Abrir menu principal

Desciclopédia β

Heather (O Massacre da Serra Elétrica - O Retorno)

Deppmorte.gif
Heather (O Massacre da Serra Elétrica - O Retorno)
é uma vítima infeliz e sem sorte!

Tava passando as férias numa casa no meio do nada


Heather é a semi-protagonista de O Massacre da Serra Elétrica - O Retorno e mais uma das infinitas vítimas da Família Hewitt/Sawyer. No começo do filme, todo mundo que estava assistindo (inclusive eu) achou que ela era a protagonista, pois as câmeras só focalizavam ela, e o enredo estava girando em torno dela e dos seus chifres. Mas no frigir dos ovos, Heather provou ser apenas mais uma personagem ordinária, ao ser capturada por Leatherface e pendurada no gancho como um boi, ficando as portas da morte. Ela não morreu, é verdade, mas ficou mais pra lá do que pra cá. Mesmo quase morta e com um buracão de quase 1 metro de diâmetro no estômago, ela tentou escapar, ms acabou sendo capturada novamente, levou um chute quádruplo na coluna de Vilmer Sawyer e morreu sem ter nenhum osso no lugar.

CaracterísticasEditar

Apesar de não ser mais bonita ou simpática do que a sua melhor e única amiga Jenny, a nerd, Heather era a garota mais popular de seu colégio, talvez porque era a líder de torcida e namorava com o capitão do time de rugby. Sabe-se que Heather era uma garota razoavelmente rica, pois o seu vestido de formatura fora feito sob medida, por Clodovil (lembrando que em 1994, ano do filme, Clô ainda estava bem vivo e esbanjando vitalidade e purpurina). O único porém é que Heather era a garota mais corna dos Estados Unidos da América, pois o seu namorado, Barry, que nem era grande coisa, tinha feito um curso a distância com o mestre Marcos Oliver, e conseguia faturar todas. Todo mundo sabia disso, menos a própria Heather, que acreditava que o seu namorado realmente passava os seus finais de semana fazendo caridade para as velhinhas esfomeadas e os órfãos de guerra do Congo.

HistóriaEditar

 
Heather no famoso balanço do quintal dos Hewitt, enquanto Leatherface tira uma casquinha escondido nas sombras. Heather não percebeu que um sujeito de 200 quilos e 2,30 de altura estava atrás dela.

Durante os eventos do filme, Heather estava em seu baile de formatura, enchendo a cara de vodka, fumando alguns charutos havanos e procurando pelo seu namorado Barry. Após muita bebedeira e tragadas, Heather finalmente encontrou Barry, que estava atrás da moita pegando uma garota de cabelo pixaim, que dorme com calcinhas compradas na feira e que não usa Dove. Tendo descoberto a ponta de seus chifres, que já chegavam até a Floresta Amazônica, Heather ficou raivosa, entrou em seu carro e acelerou com tudo, querendo sair daquele lugar e nunca mais ter que olhar para seu namorado. Porém, Barry, que tinha aprendido como correr com uma de suas amantes maratonistas, conseguiu alcançar o carro, entrou e estava pronto para a decisão mais difícil na vida de um homem, que é o momento de discutir a relação. Apesar de sentir nojo ao olhar para a cara daquele sujeito, Heather concordou, e começou a colocar os pratos na mesa.

Enquanto estavam debatendo futilidades sobre o relacionamento, Heather e Barry se surpreenderam, quando Jenny e Sean revelaram estar no banco e trás do carro, realizando algumas ações indiscretas demais para revelarmos aqui. Mesmo sabendo que os pombinhos tinham sujado o banco traseiro de seu carro com manchas brancas que não saem nem com os melhores sabões, Heather não ligou muito, até porque se brigasse com eles, era capaz de Jenny não querer mais fazer o seu dever de casa. Naquele momento, Heather estava concentrada apenas em terminar de jogar na cara de Barry o quanto ele era canalha e imprestável.

Após alguns minutos de muito blá blá blá, Heather, que ainda estava sob os efeitos malignos do álcool e das drogas, não viu que estava na contramão, e bateu no único carro que estava passando na estrada de 200 metros de largura. Depois de seu veículo ter voado por quilômetros, e o motorista do outro carro ter ficado com os 2 pés na cova, Heather, Barry e Jenny foram procurar por ajuda, enquanto que o cagão do Sean, que estava com medo de entrar na floresta, ficou apenas cuidando dos destroços do carro e do corpo do quase defunto. Quando finalmente encontrou algum vestígio de vida na região, que se encontrava dentro de um escritório e atendia pelo nome de Darla Sawyer, Heather tentou convencê-la a ajudá-los, ligando para os bombeiros, para a ambulância, para a polícia ou para o Chapolin Colorado. O único problema é que Darla era lésbica, e não conseguia tirar os olhos dos peitos de Jenny. Mas depois de muito esforço, Heather finalmente conseguiu convencer Darla a chamar alguém, mais precisamente seu marido que dirigia um guincho, Vilmer Sawyer.

 
Dessa vez, Heather foi a azarada que deu continuidade a tradição de Leatherface, de pendurar pelo menos uma vítima por filme no gancho e deixá-la sofrer por horas e horas.

Saindo do escritório de Darla, Heather e Barry viram um Chevetão passando pela estrada, e correram atrás dele, deixando a coitada da Jenny sozinha no meio da floresta. Mesmo após muita correria, Heather e seu namorado não conseguiram alcançar o veículo, mas chegaram em uma casa estranha, que parecia estar fechada há anos, pois além de todas as janelas estarem trancadas com madeiras, o cheiro de mofo e de carne em estado de putrefação era nítido. Mesmo sabendo que estava em um filme de terror, e que aquela casa provavelmente era a moradia dos assassinos, Barry foi investigar o lugar, enquanto que Heather sentou-se no mesmo balanço que Pam sentara há exatos 20 anos, antes de ser assassinada por um canibal doido que usava uma máscara de pele humana. Como não gosta que ninguém se sente naquele balanço, como de costume, Leatherface apareceu, e estava prontro para botar ordem na bodega. Então, após uma rápida perseguição, ele conseguiu capturar Heather, e a colocou dentro de uma caixa de concreto, onde ela deveria ficar até a semana que vem, quando os Hewitt fariam uma recepção, recebendo em sua humilde residência o Agente Rothman e seu motorista figurante, e precisariam servir carne humana fresca para agradar ao sofisticado paladar da dupla.

Só que 2 minutos depois, Leatherface mudou de ideia, e resolveu colocar na caixa o corpo de Barry, que ele tinha acabado de matar com a sua marreta de estimação. Como não sabia onde colocar Heather, e estava com preguiça de pensar em algo criativo e inovador, Leatherface fez a mesma coisa que tinha feito com Pam, Andy e Ryan: A pendurou como um boi no famoso gancho do abatedouro dos Hewitt.

A única diferença de Heather para os seus antecessores no gancho é que ela conseguiu sobreviver e, quando Leatherface passou a perseguir Jenny, ela aproveitou a falta de vigilância para livrar-se do artefato (não me pergunte como) e sair correndo até a estrada, onde ela imaginava que seria salva por alguma alma caridosa. Mas como ela estava em um filme de terror, onde todos sempre morrem com a exceção da protagonista, Heather foi recapturada por Darla Sawyer, e levada para a sala de jantar dos Hewitt, onde seria morta, empalada e torturada (nessa ordem) por Vilmer Sawyer, o chapadão que queria fazer uma oferenda ao diabo.

Após ter comido o pão que o diabo amassou e cuspiu nas mãos de Vilmer, sendo inclusive quase queimada viva, Heather levou um chute quádruplo na coluna do demente, e finalmente morreu.


v d e h
BUUUUUZZZZZZZZZZZZZZ!!! O Massacre da Serra Elétrica...