa, que acabou com a coluna arregaçada e implorando pela ajuda de Vegeta, mas tudo o que ganhou foi uma Explosão Galática na fuça e uma passagem só de ida (ou não) para Outra Dimensão.

  Para de me imitar, caralho!  
PC Siqueira Saga de Gêmeos sobre Vegeta.

 
A luta entre Goku e Vegeta foi muuuito dura...

Com esse ato misericordioso, Vegeta ganhou o desprezo de Goku, que logo percebeu que o príncipe era, ironicamente, cachorro grande, então pediu para irem para o outro lado do terreno, para evitar mais destruição e não abrir um buraco ou soterrar os outros, e como Vegeta era um sujeito que gostava de fazer durar o prazer, aceitou. Goku ralou, penou e sangrou horrores com o troca-troca de socos, cotoveladas e peletecos na zoreia, mas as coisas começaram a ficar mais cor-de-rosa quando ele usou o kaioken, ao ponto de estressar tanto Vegeta que ele cagou para a luta e ameaçou destruir a Terra com uma rajada roxa de ki de alho, defendida lindamente com uma espalmada kamehameha potencializado com uma dose tripla de pitaya, sob gritos graves de protesto do Senhor Kaioh, que o alertou que isso poderia causar inchaço, cãibras, overdose e perda de vontade de viver, que é o que normalmente acontece com quem come pitaya. Sofrendo com as dores violentas, Goku desmaia, mas Vegeta ainda tinha uma carta na manga: um rei de copas uma bolinha branca que ele jogou no céu pra servir de abajur, já que estava anoitecendo e os monstros que habitam o escuro poderiam atrapalhar a luta, que ele já tinha tacado o foda-se, vale lembrar.

Nisso, Vegeta começou a infartar, suar mais que gordo na academia, ter espasmos musculares, hemorragia nos olhos, arcada dentária de vampiro e focinho de jacaré, culminando numa transformação em um macaco gigante, que curiosamente não destruiu sua roupa. Foi aí que Goku percebeu que o misterioso monstro que matou seu vovozinho era o Kakarotto ele próprio, o que o distraiu e o deixou vulnerável aos pisões de vegeta, quebrando os ossos da cara que faltaram quebrar na luta com o Raditz, além das pernas, costelas e mais algum osso figurante. Incapaz de andar e falando com dificuldade, ele mandou Kuririn pegar nas suas bolas a bomba que ele fez com o HP das pragas plantas que cresciam nas valas do lugar e jogar no Vegeta, que naquela altura já tinha perdido o rabo pro Yajirobe (você se esqueceu dele, né?) e tava começando a capengar também. Depois de muita macacada de Gohan e o karma mandar um oi pro Vegeta pelos ossos de Goku que quebrou, este finalmente faz um esforcinho pra levantar e falar pro Kuririn deixar Vegeta ir embora, pois eles não iam ganhar porra nenhuma empalando a katana do Yajirobe nele, aliás, só ia dar B.O. e o pobre samurai ia ficar o dia inteiro limpando a espada com coca-cola e com faca Ginsu. Se o Piccolo tivesse vivo, ele não ia deixar barato essa comédia, não...

Dragon Ball Trek: Jornada ao Oeste nas Estrelas

 
A nave espacial de Goku.

Após a treta, todo mundo que não morreu foi direto pro hospital porque o estoque de sementes dos deuses do Kuririn acabou e o Yajirobe não trouxe mais. Eles não conseguiam nem sentir luto direito pelos seus amigos terem ido treinar com o Senhor Kaioh pra vala porque suas carnes e ossos doíam, mas Goku ainda conseguia se borrar de medo das enfermeiras do hospital tentando aplicar injeção. Eles precisavam das Esferas do Dragão mais do que nunca, mas elas estavam mais inviáveis do que nunca também, já que Kami-sama foi pra vala junto, Chaos já tinha morrido antes, então Shen Long ia fingir que não viu, e eles já tinham usado um pedido: fazer um relógio de chumbo de 16 toneladas cair na cabeça de Goku pra ele se tocar da hora, chegar rápido pra lutar e impedir que o resto da galera também morresse. Kuririn, mostrando que não ter nariz não significava não ter orelha, ao mesmo tempo que o remédio de maconha fazia efeito, teve uma brisa daora e comentou que, se o Piccolo é na verdade um ET, Kami-sama também é, então deve ter um planeta com milhões de carambolas de Kamis-samas, salas do tempo, Srs. Popos e esferas do dragão. Falando em Sr. Popo, ele estava bem ali, do lado de fora da janela do quarto, em cima dum tapete voador, assustando geral quem tava na rua olhando, e avisando que tinha uma nave espacial (do papi do Kami-sama) que podia chegar a Júpiter num piscar de olhos.

Como Goku ainda não tinha feito as pazes com a Fada da Injeção, ele ficou no hospital mais um tempinho, enquanto os personagens que não eram inúteis, isto é, Kuririn, Bulma, Gohan e a montanha de tralhas que a Chichi insistiu que Gohan levasse (ela conseguiu ser mais inútil que a bagagem), se preparavam para uma terrível viagem interestelar. Depois de feitas as pazes ou não, pouco importa, na realidade, Goku finalmente se mandou do hospital e foi correndo ou voando atrás do pai da Bulma, que estava construindo uma nave espacial fodona, mas que estava incompleta. Boladão com a demora para aquela belezinha levantar voo, ele questionou o motivo por trás de sua segunda perda de tempo e descobriu que os pais da Bulma ainda queriam instalar aparelho de som, cano de pole dance, frigobar, lareira, tapete de tigre azul e um robô-serviçal programado pra fazer temaki empanado, batida de morango e massagem tântrica. Goku mandou tudo isso pro caralho e exigiu picar mula da Terra naquele exato momento, com a nave tendo apenas o cano e o frigobar, carregadaço de cerveja, enquanto o robô-serviçal virou empregado pessoal da mãe da Bulma ( ?° ?? ?°).

 
Goku treinando arduamente para chegar o mais forte possível em Namekusei.

Goku agora só tinha ele, ele mesmo e Irene sua vontade inesgotável de treinar. A nave tinha todo o conforto necessário (pra quem viveu no mato por 10 anos, pelo menos) para que ele pudesse capotar o corsa tranquilo depois de horas praticando eurotreino, meditação, posições de yoga, exercícios de militar e sequências mongoloides de golpes brutos estilo "Rock Lee na infância", contando com uma câmara de gravidade artificial para que ele sentisse como é pagar flexões com um piano nas costas e tivesse empatia por um mamute em particular, e o frigobar não tinha apenas cerveja, mas também Guaraná Jesus, água da Jamaica, chá de calcinha, um milk-shake de proteínas criado especialmente pro Goku ficar monxtrão e uma coquinha geladinha caso ele começasse a passar mal. O shake foi feito misturando o milk-shake do Rambo com ovo de pato, alho, ervilha, uva com casca e tudo, brócolis e muito whey protein. Graças a essa combinação capaz de transformar palito de dente em pitbull, Goku atingiu níveis absurdos de poder, sem se dar conta porque é um bocó todo o processo estava muito divertido...

Depois de uns 6 ou 9 dias, tem que ver isso daí, Goku finalmente pousou em Namekusei, no meio de várias tretas, a maioria causadas por Vegeta, que foi fazer merda matando parte dos habitantes e alguns ex-colegas de trabalho. Ao chegar no meio do fuzuê, ele encontrou a formação mais feia dos Power Rangers da história, liderada pelo ranger rosa ao invés do vermelho, mas foi primeiro no amarelo que tava muito filha da puta no momento. Em seguida, foi lidar com o azul, que parecia mais simpático e tinha uma voz parecida com a do chato das Casas Bahia. O vermelhinho, então, resolve se juntar à luta pra não ficar pra escanteio e envergonhar o legado dos rangers vermelhos, mas não adianta merda nenhuma e Goku consegue dar cabo de Botter, do mesmo jeito que fez com Nappa, só que pelo outro lado. A facilidade que Goku teve ao lidar com a ameba do Reecom e o cover do Usain Bolt deixou todos perplexos e fazendo gemidos reversalmente desnecessários, especialmente Jess, pois eles eram, eles são (eles eram, eles são) os mais pica das galáxias e blá blá blá, ninguém se importa. Goku bem que queria que eles fugissem pra algum planeta longe pra caralho pra nunca mais atormentarem alguém, mas Vegeta vaporizou e cheirou as cinzas de Reecom, ficando doidasso, e transformou o pescoço de Botter em farofa, não necessariamente nessa ordem.

 
  Dentro de cinco minutos, este corpo saiyajin será meu completamente!  
Ginyu

Goku mal teve tempo (só 5 minutinhos) de ficar putasso com a atitude feia do Vegeta para com seus ex-amiguinhos, especialmente com o ranger verde, o qual perdeu a cabeça chance de conhecer, e Jess foi contar tudo pro seu querido chefe, que resolveu lidar com a situação com movimentos de dança interpretativa que se mostraram ineficazes porque nem ele, nem ninguém de suas forças especiais, usava polainas. Percebendo que mais uma enrolação estava por vir e achando aquelas posições homoeróticas algo de gente xarope fracassada, Goku decidiu sair no tapa de uma vez, porém Ginyu correspondeu, finalmente entregando uma luta que valia a pena, ao ponto de Jess ser advertido para não atrapalhar e ir encher o saco do Vegeta, resultando nele indo tomar chá com seus BFFs no além. O bagulho começou a ferver mesmo quando Goku decidiu virar pitaya de novo, pois Ginyu, ao contrário que quase todas as entidades do multiverso de Dragon Ball, adorava a fruta, então decidiu se apossar do corpo de Goku e se chupar até cansar ou ficar com dor nas costas. Sua possessão super sentai não contava com a própria falta de astúcia em lidar com o corpo de saiyajin, e como ele não era um prodígio do combate, não conseguiu aproveitar o sabor de pitaya da pele parda de Schrödinger de Goku, tomando um cacete do Gohan e outros 5 do Vegeta. Já Goku, percebendo que Ginyu queria que Vegeta "olhasse bem" sua armadilha para afanar seu corpo, espalmou pro meio dela, recuperando o próprio corpo, todo fodido e descumbelado por causa da surra dos seis caminhos, logo, foi levado urgentemente para uma câmara de laboratório de cientista louco e jogado em um tanque de água suja com cicatricure creme e corante de slime.

Freeza é derrotado! [4]

Durante essa recuperação que poderia afetar seus neurônios se tivesse assistido no YouTube, é mais que óbvio que Goku perdeu mais tretas, como quando geral decidiu comer uma feijoada com açaí nojenta nervosa e puxar um ronco, já que ninguém dormia há mais de 8000 episódios, e lá pelo décimo quarto sono de Vegeta, Kuririn esqueceu como era respirar sem nariz e se afogou, acordando assustado, enquanto Gohan estava tendo um pesadelo macabro em que usava uma roupa de fada da Barbie e que o Padre Marcelo Rossi estava realizando seu casamento com um monstro chamado Zunama, mas o momento mais assustador, e o que o fez acordar junto com Kuririn, foi descobrir que quem estava caminhando ao seu lado não era o senhor Piccolo e sim o Gusttavo Lima.

 
O início de um confronto lendário (e uma luta super demorada).

Sem as Esferas do Dragão, seus Power Rangers, seus guarda-costas modelos (Zarbon na G Magazine e Dodoria no Catraca Livre) e seus soldados com nome de frutinhas, especialmente o choffer do Sérgio Moro, a criatura responsável por todas as merdas que o Vegeta fez até agora e por forçar o destino a chamar Kakarotto de Kal-El, quer dizer, Goku, resolveu sair das sombras e resolver tudo com as próprias lindas e delicadas mãos, o que resultou num Gohan estressado, num Kuririn fracassando lindamente como toureiro, num Piccolo ressuscitado (prioridades) e num Vegeta morto choramingando porque não virou Super Saiyajin. Também teve um caranguejo que foi comido vivo com casca e tudo pelo Freeza (aprovado por Bear Grylls), mas isso é assunto pra outro artigo, o que importa é que Goku finalmente iria vingar a morte de seu pai no vácuo do espaço e cumprir a profecia que ele não quis que acontecesse no Dragon Ball FighterZ. A luta se mostrou cascuda, com Freeza tranquilão enquanto Goku penava com um kaioken invisível vinte vezes aumentado (ou inflação de 2000% no valor da pitaya, na língua dos empreendedores) que voltou a arregaçar seu corpo, mas não sua esperança e seu espírito, então apelou pra Genki Dama e resolveu se vingar de Piccolo quanto a luta com o Raditz, pedindo para que ele distraísse Freeza e suas mariquices. O plano até funcionou, mas Freeza sobreviveu e decidiu de última hora dar uma morte de arrepiar para todos, no entanto, como apenas Kuririn não estava preparado, só ele que morreu... Depois de já ter morrido... Ih, lascou...

Goku não curtiu muito ver seu melhor amigo morrer, ainda mais pela segunda vez. Ainda bem que ele não viu as outras 2... Puto da vida, Goku invocou raios e trovões com o poder da mente, mostrando que seu treinamento na câmara de gravidade o deixou mais forte que o Dr. Vitor do Castelo Rá-tim-bum, causou distorções moleculares ao redor e virou seus olhos do avesso. Seu cabelo ainda piscava loiro, dando gatilho num nicho ruim da ideia do Movimento Negro, até que uma hora ele ficou loiro de vez, rodeado de um brilho intenso e seus olhos ficaram verdes (imagina o B.O. que daria se ficassem azuis). A partir daí, aquela luta ganhou novos ares, neste caso, de fumaça vulcânica, pois Freeza decidiu destruir o planeta e matar todos os seus habitantes e qualquer um que estivesse lá com uma pandemia de pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiose por pura pirraça, já que estava levando uma coça lendária, com socos, pontapés, joelhadas mal-desenhadas e até uma sequência de pede pra sair. Goku venceu o combate por desistência involuntária de Freeza, que se cortou ao meio com um Destructo Disc que parecia uma panqueca de pitaya, ficando incapaz de lutar direito e desmotivando Goku a continuar, mas como ele não vale nada, acabou que Goku teve que finalizar a luta com uma rajada de ki na fuça. Ele (Goku, não Freeza) precisava agora era sair do planeta, que estava se quebrando todo e soltando lava por todos os lados, e só podia fazer isso com uma nave, já que usaram as esferas do dragão pra sumir com todo mundo que o Freeza queria matar por falta de ar depois de falar uma palavra tão grande. Aos 50 minutos do segundo tempo, já que os 5 minutos do Freeza deram um baita acréscimo, ele encontrou uma nave meio capenga de uma daqueles Power Rangers (que pelo futum de ovo podre, talvez fosse do Reecom) e conseguiu escapar de virar torrada espacial, indo parar num planeta repleto de criaturas mal-vestidas que pareciam maracujás de gaveta mofados.

Em Dragon Ball Super

No novíssimo e bugado anime/mangá continuação canônica Dragon Ball Super, Goku continuou a lutar contra caras mais fortes ele. Primeiro, ele encontrou um gato desnutrido que não se parecia tanto com um deus quanto a bicha com penteado de gosto duvidoso que o acompanhava. Com apenas dois golpes, ele se contorceu como lagartixa com cãibra e foi derrotado, mas teve uma segunda chance de enfrentá-lo e com a ajuda da barriga não mais trincada da Videl, se transformou na mal-explicada lenda namekuseijin do Deus Super Saiyajin, perdendo uns quilinhos e ganhando uma pele tão sensível que se queimou com o próprio ki, transformando Goku num camarão. A revanche acontece no espaço, onde os poderes de camarão de Goku sucumbem ao tempo, causando uma segunda derrota.

4, 6 ou 10 meses depois, não sei, tanto Goten quanto Trunks não cresceram um pentelhésimo, Goku luta novamente contra... Freeza! Dessa vez, o imperador do mal estava mais tesudo poderoso que antes, pois decidiu treinar um pouquinho e adquiriu seu próprio (e super criativo) super saiyajin, mas Goku não ficou para trás: antes que presenciasse a transformação dourada, ele poderia lutar de igual para igual com Freeza sem se transformar, mas vendo que não teria jeito, apelou para o recém adquirido Super Saiyajin Deus Super Saiyajin. A luta foi... uma verdadeira DESGRAÇA, tanto é que quando Bills e Whis apareceram, focaram em terminar o tigelão de sorvete da Bulma a assistir àquela droga. Goku perdeu porque deu mole pro laser do Sorbet, escondido numa vala literalmente cagando de medo da luta, o que custou a vida de Vegeta e todo o planeta Terra, até Whis ajudar (de novo) voltando 3 minutos pra fazer o que tinha que ser feito desde o fim da saga Freeza.

 
Trunks do Futuro ao descobrir as putarias do Goku e Bulma.

Passou-se mais um tempo até Goku descobrir que adorava comer ovo cozido, uma cortesia de um gato alimentado com fast-food acompanhado de uma psicopata, mas ainda não era páreo para o Cup Noodles, que agradou tanto os dois que foi feito um mini-torneio no cu do universo para decidir qual deus passaria a comer lámen instantâneo pelos próximos 7 milhões e 500 mil anos. Goku fica chocado ao descobrir que existia alguém mais forte que ele, Monaka, mas logo o choque virou empolgação ao ver o pequeno capeta usando uma versão politicamente correta do maiô do Borat. O torneio começou com Goku tendo que lidar com o Ursinho Pooh depois que comeu uma salada de ovos do Champa temperada com plutônio e whey, o que até deu certo, mas tudo veio abaixo quando o clone delicado de Freeza, Frost, conseguiu derrotá-lo, tendo que deixar Piccolo limpar a lambança, coisa que ele não conseguiu devido a uma agulha que injetou seiva de sogra nos dois. Ele só voltou após uma revista minuciosa (e mal explicada) de Bills para poder vingar a derrota de Vegeta nas mãos fechadas de Hitto, o que fez de maneira espetacular, inclusive fazendo metade de quem assistia a luta soltar um kamehameha. Espetacular pelo menos até ficar exausto com o kaioken e a luta em si, e desistir do torneio, deixando nas mãos de Monaka o destino da Terra, que continuou no mesmo lugar, se bem que deve ter andado uns 150 km orbitando o Sol...

Goku no futuro

 
Goku de um futuro alternativo ao lado de seu novo parceiro: como Vegeta havia morrido, ele teve que achar outro namorado amigo pra ele.

No futuro, em uma linha do tempo alternativa e supostamente a original, Goku morreu. Simples assim.  

O retorno de Freeza com seu papai gigante dublado por Saruman trouxe um vírus alienígena inteligente que só infectou o burro do Goku (é o que acontece quando ETs visitam outros planetas). A revelação bombástica veio quando a Chichi mandou Goku ir catar coquinho ao médico pra fazer um exame de rotina, aí ele descobre que tem um câncer no coração, mas não liga muito pra isso porque é burro e continua a treinar sem fazer tratamento alguma. A Bulma até propôs financiar um tratamento avançado pro Goku realizar nos Estados Fudidos, mas ele se negou, dizendo que esses tratamentos são muito xaropes, e depois foi paras as montanhas pra treinar com o Piccolo e o Vegeta (Gohan iria também, mas você sabe como a Chichi é, né).

Tudo parecia bem, exceto a cara da Chichi, mas depois de tempo, Goku começou a tossir muito e broxar na hora H. Ele ganhou um baita esporro dela, pedindo pra ele ir aceitar a proposta da Bulma, mas ele ainda não queria se tratar. Os guerreiros Z invocaram o Shen Long para curar o Goku, mas ele falou que não poderia realizar esse pedido porque o câncer já tinha mais de 8000 de poder de luta. Com isso, Goku estava com os dois pés na cova e foi questão de tempo pro saiyajin terminar sua carreira por ali, três messes e 8 horas, pra ser exato. Seu corpo foi exposto na Corporação Cápsula para que os fãs pudessem se despedir, repórteres que estavam entrevistando os conhecidos e conhecidas de Goku falaram na TV que o Vegeta foi o primeiro a chegar no local (claro, ele mora lá, pô!). Pouco tempo depois, dois androides com nome de pedra que você sabe quem são apareceram do nada e começaram a quebrar o pau, matando todos os guerreiros Z, com exceção de Gohan, Trunks e Bulma (e depois o Yajirobe).

Yamcha, na sua loucura recente de ter perdido a namorada para seu assassino e um grande amigo para uma doença nefasta incurável, criou uma teoria da conspiração: Goku na verdade está vivíssimo da silva, ele simplesmente só cansou da vida chata que ele tinha com a esposa dele, fugiu pra Nova Namekusei, pediu pro Porgunga dar um câncer pra ele, contatou um cosplayer belga dele (por que belga eu não sei) e o substituiu na hora do enterro. Antes que ele começasse a ter um infarto de verdade, Goku pediu novamente ao Porunga para que o curasse. Tudo isso planejado após ouvir um conselho do Michael Jackson, que também forjou sua morte (ou não).

Mulheres

 
A Androide 18 também foi uma das peguetes de Goku.
 
Sequencia de cenas da parte onde Goku perde sua virgindade.
 
Goku e Chichi em um momento íntimo. Ignore o babaca no fundo.

O Goku sempre viveu perto de mulheres e comeu todas elas, diferente de certos viadinhos. A primeira mulher de sua vida, claro, foi a Bulma ao qual ele tirou a virgindade antes do Yamcha (isso se ela não a perdeu antes), depois disso ele conheceu outras várias gostosas como a Lunch, uma gostosa bipolar que também sabe virar ssj, a Coronel Violet, a primeira inimiga que Goku comeu, Chichi, sua atual esposa, a Princesa Serpente, a primeira puta que ele usou pra pular a cerca, Vados, uma anja que provou de sua graça, e a Pan.

Embora a lista de mulheres que o Goku passou o rodo seja grande, ele prefere passar a maior parte do seu tempo treinando com o Vegeta, o que ponhe em dúvida a sua sexualidade. Porém, o Goku sempre disse que não tinha nenhum interesse amoroso em seus treinamentos e que era tudo apenas no profissional e há de quem discordasse. Recentemente em Dragon Ball Super, o Goku quando viu o Trunks do Futuro deixando de ser viadinho beijando a Mai, ele perguntou o que ele estava fazendo, o que deixou o Vegeta perplexo pelo fato do dele não saber que aquilo era um sexo beijo. Isso gerou várias teorias e conspirações no twitter e facebook sobre como o Goku pode ter transado sem ter beijado ninguém, e o quanto isso poderia alterar as linhas do tempo de Dragon Ball.

Nenhuma teoria conseguiu provar como esse lance do Goku ocorre, mas esse problema até já ganhou um nome pelos especialistas, onde tal ficou conhecida como "Síndrome do Goku" ou "Síndrome do BV Saiyajin".

Goku pulando cerca com a 18 (Dragon Ball Super)

Citando aqui que isso só supostamente aconteceu, porque existe uma cena no Torneio do Poder onde o Saiyajin agarra a mulher do seu melhor amigo Kuririn, quando a moça estava caindo e depois ele pergunta se a Androide 18 estava bem.

Aposentadoria

Do futuro, este artigo ou seção trata. Baseado nas premonições do Mestre Yoda, tudo que está escrito a partir daqui foi.
Clique aqui para mais premonições do Mestre Yoda você ver.

Porra! Ainda vai demorar muito para esse protagonista viciado e lutas e porradas se aposentar, mas já que estamos aqui mesmo então porque não discutir esse assunto tão utópico? Primeiro e isso só pode rolar quando o Goku ficar velhinho ou no tão aguardado último episódio de Dragon Ball Super, isso se acontecer mesmo. Porque a série esta longe de ter um fim real e possivelmente teremos um hiato igual aquele seriado Game of Thrones, então esta longe do ser mais foderoso do universo 7 se aposentar de uma vez. Ele está caminhando para os seus cinquentões (igual seu dublador: Wendel Bezerra), tem seus dois filhos (Gohan e Goten), sua neta (Pan), um pai falecido (Bardock) e mais um irmão que ele matou (Raditz). Ou seja, todo domingão era aquele porre de churrasco com toda a família, rotininha que ele só não acharia um saco se não fosse pela comida.

 
Ainda vai demorar muito para esse fodão se aposentar porque o mangá ainda nem acabou (diferente de Naruto Shippuden).
 
Até o próprio Akira Toriyama já desenhou anos atrás como seria o Goku idoso em seu mangá.

Citando que aquela bizarrice que foi o Final de Dragon Ball GT não conta por ser spin-off, mas já que citamos essa merda então por que não falar dela, né? Enfim, dessa bosta ai o Goku ficou velho e depois sumiu, aparecendo então um um tataraneto dele chamado Goku Jr que é cuidado pela Pan já idosa. Além dele nesse anime ridículo ter lutado com alguns malas-sem-alça como o Baby Vegeta, o Super Fiat 147 17 e os dragões malignos que queriam transformar a Terra em Brasília, com direito a Deputados corruptos, um presidente vampiro que todos falam que é golpe... Tudo isso até o Goku furry acabar com aquela raça toda. Com mais de 450.000.000.000 de poder de luta, vários golpes fillers e incontáveis auréolas na cabeça, o Goku optou no final de GT por virar um anão para junto com a sua igualmente anã neta já citação, trabalhar no NASA (filiada da Capsule Corporation), a sua maior paixão, depois de sua coleção de auréolas. E por fim, quando se cansou, o Goku partiu com o Shen Long para as alturas, onde desapareceram no ar e o gaiato apareceu apenas 100 anos depois, onde todo mundo bateu as botas, com exceção a Pan, onde ela possuía um neto que era muito parecido com o Goku. Será que ela não teve um caso com o seu tio e teve aquele pivete? Isto, somente o Goku poderá nos responder.

Um ser imortal?

 
O grande Bills pedindo para o Goku se virar para fazer o quê quem sabe.
 
Uma Perplexòide Saiajin. Antigamente Goku fazia isso com o Kaioken mas quando se transformou e deu no que deu.

Goku tinha a admiração e confiança de todos, por sua força sempre crescente e também por sua persistência - ou seria teimosia estúpida, mesmo? Mais treinamentos com o passar do tempo o deixaram com um poder cada vez mais absurdo, a ponto de serem necessários mais de cinco episódios apenas para que ele concluísse um único golpe. Mas a sua maior força estava em sua habilidade de morrer a toda a hora e, paradoxalmente, não morrer nunca. Devido à o elixir da vida (cachaça-ultra sagrada do Mestre Karin) que ele ingeriu ainda criança, assim que morria em batalha, Goku era mandado pra outra dimensão com o seu corpo inteiro ainda, privilégio para poucos hoje em dia. Perfurações em pontos vitais, explosões de planetas e nem mesmo o câncer conseguiram abater esse nosso herói.

Mas em Dragon Ball existe um ser muita mais imortal que Goku que poucos reconhecem: Sua calça. Na saga do Freeza, ele levou um super ataque que destruiu o planeta Vegeta, saiu todo fodido quase sem respirar mas a sua calça saiu só com rasgadinho.

Curiosidade: segundo pesquisas feitas com amigos de Goku, 85% das pessoas o viram mais vezes com uma auréola na cabeça do que sem, 13% disseram que ele parece a Elke Maravilha quando se transforma em Super Saia-Jeans 3, 1% querem come-lo (Majin-Buu) e o outro 1% mandou ele tomar no meio do cu (Vegeta)¹.

¹Esse número subiu para 5% quando os fãs daquele Chanckol mandaram ele tomar no cu.

Suas técnicas

Goku possui uma grande variedade de técnicas que ajudam (ou não) na suas lutas. Entre elas se destacam:

  • Bola de energia - Todos os guerreiros usam essa técnica, sendo que o Goku a usa para assar gigantescos peixes e carne de dinossauros. É interessante pensar de onde eles tiram essas bolas, pesquisas dizem que eles tiram do cu ki, podendo qualquer um com um treinamento básico poder atira essa coisa.
  • Voar - Para batalhas onde os inimigos explodem o planeta, ficando sobre o imenso espaço, ou numa ilha cercados por magma. Lembrando que quase todo mundo consegue fazer isso.
  • Kaioken - Duplica, triplica, infinitoplica o poder de Goku sobre inimigos mais poderosos do que ele, Goku costuma ficar putinho, aí ele fica roxinho de raiva e libera o kaioken.
  • Kamehameha - É o mais usado por Goku para finalizar (ou não) uma luta. É a união de duas bolas com uma "energia" cilindrica no meio.
  • Fusão - Usado para fazer suruba união de corpos para formar um ser mais poderoso. A mais conhecida e usada é a dança gay sincronizada, encostando seus dedinhos, sendo que seu parceiro de dança, é o Vegetal. Eles treinam na academia de dança Saidemim Coisaroxa todos os dias.
  • Genki Dama - Suga todo poder da Terra, da Galáxia, do Universo ou de qualquer verme insolente para criar uma grande bola de demolição e salvar o mesmo universo já destruído pela sugação de energia.
  • Soco do Dragão - Concentra todo seu ki numa mão para derrubar um inimigo ou vencer numa queda-de-braço contra o Vegeta, geralmente disputada na cama. Nada mais além de uma imitação barata do Shouryuken do Ken.
  • Mordendo e Comendo - Goku só usa esta técnica contra inimigos super mega hiper fortes como Majin Boo.
  • Teletransporte - Com essa técnica ele pode se infiltrar em banheiros femininos, e também se encontrar secretamente com o Vegeta para mais uma "batalha".
  • Roundhouse Strike of Love - Técnica que ensinou pro Luffy e pro Naruto, e cujo poder é o de transformar seres malígnos (ou não) como Yamcha, Kuririn, Tenshinhan, Piccolo, Vegeta, Andróide 18 e Majin Boo em pessoas do bem.
  • Rasgar a roupa pra ficar fodão - Uma das melhores técnicas. Funciona mesmo, comprovado pelo Dr.Roberto

Hobbies

Sua batalha com Vegeta

 
Goku e Vegeta, ao se apaixonarem um pelo outro.

Um dia, quando Goku estava pronto para mais uma batalha, encontrou um cabra macho que se apaixonou e esse cabra macho era ninguém menos que o Vegeta...

  • Goku: Oi! Eu sou Goku!
  • Vegeta: Kakarotto pare de frescura! Vamos começar a nossa luta!
  • Goku: Mas temos que acabar com o Majin Boo! Depois a gente luta!
  • Vegeta: Ah Kakarotto! Nós podemos lutar e tal... E se agarrar e tal!
  • Goku: Hmm... Mas você quer lutar mesmo agora?
  • Vegeta: Claro né! Sem viadagem nós não vamos fazer dancinhas nem nada do tipo...
  • Goku: Peraí, vou pegar meu bastão magico!

  Tive que assistir essa cena grotesca e gay por horas! Filhos da puta!  
Babidi sobre desconversa acima.

E se Dragon Ball não acabar e Goku continuar evoluindo?

 
Goku atualmente dominando seu Instinto Superior e pronto pra cair na porrada com o apelão do Jiren...
 
...mas há quem prefira essa transformação furry inexistente no mangá, soltando sua franga seu Kamehameha.

Se esse franquia continuar a existir, possivelmente destruirá o mundo real. Já que Goku esta finalmente completando o seu Instinto Superior e enfrentando o Jiren, teoriza-se que futuramente ele terá o poder de todos os Sheilongs, dos deuses da destruição, dos anjos, do capeta...

Enfim, o seu KI SERÁ PRATICAMENTE INFINITO, podendo destruir todas as Televisões do Mundo, onde as pessoas ficariam em pânico e começaria a matar uns aos outros, um país invaderia o outro, uma Terceira Guerra Mundial surgiria só porque esses víciados de televisão estariam lunáticos à procura de TVs para assistir o SEXYHOT, SEXYTIME, SEXYGAG, FORMAN, Discovery Kids...

Quanto de poder de KI poderia suportar o corpo de Goku?

Dizem que esse poder glorioso do Goku seria tão grande que até o Zeno-sama se ajolheria e pediria misericórdia para não morrer chorando para o Goku com seu Instinto Superior completo ou virando um Super Saiyajin .

Mas no final das contas tudo não passa de uma lenda feita para vender bonequinhos, DVD's, mochilas e hentai. Todavia, o poder daqueles mascote irritante é de um Multiversebuster, ou seja, destruí vários universos ao mesmo tempo e o Goku (por hora) só tem poder para destruir um universo lutando em seu limite, mas que nada impede do autor deixar ele extremamente mais forte e overpower que os outros personagens da obra (como o lendário Deus Super Saiyajin Original).

Dados pessoais

 
Goku em todas as suas formas de Super Sarradin (tirando aquele fodão clichê de cabelo branco.
  • Nome: Kakkarotto Son Goku
  • Idade: fisicamente, 12 anos (quando criança em DB), 28 (adulto em DBZ), 44 (velhinho atualmente depois do DBS). Mentalmente, 12 anos.
  • Estado civil: casado com a chata.
  • Principal qualidade: é o mais forte do Universo 7.
  • Principal defeito: também é o mais burro.
  • Família: Chichi (cabresto), Rei Cutelo (sogrão), Gohan (filho nerd), Goten (filho burro), Videl (nora), Bardock (pai), Gine (mãe), Turles (irmão gêmeo), Raditz (irmão cabeludo), Pan (neta chata), Goku Jr. (clone Tatatataraneto), Avô Gohan (vovô adotivo).
  • Batalha inesquecível: contra o anão revoltado, o anão racista, o anão de chiclete, o cabeça de piroca e o cabeça de alien
  • Ataques mais fortes: KameHameHa, Genki Dama, Kaio-Ken, Taiyouken e mais umas 300 técnicas.
  • Objetivos: Salvar o universo e comer (no bom sentido).
  • Mortes: perfurado com seu irmão pelo Piccolo; explodido salvando a Terra, quando o Cell virou uma bomba de gás; De febre amarela no futuro alternativo; perfurado de novo com uma facada do Goku Black no outro futuro alternativo.

Opiniões sobre o Goku

 
O ponto fraco de Son Goku.
 
Um exemplo mostrando que Otaku muitas vezes pode ser sinônimo de idiota, ainda mais se for patrocinado pela Grobo.
  • Chichi: Ele é um vagabundo! Nunca trabalhou! Mas mesmo assim, eu o amo!
  • Crono: Maninho!
  • Gohan: Eu adoro tomar banho com ele!
  • Goten: Poxa, eu não sou ele, sou o Goten!
  • Rei Cutelo: Ele é um bom genro! Sempre convido ele pra comer costeleta de dinossauro!
  • Pan: Ele é um bebê chorão!
  • Vegeta: VERME INSOLENTE! Nunca gostei dele!
  • Bulma: Ele sempre foi um moleque muito burro! Mas pelo menos na cama, ele arrasa!
  • Trunks: O meu pai é mais forte do que ele!
  • Trunks do Futuro: Se não fosse por mim, ele tava morto!
  • Kuririn: Eu tenho inveja dele!
  • Mestre Kame: Se não fosse por mim, ele ainda seria um fraco!
  • Sr. Kaioh: Ele é burro... HÁ HÁ HÁ HÁ HÁ HÁ HÁ!
  • Piccolo: Ele se acha, mas eu sou muito melhor!
  • Tenshinhan: Eu já dei uma surra nele!
  • Yamcha: Eu já dei uma surra na mulher dele!
  • Yajirobe: É um fracote, sempre precisa da minha ajuda!
  • Mr. Satan: Ele é bom, mas nem chega aos meus pés!
  • Maron: Gostosão!
  • Marron: Quero comer na casa dele!
  • Taopaipai: Dondopa em ti, então!
  • Cyborg Taopaipai: Super Dondopa em ti, então!
  • Raditz: Ele é a vergonha dos Saiyajins!
  • Nappa: Qual é o poder de luta dele? Mais de 8 mil?! Isso deve ser um engano, esse aparelho deve estar quebrado!
  • Ginyu: O corpo dele é melhor do que o meu!
  • Freeza: Se não fosse o Super Saiyajin, ele tava fudido!
  • Dr. Maki Gero: Por causa dele, o Red Ribbon não conquistou o mundo!
  • Andróide 19: Eu quase o matei!
  • Andróide 16: Ele é a razão da minha existência!
  • Andróide 18: Me mostra o seu bastão mágico? NOSSA.... Como é grande!!
  • Cell: Aquele covarde fugiu da luta!
  • Majin Boo: Já comi!
  • Enma Daioh: Por que ele não morre? Sempre fura fila com o teletransporte.
  • Bills: Ele até que é fortinho, mas... Ei! Tira a mão do meu prato, seu bicão!
  • Whis: Cadê o tal do bastão mágico? Eu queria tanto ver...
  • Hitto: ...
  • Zamasu: Escória Saiyajin...
  • Black: Sou simplesmente melhor que ele em tudo.
  • Zen-Oh: (faz os dois acima sumirem) Ele é um cara legal, né!
  • O próprio: Oi, eu sou o Goku!

Outras faces do Goku

Vídeos

Goku no programa do Tobby Entrevista (no Dia dos Pais)

Hulk Goku contra o Mundo

 
  Cai dentro!  
Goku vs Ryu

Veja aqueles que Goku venceu e não conseguiu vencer:

Ver também


  Conheça também a versão oposta de Son Goku no Mundo do Contra:

 


Referências

  1. OOLOOOOOCOOOOO
  2. Achou que ia ser carne? Tem tanto nego que não sabe fazer carne e churrasco é foda de qualquer forma (exceto de jiló)
  3. Isso explica porque o MST invade os lugares, não é por causa do Guilherme Boulos.
  4. Esse spoiler chegou adiantado, hein?