Abrir menu principal

Desciclopédia β

O Portal do Paraíso

(Redirecionado de Heaven's Gate)
Desinopselogo2.png

Este artigo faz parte do DesFilmes, a sua coletânea de filmes rejeitados.
Enquanto você lê, um vilão de filme de ficção científica dispara raio laser pelos olhos

NanicoBufador.gif Howdy, pal, este artigo é do Velho Oeste!

Ele anda de diligência, maneja um 3oitão com perfeição e seu bando é o mais
procurado da região. Entre, peça uma bebida e aprecie a beleza das dançarinas
do saloon, mas se vandalizar este artigo, vai parar num duelo!

A foto melosa já é uma indicativa de que lá vem merda.

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Portal do Inferno Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de O Portal do Paraíso

Quando você pensa em um filme que fodeu o gênero mais machão do cinema, você imagina: O Segredo de Brokeback Mountain. Ok, mas será que foi ele mesmo? Nada... quando os viadões malditos criaram esse filme, achando que com ele iriam acabar e destruir o gênero faroeste, não imaginava que na realidade estava muitos, mas muitos anos atrasado, pois desde 1980 o gênero já tinha tomado o tiro fatal no meio de uma disputa por culpa de um outro filme, muito, mas muito pior.

Heaven's Gate (O Portal do Paraíso, no Brasil; As Portas do Céu, em Portugal) é um maldito filme de 1980 que foi o grande responsável por não terem mais aparecido John Waynes ou Charles Bronsons ou Clint Eastwoods no mundo dos cinemas americanos até hoje. O filme teve uma das piores bilheterias da história (fazendo Cinderela Baiana ter sido um sucesso sem precedentes diante da quantidade ínfima de espectadores dele), sendo provavelmente o primeiro filme da história que foi tão demasiadamente ruim que foi capaz de simplesmente levar um estúdio de cinema à falência, o United Artists. Foi indicado (saiba Zeus porque) ao Festival de Cannes e ao Oscar, mas perdeu. Como prêmio de consolação, ganhou uma das 5 indicações à Framboesa de Ouro de 1981 pelo pior diretor (Michael Cimino, o homem mais ambicioso do universo depois de Dick Vigarista - irônica comparação essa!).

Ironicamente, em 2012 o filme foi relançado e fez um sucesso sem tamanho. Será que o pessoal dos anos 80 foi injusto demais com esse filme, ou é porque a geração 2010 é que é uma tremenda receptora de urina e fagocitadora de fezes?

HistóriaEditar

É um relato da Guerra do Condado Johnson, entre os barões do gado e imigrantes europeus na década de 1890, no Wyoming. Passa-se em 3 momentos diferentes: 1870, Harvard, quando todos eram mais novos e nerds estudando sobre fórmulas de cálculo de feno no campo. Em 1890, Johnson County, Wyoming, começa enfim a parte da "acção" (ou inacção), quando começa a guerrinha por causa das vacas dos imigrantes, que viviam trollando os campos dos barões do gado, dando aparições malignas e devorando a grama que era das vaquinhas dos barões. Emputecidos, eles se lançam a guerrear. Daí pra frente o filme entra num bololô estranho, incluindo no roteiro uma pista de patinação que levou o nome do filme, times de beisebol e por muito pouco não rolou brigas de UFC, pra foder de vez com a história real da guerra. Por fim, todo mundo velho pra burro em 1903, Newport, Rhode Island, vão dar um passeio de iate e o filme acaba.

Os problemas e as críticasEditar

Basicamente o filme sofreu com muitos atrasos, com a falta de talento de todo mundo (atores, diretor, cameramen e até os batedores de claquete), com diversas refilmagens forçadas, entre outros. Afora os arroubos de grandiosidade de Michael Cimino, o fracassado diretor dessa pocilga que dizia que com esse filme se tornaria maior que Francis Ford Coppola. Vejam alguns relatos dessas loucuras:

"Segundo a lenda, até o sexto dia de filmagem já se tinham passado cinco dias de atraso. Como exemplo de sua atenção fanática aos detalhes, uma rua construída para especificações precisas do Cimino teve que ser demolida e reconstruída, porque supostamente "não parecia certo." A rua em questão precisava ser seis metros mais larga, o chefe do conjunto de construção disse que seria mais barato para derrubar um lado e movê-lo para trás seis pés, mas Cimino insistiu em que ambos os lados fossem desmontados e voltar três pés, e depois remontado novamente.

Relatos inúmeros retomados de um dos ricos proprietários de terras mostrando seu desprezo pelos imigrantes, expondo seu traseiro em direção a eles foi outro exemplo de sua excessividade, supostamente fazendo até 15 takes dessa mesma cena (ou por ser gay e curtia ver o cu do ator balançando). Como uma testemunha relatou, "Quantas maneiras pode um cara cair as calças? Você acha que três ou quatro tomadas seria suficiente, mas Michael - idiota que ele era - não pararia até que ele ficasse satisfeito."

De acordo com um ator, seu personagem devia "passar por uma briga de galos", mas quando chegou no local de gravação, ele descobriu que a cena já havia sido filmada duas semanas antes via uma técnica de antecipação do tempo que nem ele sabia que tinha.

Em mais um exemplo notório, Cimino tinha um sistema de irrigação construído sob a terra jorrando água até secar um rio, onde a cena de batalha grande ia se desdobrar, para que ele permanecesse verde, para contrastar com a cor vermelha que mais tarde seria inundado com após o massacre sangrento."

Enfim, o filme finalmente estreou no cinema teatro de Nova York em 19 de novembro de 1980. A estréia foi, por todas as contas, um desastre. Durante o intervalo, o público era tão discreto que Cimino disse ter perguntado por que ninguém estava a beber o champanhe. Ele teria sido informado por seu empresário: "Porque eles odeiam o filme, Michael. E eu também odeio essa porra!".

Depois de uma chuva de críticas advindas das portas do céu por São Pedro, que por pouco não causou um novo dilúvio sobre a Terra devido ao seu chororô de tão ruim que essa porra de filme era, Cimino simplesmente falou com a United Artists para que dessem um sumiço nas cópias do filme dos cinemas. Tarde demais: a United não tinha dinheiro nem pra tomar a condução pro cineminha de pulgas da esquina do prédio do estúdio, vindo a falecer de falência múltipla de órgãos em 1981, sendo ressuscitada em outro corpo no mesmo ano, mas muito debilitada. Já Michael, que até então era considerado um grande diretor, se tornou igual àquele meme que apesta no Facebook a anos: "Esse cara, não seja esse cara". E ele ainda tentou lançar uma "versão do diretor" do filme, para envergonhar-se ainda mais e tornar a framboesa ainda mais carnuda.

v d e h

Os piores filmes do mundo!