Guilherme Arantes

Latino.png QUEM É O CANTÔ?

Este artigo é sobre alguém de uma banda mixuruca que quis tentar carreira solo.
Não vandalize este artigo, pois Arnaldo Saccomani pode lhe dar um NÃO.

♫ I love to sing-a... About the moon-a and the June-a and the spring-a... ♫
Emblem-sound.svg Guilherme Arantes
Guilhermearantesantes.jpeg
Guilherme nos tempos em que era colírio
Nome Guilherme Arantes
Origem São Paulo, Bandeira do Brasil Brasil
Sexo Fazia com a mulherada toda quando jovem
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.svg
Teclado e depois passou a tocar piano
Gênero Rock
Influências Billy Joel
Nível de Habilidade Alto , compôs vários sucessos
Aparência Bonito quando mais novo, mas a idade acabou com ele
Plásticas Não fez nenhuma, aparentemente
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Emplacar trilhas-sonoras de novelas
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg
Rede Globo

Guilherme Arantes é um mais um daqueles típicos roqueirinhos brasileiros dos anos 80 que os metaleiros odiavam mas sua mãe adorava e foi o grande crush dela nos tempos de adolescência, e o seu pai tinha uma puta inveja do dinheiro que ele tinha e do sucesso que ele fazia com a mulherada, mas adorava as músicas dele e provavelmente tem algum álbum ou coletânea de sucessos guardada na sua coleção de CDs ou no porta-luvas do carro.

CarreiraEditar

 
Não, parece mas não é o Caçulinha

Começou sua carreira musical nos anos 70 como tecladista de uma banda de rock progressivo famosinha na época. Já fazia sucesso, porém percebeu que poderia ser mais famoso ainda fazendo carreira solo, e decidiu largar a banda. E fez bem, porque logo depois que saiu o grupo acabou e até hoje ninguém sabe nem o nome.

Como cantor solo, Guilherme toca suas músicas acompanhado de teclado e piano fazendo muito sucesso, emplacando vários hits no topo das paradas. Além de cantar, também compõe, e escreveu muitas canções que foram imortalizadas nas vozes de grandes nomes da música nacional, como por exemplo a maria droguinha da Elis Regina, com que Arantes chegou a namorar, mas acabou porque não suportava aquele cheiro de maconha insuportável.

Nos anos 80 escreveu "Planeta Água", sua música mais famosa. Você provavelmente nem sabia que foi ele quem escreveu, mas certamente já a ouviu em algum CD destinado a crianças ou foi obrigado a fazer uma apresentação ao som dela nos tempos de escola. Foi nessa época que escreveu a maioria de seus sucessos, muitos deles todo mundo conhece graças ás novelas da Rede Bobo. É graças a essas novelas, inclusive, que Guilherme sobrevive nos dias de hoje, mesmo depois de ficar velho e feio e nunca mais ter lançado uma música nova que prestasse.

Maiores sucessosEditar

  • Planeta Água: Atire a primeira pedra que nunca ouviu e cantou junto aquele corinho de "Terra! Planeta Áaaaaguaaaa!". Já foi regravada foi mais de 8 mil artistas diferentes e provavelmente foi ou vai ser um dia música de fundo daquelas propagandas do Greenpeace que mostram um monte de bichos tristes (principalmente pandas. Já repararam como todo panda tem cara de moleque chorão?) só pra te deixar pra baixo e ficar pensando como o aquecimento global é uma merda e a raça humana é repleta de filhos da puta.
  • Loucas Horas: Música que ele compôs baseado (literalmente) no seu namoro com Elis. Eram horas muito loucas onde os dois chapavam o coco até não poder mais e aí se esqueciam da vida, de tudo e de todos. Felizmente Guilherme parou a tempo de evitar uma overdose, mas o mesmo não pode ser dito sobre sua amante.
  • Cheia de Charme: Sim, já não basta a Rede Globo usar 99,9% do repertório do cantor para trilhas sonoras, eles foram mais além: roubaram o nome de uma das músicas pra usar como título de novela e nem sequer incluíram a música de Arantes no CD dela. Mas como o cachê pago foi bom, ele nem reclamou.
  • Meu Mundo e Nada Mais: Nessa canção Arantes conta o trauma do dia em que ele foi assaltado e levou um tiro, quase morrendo na rua. Perdeu uma bolada que tinha na carteira e teve que ser transferido para o hospital público mais próximo, tendo que passar a noite junto de bandido, traficante, drogado e todos os piores tipos de pessoas possíveis. Ele daria tudo pra não ter saído de casa e ficado no aconchego do lar, no escuro do seu quarto á meia-noite á meia-luz.

Veja tambémEditar

  • Leo Jaime, outro roqueirinho famoso dos anos 80.