Grupo Nórdico

Grupo Nórdico é um enorme grupo que se caracteriza por conter o maior número de satélites medíocres em um grupo só para eles. Além de continuar com a famosa mania de dar nomes de gigantes para satélites de Saturno. O grupo não tem diferença nenhum comparada aos demais outros grupos (tirando os com luas de verdade) a única diferença são as órbitas e que todos os satélites tem nomes nórdicos embutidos.

Só há a exceção de Febe que já tinha nome grego. Se Febe tivesse que escolher um grupo ela teria que ficar entre o Grupo Inútil (apesar do Nórdico parecer pior ainda) e o Grupo Nórdico, então escolheu o nórdico.

FormaçãoEditar

 
Um satélite do grupo nórdico cai no seu quintal.

A UAI (União Astrônomica Internacional) que fez essa separação dos demais satélites após receber remessas animadoras de satélites. Foi uma animação geral dar nomes aos satélites só que depois que derma os nomes tudo ficou sem-graça e só tocaram mais uma vez nos satélites para "fazer adaptações nos nomes" mas ninguém dá a mínima para isso.

Enfim, o grupo nórdico foi idealizado a formação dele por Scott S. Sheppard que é um astrônomo bem citado quando se fala em "descoberta & criação de nomes para satélites inúteis e sem forma". Depois de descobrir uma porção de satélites que não tinham formato e que fizeram, de tanto desânimo, cortar o próprio pênis (fato verídico).

Enfim, reuniram 29 satélites (pois é quase um sacrilégio para qualquer pessoa de bom senso dizer que são Luas) todos sem forma e com tamanho praticamente igual e conseguiram provar que satélites em Saturno são praticamente uma coisa sem graça e que sim! Pode haver satélites mais inúteis que os do Anel G!

CaracterísticasEditar

A Wikipédia diz ser só a órbita que muda, mas é claro que sim! Não há uma mesma órbita para satélites como esses. Em outras palavras, a wikipédia queria dizer que esses satélites eram iguais aos outros, é até perca de tempo ficar procurando a respeito dessas pedrinhas achando que vai virar um astrônomo um dia sabendo tudo sobre elas.

Aliás, outra característica marcante do grupo nórdico é o fato de 99,2% do grupo não possuir sequer uma foto para provar a existência do satélite então vários satélites e descobertas devem ter sido por engano, o caso mais famoso foi quando Sheppard viu um papel preto e uns estagiários foram sacanear ele com o papel.

Eles queriam ver se Sheppard ia ver uma lua nova em um papel claramente feito e com fundo preto feito no Paint. Sheppard analisou a foto por 1 hora (ele se tranca no escritório para fazer trabalhos manuais fingindo estar analisando a foto) e volta dizendo que tinha sim uma lua ali.

Geralmente o astrônomo que descobriu algo ali nem analisa mais informações, ele acha o satélite e diz: "Tem 4km de diâmetro, tem órbita 24 milhões e não vale a pena tirar outra foto para comprovar sua existência".

E ninguém questiona isso pois as pessoas ligam para coisas mais importantes, como a própria vida.

Satélites... Nenhuma Lua!Editar

...29 pedregulhos com nomes sem nexo mostrando a você que sim! Quantidade não é qualidade! Não é mesmo China?