Abrir menu principal

Desciclopédia β

Gran Turismo 6

Página de redirecionamento
Redirectltr.pngGran Turismo 5



Nota: Este jogo é a mesma coisa do Gran Turismo 5, você pode ignorar este artigo e ler apenas sobre seu jogo antecessor que não fará diferença


Virtualgame.jpg Gran Turismo 6 é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, um n00b manda seus peasants para a base inimiga.


Gran Turismo 6: Mais Um
Gran Turismo 6 cover.png

Agora tem até o carro invisível da Mulher Maravilha

Informações
Desenvolvedor Polyphony Digital
Publicador Sony
Ano 2013
Gênero Simulação de chatices
Plataformas PlayStation 3 (sim, no ano de 2013)
Avaliação 90%
Idade para jogar Recomendado para toda família

Cquote1.png Cadê a nostálgica música Moon Over The Castle na abertura? Cquote2.png
Japonês sobre não ter a música de abertura na versão japonesa de Gran Turismo 6

Gran Turismo 6 é um avançado jogo de simulador de corridas de 3 voltas (existe no mundo algum lugar que façam corridas de 3 voltas que não sejam naquelas karts foleiros?) que foi tão bem feito, tão bem esmerado e tão caprichado que levou 5 anos para ser concluído pelos baianos empregados da Polyphony Digital que ao verem o prazo apertando nada mais fizeram do que fechar o servidor do Gran Turismo 5, fizeram um Ctrl+C em cima deste jogo e criaram o Gran Turismo 6 usando o Ctrl+V, e para dar uma diferenciada botaram a assinatura do Ayrton Senna, que como já está morto mesmo não tem como reclamar que estão colocando o nome dele num lixo de jogo, o que significou no final das contas que o jogo foi lançado para PlayStation 3 quando já existia o PlayStation 4.

EnredoEditar

No começo, havia apenas o barro, e do barro Deus criou o carro, mas o carro estava se sentindo sozinho, então Deus retirou um aerofólio traseiro do carro e criou o homem para dirigir um carro standart sem graça, afinal o homem ainda não tinha habilitação e deveria começar sua vida em enfadonhas corridas de carros stardart. A mulher neste universo semi-fictício jamais foi criada e isso fica perfeitamente observável quando não existe sequer uma mulher no jogo inteiro, nem na plateia, pois o criador machista do jogo a considera inútil, uma vez que suas necessidades sexuais ele já sacia batendo punheta para hentais.

Não há nenhuma menção explícita deste enredo no jogo, mas é o que pode-se interpretar na medida que se avança no jogo.

CarrosEditar

 
Nem a presença de um Fuscão Preto feito de aço salvou este jogo do fracasso de vendas.

Ainda está lá o realismo dos motores com som de aspirador de pó e pneus cantando a cada curva como se fossem bruxas histéricas comandando algum ritual satânico. A variedade de mais de 2000 carros é completamente enganosa quando na verdade metade deles são idênticos uns aos outros, e isso sem contar os 70% de carros cujo interior é uma sombra mística sem volante, painel e nem nada, mais ou menos como o console das naves do Guia do Mochileiro das Galáxias.

Há diversas marcas famosas licenciadas no jogo, desde as americanas como a Chevrolet, às alemãs como BMW ou japonesas como a Honda, estas empresas apenas pediram que seus carros fossem reproduzidos fielmente, ou seja, que jamais se amassassem mesmo que o carro caia de um penhasco.

InovaçõesEditar

Na reunião de brainstorm da alta cúpula executiva da Polyphony Digital, quando estava, discutindo sobre o que inovar para Gran Turismo 6, o funcionário que deu a ideia sobre "dar realismo maior ao dano dos carros" foi jogado pela janela, e as ideias levadas em consideração foi que o jogo deveria ter 2000 carros, gráficos mais realistas, meia-dúzia de circuitos e absolutamente nenhuma inovação em relação ao já enjoativo Gran Turismo 5.

v d e h