Abrir menu principal

Desciclopédia β

Homem-Formiga e a Vespa


Homem-Formiga e a Vespa é um filme de comédia romântica da Marvel que serve de breve spin-off de Vingadores: Guerra Infinita, contando a história de um homem ex-presidiário reincidente que é o retrato da falência da sociedade atual que não consegue reabilitar criminosos. Além de seu drama criminal, este homem se apaixona por uma vadia sádica que gosta de humilhar homens com pênis diminutos. Este filme aborda portanto todo o drama e a questão psicológica acerca da insegurança de se ter um pênis pequeno e como a sociedade julga como ineptos para o amor esses pobres cidadãos que não tem culpa de sua condição. Claro que só um idiota imbecil acharia que esse filme é realmente sobre pessoas encolhendo e crescendo literalmente, porque é de consenso geral que a física não permite isso e a Lei de Lavoisier é bem clara quanto a isso. É óbvio que tudo é uma grande metáfora sobre o drama de um homem que é fadado a ter uma vida inteira com o seu mesmo pau pequeno e como a chance de aumentá-lo mexe com sua auto-estima.

The Ant-Man and The Wasp
Not an Avengers Movie
O Homem Anta e a Besta (BR)
Formiga e Vespa (PT)
Homem Formiga e Vespa poster.jpg
Poster do filme
Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
2018 • Colorido • mais de 2 horas
Direção Peyton Reed
Produção Marvel na Disney
Produção executiva Kevin Faig
Elenco Paul Rudd como homem de pênis pequeno
Evangeline Lilly como dominatrix louca
Hannah John-Kamen como crackuda
Michael Douglas como velho pervertido
Gênero Comédia romântica

Índice

ProduçãoEditar

O filme do Homem-Formiga não cumpriu o seu papel de ser a pior bilheteria de toda Marvel Studios, deixando filmes de personagens importantes como Capitão América e Thor nessa vergonhosa posição. Por mais sem graça e basal que fosse o primeiro filme não tinha mais jeito, os nerds do mundo inteiro já estavam como zumbis e o lucro era garantido então uma sequência para o Homem-Formiga foi desenvolvida. Como não havia mais nada a ser contado, a ideia seria só exibir um filme qualquer com o único objetivo de apresentar o Reino Quântico, para ser o deus ex machina para solucionar Vingadores: Ultimato, que é o filme que importa.

Homem-Formiga e a Vespa foi lançado após Vingadores: Guerra Infinita porque era o único jeito do filme atingir o mínimo de decência nas bilheterias, porque os fãs ainda estariam carentes querendo saber o que aconteceria em Vingadores: Ultimato. É um filme sobre um cara que pode mudar o tamanho de seu pênis e usa essa habilidade a seu favor para combater crimes — fazendo mais crimes, como roubar (quantas vezes necessário), destruir a cidade, escravizar pobres insetos e ser escravizado também, porque o capitalismo não vai deixar de existir só porque ele quer - e ainda usar na cara de pau a desculpa de "eu tenho uma filha e a amo, isso me torna um herói" o que faz tudo ser muito ok. Aquelas casas destruídas? Faz parte do negócio. Puro marketing.

RecepçãoEditar

O filme foi tão percebido quanto o Homem-Formiga em ação. Muitos nem sabem que esse filme existe.

EnredoEditar

Prisão domiciliarEditar

Scott - que não é o Pilgrim, mas pela quantidade de burrice que faz devem ser parentes bem próximos - é aquele cara que tenta provar que estão errados quem diz que "bandido bom é bandido morto", tenta mostrar para a sociedade que mudou e que o sistema penitenciário pode sim corrigir as pessoas para melhor. Ele sonha ser aquele tipo de cara de alguma propaganda do governo que diz "olha só, isso aqui é um exemplo de sociedade, de como a reabilitação penitenciária dá certo", mas ele não resiste a seus impulsos cleptomaníacos e uma semana depois já está vestindo de catsuit saindo na night cometendo delitos a mando de uns criminosos baderneiros arruaceiros que desobedecem a lei e a ordem liderados pelo Capitão América nos eventos retratados em Capitão América: Guerra Civil. Claro que ele acaba preso novamente, e condenado a prisão domiciliar.

Se com uma passagem Scott não conseguia emprego nem de carinha que anota os pedidos do McDonald's, com duas passagens agora que se vê fadado a nunca mais ter uma vida de cidadão digno. Eis que surge a oportunidade de ser auxiliar de um idoso traficante de drogas, Hank Pym o ex-patrão de Scott do filme anterior, um estranho homem que nas horas vagas costura catsuits porque tem fetiches excêntricos envolvendo latex e coisas gigantes. Graças a ele Scott Lang volta a vestir seu traje indecente de Homem-Formiga. Aliás, é claro que todo mundo tem o mesmo tipo de corpo, porque se Scott fosse um obeso seboso não teríamos filme, pois a mente genial por trás da criação daquele traje, Hank Pym, fez tudo em medida extremamente padrão, estereotipada e deturpada da sociedade onde obriga pobre homens normais a terem de ler o rótulo da cerveja — ou do refrigerante se você for um garoto com a sorte de não morrer após uma picada de aranha radioativa pois é super comum uma dessas pousar na palma da sua mão, adquirindo como efeito colateral um tesão inexplicável por roupas de látex apertadas e vermelhas — antes de querer consumir a bebida.

Scott Lang então começa a burlar a prisão domiciliar para trabalhar para esse idoso, afinal ele tem uma filha bem gostosa e interessante. Hank Pym acredita que sua esposa desaparecida Janet na verdade está perdida numa grande rave chamada Tomorrowland há mais de 40 anos, mas que devido ao consumo exagerado de LSD a mente dessa mulher não sabe que passou tanto tempo assim, e Hank Pym precisa de um ex-criminoso para ter a cara de pau de entrar num local dominado por drogas sintéticas pesadas, e é aí que Scott Lang entra na jogada.

Vespa entra em açãoEditar

 
Hope veste seu collant de látex para abusar de mais um homem de pau pequeno.

Enquanto tenta ajudar o idoso a encontrar sua esposa desaparecida, ajudando numa espécie de aparato altamente tecnológico, Scott Lang acaba se apaixonando pela filha dele, uma dominatrix louca que tem fetiches sobre encolher seus parceiros e usá-los como brinquedo sexual. Ela também quer ajudar a resgatar sua mãe, por isso decide participar de um filme pornô para juntar um dinheiro, e encontra um diretor de filmes eróticos chamado Sonny Burch, que trouxe uns 30 homens para fazer um gang-bang na mulher, mas não esperavam que ela que fosse uma sádica ativa e enfiasse pau de borracha no cu de cada um desses capangas. É bem verdade que no final dessa cena toda uma crackuda aparece e rouba o laboratório portátil de metanfetamina do Dr. Pim.

Enquanto isso Scott Lang está em crise, ele percebe que perdeu sua primeira esposa porque tinha um pau muito pequeno e que com aquilo não consegue nem fazer cócegas numa anã. Desesperado e apaixonado por Hope, ele clica num anúncio de aumento peniano num site pornô, um grande erro, pois ele automaticamente instala um Baidu em seu traje tecnológico, que fica todo bugado e ele passa a crescer só nas partes erradas de seu corpo. Com um bom anti-vírus ele até conserta aquele defeito, mas não é a toa que aqueles discos especiais de aumentar ficam dentro da cueca dele.

Em busca do lendário aumento penianoEditar

 
Ava Starr, doidona nas metanfetaminas e no crack.

O Homem-Formiga e a Vespa precisam unir-se para tentar recuperar o laboratório roubado de Hank Pym, mas antes de visitar a crackolândia decidiram que era melhor consultar um especialista em aumento peniano, o Dr. Bill Foster. Ele revela, todavia, que não existe ainda na medicina moderna nenhum método eficaz e garantido de aumento de pênis, e que muitos testes foram feitos no passado mas todos falharam, embora ela tenha conseguido aumentar o pênis dele para 42 centímetros, mas com um método nada seguro e que nunca se tornou comercial.

Sem respostas e de volta à crackolândia, Hope e Scott se infiltram na casa da crackuda que roubou o laboratório de Pym, mas acabam atacados e capturados pela inimiga que é uma pessoa tão marginalizada da sociedade que ela pode simplesmente sumir e tornar-se intangível. Outra revelação é que Bill Foster trabalha com essa maluca e conta a história de que ela é dependente química desde criança, filha de Elihas um homem que desejava mais do que tudo criar a fórmula mágica do aumento peniano, mas explodiu o laboratório na cara da filha pequena, que viria a se tornar aquela viciada em drogas perdida e sem família.

Resgate de JanetEditar

 
Hank Pym chega na festa de música eletrônica para tentar achar sua esposa perdida.

Com a ajuda de formigas adestradas, Scott, Hope e Pym conseguem fugir do seu cárcere. Focados na missão mais nobre de resgatar Janet, as pesquisas sobre fórmulas de aumento peniano devem ficar para depois. O trio sabe que precisam estar num local específico numa hora específica para conseguir entrar na próxima Tomorrowland. Mas Scott lembra que ainda está em prisão domiciliar e corre para voltar pra casa. Enquanto Pym e Hope são presos pelo FBI por espalhar boatos falsos em sites pornôs.

O filme então fica confuso de propósito, porque consumo de crack, LSD e drogas para aumento peniano passam a ser consumidas exacerbadamente por todos personagens da trama. Tem prédio aparecendo no meio da rua, gigante nadando no mar, perseguição de carro. Mas no final Hank Pym consegue acessar a festa de música eletrônica onde sua mulher estava perdida, parecendo uma hippie, num mundo de LSD. Hank Pym descobre que sua mulher já havia passado por uma clínica de reabilitação e perdido o vício e felizes eles retornam para o mundo real, onde Janet cura a dependência química da Fantasma que também larga seu vício por crack. Todo mundo feliz no final.

Cena pós-créditosEditar

 
Scott Lang termina preso na Lollapalooza porque entrou ali na hora que Thanos estalou os dedos e os porteiros viraram pó
 
Uma formiga gigante tocando bateria, infelizmente foi esquecida e não apareceu em Vingadores: Ultimato.

PersonagensEditar

  • Homem Formiga / Scott Lang (Paul Rudd) - Homem com grave problema de auto-estima que possui um pênis pequeno e não sabe o que fazer em relação a isso, inclusive já perdeu um casamento por causa disso. Tenta ganhar a vida na marginalidade mas é um incompetente e já está em sua segunda passagem, cumprindo pena em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica e tudo. Acaba assediado por um velho tarado que deseja vê-lo numa catsuit de go-go-boy, e acaba aceitando trabalhar para ele porque na verdade gosta é da filha dele, uma dominatrix bem sádica que sabe humilhar homens de pau pequeno. Ele topa ajudar o sogro a encontrar sua sogra desaparecida dentro de uma festa rave.
  • Vespa / Hope van Dyne (Evangeline Lilly) - Dominatrix sádica que ama abusar de homens inseguros de meia-idade, possui o uniforme específico para tais sessões de sadomasoquismo. Está ajudando o pai, outro pervertido, a encontrar sua mãe desaparecida. Apesar de ser uma mulher independente, forte e dona de um pau de borracha que arromba pelo menos uns 50 homens durante o filme, acaba se apaixonando por um completo imbecil de quem vira dupla.
  • Dr. Hank Pym (Michael Douglas) - Idoso com disfunção erétil que percebe que o viagra nãos erve de nada se o seu pênis já e naturalmente pequeno e inútil e por isso dedica sua vida a desenvolver m remédio milagroso que cura impotência sexual e gere aumento peniano, embora acabe descobrindo o reverso, que é uma fórmula sobre como diminuir coisas. Está determinado a resgatar a esposa de dentro de uma festa rave após décadas sem encontrá-la, convencido que agora que os dois ficaram velhos não precisa mais se preocupar com vida sexual.
  • Fantasma / Ava Starr (Hannah John-Kamen) - Viciada em crack que anda por aí feito um zumbi roubando o laboratório secreto dos outros para sustentar seu vício. Para ela só drogas pesadas amenizam uma crise epiléptica que tem caso fique muito tempo sem consumi-las, por isso quer sugar todo LSD do mundo só para si. No final encontra uma velha hippie que entrega para ela uma dose de NBOMe, dando para ela um barato que a acalmou após um filme inteiro criando confusão.
  • Morpheus Perry White Dr. Bill Foster (Laurence Fishburne) - Proctologista e urologista fracassado que decide cuidar de uma viciada em crack da maneira mais burra possível.
  • Janet van Dyne (Michelle Pfeiffer) - Velha hippie que entrou numa festa de música eletrônica há 40 anos e nunca mais conseguiu sair dela porque lá consumiu um poderoso LSD e perdeu o rumo de volta para casa. É eventualmente resgatada pelo marido, mas após tantos anos vivendo naquela rave se demonstra ser uma especialista em fármacos de propriedades psicoativas.
  • Luís (Michael Peña) - Imigrante mexicano que está no filme para contar histórias do seu jeito engraçado. Sonha um dia substituir Morgan Freeman como narrador da Bíblia em inglês.