Abrir menu principal

Desciclopédia β

Horacio Neto

Horacio Neto e sua secretária gostosa: Cquote1.svg - Vem apagar meu fogo, Doutor Horacio. Você trabalha demais. Se você não quiser, o Ricardão quer. Cquote2.svg
Comportamento natural quando um cidadão lembra que a Wikipédia foi confundida com a Desciclopédia.
Dr. Horacio Neto e Dr. Itamar Franco.

O doutor Horacio Neto, nobre advogado, foi contratado enganado pela Desciclopédia para elevar o site humorístico a condição de referência bibliográfica oficial do governo brasileiro.

Graças ao doutor Horacio, a Desciclopédia virou uma enciclopédia de verdade!

Índice

Saiba mais:Editar

O único objetivo da Desciclopédia é apresentar um ponto de vista satírico. Seu conteúdo é constituído exclusivamente de humor saudável. Ao longo de sua existência, a Desciclopédia tem conseguido se espalhar pelo mundo por mais de quarenta línguas, se tornando a segunda maior enciclopédia do Brasil e a terceira maior em língua portuguesa. Lamentavelmente, alguns energúmenos do governo brasileiro têm confundido a Desciclopédia, um site humorístico, com a Wikipédia, um site de pesquisas escolares para alunos da 4ª. série, causando um forte impacto cultural e problemas sócio-político-econômicos na Justiça brasileira.

Quando, em 2009, um advogado japonês se candidatou a desembargador pelo Tribunal de Justiça, o conselheiro Horacio Neto rejeitou seu pedido por considerar um achincalhe o fato de Yung ter dado, como referência, ter sido advogado do Consulado do Domínio de Melchizedek. Segundo Horacio Neto, este domínio seria um estado pós-moderno, paraíso fiscal e que ocupava uma região do Território Australiano da Antártica. A fonte usada pelo conselheiro, porém, foi a Desciclopédia.

  • Não bastasse essas verificações, é bom que se informe a este Nobre Conselho que o Domínio de Melchizedek se apresenta em sua "home page" na internet (www.mechizedek.com) como um estado pós moderno, um estado na internet, de reconhecimento ‘eclesiástico’ (não há notícias da igreja que o reconheceu, embora haja rumores não confirmados, também presentes na rede mundial de computadores de que teria ele sido criado para servir como paraíso fiscal por religiosos dissidentes de conhecida igreja brasileira) que requereu pequena área de terra a Antártida e que afirma administrar 500 acres de terra na ilha não povoada de Taongi, no longínquo Pacífico Norte! Para se solicitar cidadania e passaporte do Domínio de Melchizedek, basta clicar no ícone eletrônico correspondente a essa bizarra naturalização!

Entenda o casoEditar

Um advogado japonês não se conforma com o fato de ter rejeitada sua inscrição para concorrer a uma vaga de desembargador no Tribunal de Justiça de São Paulo pelo quinto constitucional. O pedido foi negado pela Comissão de Inscrição do Quinto Constitucional da OAB. O advogado recorreu. Ao analisar o caso, o conselheiro Horacio Neto entendeu que o pedido de inscrição foi uma tentativa de achincalhe às referidas instituições, um desrespeito à profissão de advogado. Horacio também votou no sentido de encaminhar o recurso ao Tribunal de Ética e Disciplina da OAB para ver se o advogado agiu com falta de ética ao apresentar o pedido de inscrição. O conselheiro pediu, ainda, que fosse registado um boletim de ocorrência na delegacia de polícia do bairro.

O motivo de tanta indignação foi o contrato de prestação de serviço apresentado pelo advogado como um dos requisitos exigidos pela OAB para se inscrever na lista. O advogado levou à OAB um contrato de prestação de serviço e honorários advocatícios, de 1996, assinado pelo Consulado do Domínio de Melchizedek. Horacio Neto foi procurar o que era o Domínio de Melchizedek no Google na Wikipédia, porque é um senhor moderno que não utiliza mais as velhas enciclopédias de papel. Mas o burro nobre advogado, que lutou pelas Diretas Já, confundiu a Desciclopédia com a Wikipédia. O conselheiro foi adiante. Procurou na lista telefônica se havia um Domínio de Melchizedek. Não encontrou o endereço.

Para o conselheiro, o advogado postulante à vaga na lista que irá escolher o desembargador do Tribunal de Justiça instruiu o pedido com um único documento tosco, injurídico, imperfeito, quiçá fraudulento, formalizado por uma representação diplomática inexistente em nosso país, firmado por um cidadão estrangeiro, não regularmente identificado, que se auto intitula adido comercial de uma nação virtual sem representação no Brasil, por intermédio do qual qual fica o requerente nomeado advogado para assuntos inexistentes e impossíveis de se verificar e de se comprovar!.

O conselheiro da OAB disse, ainda, que ao procurar no sistema processual do Tribunal de Justiça, não encontrou uma única ação em que o advogado defenda o consulado, mas é mentira! A Desciclopédia encontrou, no sistema de buscas, várias ações em que o advogado representa empresas em processos de execução e indenização, por exemplo, não só no Tribunal de Justiça de São Paulo, como nos Tribunais Superiores.

O que devemos aprender com isso?Editar

Quem é Horacio Neto?Editar

 
Horacio Neto comendo um sanduíche natural de alface e cenoura com muita maionese.
  1. Horacio Neto é pré-histórico, ou seja, desatualizado, que não inova, que não se recicla, que não sabe usar o Windows e que provavelmente não vai ler este artigo porque não sabe ligar a televisão o Wireless.
  2. É cabeçudo, pois nada que você explique ele consegue entender, mesmo que você pacientemente explique por diversas vezes
  3. Tem bracinho curto, isto é, o assunto nunca é com ele ou nunca a tarefa faz parte de suas atribuições ou, ainda, nunca sabe como fazer mesmo sendo de sua responsabilidade.

Veja também:Editar