Abrir menu principal

Desciclopédia β

Guerras Genpei

TimeBope.jpg

Se não quiser morrer, ou muito menos que alguém pegue a doze, pare de ler!

Batalhas

Esse artigo trata sobre uma batalha ou uma guerra, então não avacalhe senão o BOPE vai te mandar pro saco!
NewBouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Guerras Genpei.

Cquote1.png Nós vamo apoiá este daqui para o govêruno né. Cquote2.png
Coronel Taira

Cquote1.png Não, vamo apoiá este né!! Cquote2.png
Coronel Minamoto

Cquote1.png Ah é?? Banzaaaaaaiii!! Cquote2.png
Os dois clãs briguentos sobre Guerras Genpei

As Guerras Genpei (源平合戦) foram a primeira grande briga de coronéis da História do Japão. Muitas ainda aconteceriam depois.

Índice

ContextoEditar

 
Imagem da guerra, semelhante aos gráficos do primeiro Age of Empires.

O Japão vivia tempos de paz (ou não) no Período Heian, com todo mundo apenas querendo viver a vida na maior paz e amor. O imperador mandava no pessoal e ainda tinha o apoio dos coronéis do interior, que faziam tudo o que o imperador queria, mas na verdade eram eles que apareciam de fato na politicagem política. Nessa época, os imperadores japoneses costumavam ter mais filhos do que o Romário e o Pelé juntos, o que poderia causar problemas quando os filhos brigavam pela sucessão ao trono. Lá pelo final do século XII, portanto um pouco antes de 1400 e lá vai pedrada, o imperador Go-Shirakawa tinha tanto filho que ninguém mais sabia dizer quem seria o próximo imperador. Até aí não houve nenhum dissenso, todos concordavam que seu filho Takakura seria o próximo por algum motivo, mas este aí ficou muito pouco tempo no poder e logo largou o osso, pois não gostava de passar o dia jogando war como o resto da família.

Com a sua abdicação, o Japão assistiu ao seu primeiro grande flamewar político. O clã dos Minamoto queria colocar o irmão do cara no trono, mas o clã dos Taira queria botar o filho do antecessor, que na época era um moleque de um ou dois anos e não governava nem as fraldas direito. Tudo isso sem nenhum interesse político por trás, certo?? MWAHAHAHA, claro que não!! O tal moleque até podia ser filho de imperador, mas também era neto materno de ninguém menos que Taira no Kiyomori, que por acaso era o coronel Taira. A chance de ouro para os coronéis entrarem de vez no poder.

Início da GuerraEditar

 
E começou a pancadaria, botando até templos budistas no meio.

Quando os coronéis não se entendiam, o melhor jeito de se resolver tudo era na base da porrada mesmo, pois não existiam tribunais nem varas (hmm) para resolver conflitos do tipo. E as Guerras Genpei acabavam de começar, com as suas primeiras quebras de pau. Os coronéis chamavam a geral e todo mundo tinha que ir para a guerra, senão tomariam as porradas de qualquer jeito, ou na mão do inimigo ou na mão dos jagunços samurais fiéis ao seu senhor. E sobrava até para os monges da região, que eram obrigados a esconder o pessoal dos clãs e lutar na guerra usando Kung Fu. O coronel Minamoto até que era bem bonzinho com os monges budistas, mas o coronel Taira era do capeta mesmo, tanto que não perdoava nem os monges, por isso todos detestavam o clã Taira, que no início vencia todas as batalhas, mas como matar padre monge dá azar, isso logo mudaria.

Briga de BarquinhoEditar

 
Essa briga de barquinhos pode até parecer Age of Empires, mas foi o que decidiu a guerra.

Na fase seguinte das Guerras Genpei, Minamoto no Yoritomo tornou-se o novo coronel Minamoto com a morte do anterior e fez uma grande campanha política para convencer a peãozada a apoiar o seu clã, dizendo que o outro lado matava até monges budistas. E o povão claro que acreditou nele, e aos poucos o coronel Minamoto virou o placar, evidentemente com a ajuda de outras famílias de coronéis, porque ele mesmo fazia muitas lambanças nas batalhas. Mas os créditos assim mesmo eram dados a Yoritomo, como se ele fosse o protagonista de algum anime do tipo Cavaleiros do Zodíaco.

Finalmente os dois coronéis se encontraram um belo dia quando eles estavam em seus barcos no mar. Era a hora de resolver isso de uma vez por todas. E não só os clãs e os coronéis, mas também os candidatos à vaga no trono estavam presentes lá, incluindo o moleque imperador. No final o coronel Minamoto venceu a briga e nem precisou acabar com os chefões do outro lado. Os inimigos mesmos se jogavam na água para não ver o outro vencer, vai entender esses samurais.

  Iaaaaaaaaah!! Glub glub  
Um monte de neguinho se matando na água.

Depois do afogamento coletivo, que levou junto até o imperador de dois anos, Minamoto no Yoritomo venceu a parada e passou a ser conhecido como Shogun, ou Grande Coroné das Ripimpada. A guerra foi tão importante que até fez o Japão mudar de era, passando para o Período Kamakura, em que o coronelismo se tornou o governo oficial. A propósito, o imperador sucessor foi um tal de Go-Toba, também conhecido como o Imperador Atrás do Toba.

Veja TambémEditar