Abrir menu principal

Desciclopédia β

Graça Aranha

Graça Aranha é apenas um curral eleitoral localizado no Maranhão, que abriga vários cachaceiros que trocam o voto por um copinho de Smirnoff ou de Cachaça Nabunda.

Alguns matutos da região, que tentam engrandecer a sua cidadezinha ridícula, dizem que, em 1900 e guaraná com rolha, José Sarney deu uma cagada por lá, quando teve uma forte dor-de-barriga enquanto cruzava o nordeste brasileiro atrás de pessoas que aceitassem trocar o voto por um espelho, um pente ou uma moedinha platinada de 5 centavos.

HistóriaEditar

 
Moradores de Graça Aranha reunidos para um festival.

Na antiguidade, Graça Aranha se chamava Centro das Periquitas, por conta do alto número de puteiros e de meretrizes que abrigava.

Para tentar acabar com toda essa putaria, um padre foi até Centro das Periquitas, e celebrou uma missa. Porém, ele acabou exagerando no vinho, e disse que, se Centro das Periquitas quisesse mudar, deveria primeiro mudar de nome. Como os caipiras que moravam lá nunca questionavam os padres, eles acataram as ordens, e mudaram o nome de sua cidade para Palestina [1]

Com a mudança de nome, alguns árabes desinformados acabaram indo até essa Palestina falsificada. Como não sabiam mais como sair de lá, eles foram levantando acampamentos e começaram a morar por lá mesmo. Com isso, a população de Palestina cresceu razoavelmente bem, pelo menos se compararmos com o crescimento populacional de cidades como Araponga.

Alguns anos mais tarde, quando Palestina já estava parecendo com Meca, de tanto árabe que tinha, alguns políticos resolveram emancipar aquele lugar, pois acharam que daria um ótimo curral eleitoral. Eles estavam certos. Atualmente, Graça Aranha só é lembrada em época de eleições, assim como praticamente todas as cidades maranhenses.

EconomiaEditar

Como nunca entrou dinheiro de verdade em Graça Aranha, os moradores de lá compram tudo usando como moeda galinhas ou vacas.

PopulaçãoEditar

Nunca cresce. Apesar de todos os dias alguns habitantes espertos de lá se mudarem para alguma cidade melhor, sempre nascem alguns coitados para cobrir o déficit.


  1. Porém, diferente da Palestina original, que possui diversos canhões militares, Centro das Periquitas possuía diversos canhões vivos, mais conhecidos como barangas