Abrir menu principal

Desciclopédia β

INXS

Gatotocandoguitarra.gif

Jimmy Page deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.

Arband.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

INXS
INXS.jpg
Vai encarar?
Origem {{{origem}}}
País Bandeira da Austrália Australia They Came From The Land Down Under
Período 1977 - Atualmente
Gênero(s) Punk de Mentirinha.
Gravadora(s) {{{gravadora}}}
Integrante(s) J.D. Fortune
Tim Farriss;
Andrew Farriss;
Anna Faris;
Jon Farriss;
Kirk Pengilly.
Ex-integrante(s) Michael Hutchence (R.I.P.)
Site oficial {{{site}}}
Wikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: INXS.

Cquote1.png Você quis dizer: INSS Cquote2.png
Google sobre INXS
Cquote1.png They came from the Land Down Under Cquote2.png
Men at Work sobre INXS
Cquote1.png Somos mais famosos! Cquote2.png
AC/DC sobre INXS
Cquote1.png Toca Raul! Cquote2.png
Brasileiro em show do INXS
Cquote1.png É emo! Cquote2.png
Guri retardado sobre INXS
Cquote1.png Eu adoro i-eni-xis-essi Cquote2.png
Poser sobre INXS
Cquote1.png O vocalista original morreu defendendo a causa. É muito emocionante! Cquote2.png
Punheteiro sobre a morte de Michael Hutchence
Cquote1.png Todo Michael é foda! Cquote2.png
Michael Schumacher sobre Michael Hutchence
Cquote1.png Todo Michael é foda! Cquote2.png
Michael Phelps sobre Michael Hutchence
Cquote1.png Todo Michael é foda! Cquote2.png
Michael Jackson sobre Michael Hutchence
Cquote1.png Todo Michael é foda! Cquote2.png
Michael Stipe sobre Michael Hutchence
Cquote1.png Todo Michael é foda! Cquote2.png
Michael Jordan sobre Michael Hutchence
Cquote1.png If you don't like INXS, you SUCK! :D Cquote2.png
sobre INXS
Cquote1.png Oh my God, I can't believe! Cquote2.png
Kaiser Chiefs sobre a forma que Michael Hutchence morreu (ou não)
Cquote1.png This is ridiculous! Cquote2.png
Fernando Alonso sobre a forma que Michael Hutchence morreu (ou não)

IN EXCESS é uma banda da Land Down Under liderada pelo punheteiro Michael Hutchence, que, assim como o AC/DC e futuramente Silverchair e Wolfmother, traíram o movimento Surf Music. Preferiram cantar New Wave, a banda preferiu se identificar como INXS, pois eram preguiçosos e, para evitar a fadiga, evitavam escrever “In Excess”, o que é incompreensível, já que a banda tem só 5 integrantes, e bandas como Simply Red, Slipknot e Titãs em meados dos anos 80 fariam bom uso desse nome, porque essas bandas sim têm integrantes in excess.

Índice

O Começo de Tudo:Editar

Para tudo na humanidade há um início: o dessa banda foi em 1977, quando Michael Hutchence ouvia as músicas do AC/DC nas rádios e disse a si mesmo que queria fazer igual. Igual não, pois não sabia cantar metal. O caminho lógico seria Surf Music, mas, eles queriam ser diferentes. Então, após bater uma para Debbie Harry, vocalista do Blondie, decidiu montar uma banda de New Wave, aquele estilo que tocava naquelas festas onde seus pais se conheceram e geraram essa criatura dos infernos lendo esse artigo (você mesmo, Anônimo!). Encontrou alguns amigos e alguns instrumentos no maior ferro velho de Sydney. Esses amigos eram os Irmãos Farriss (Andrew, Jon e Tim e Anna), Kirk Pengilly e Garry Gary Beers. Fizeram uma votação para escolher o nome da banda: Farriss Brothers ganhou com 3 votos. 3 anos depois, gravaram seu 1º álbum, que na época não era homônimo: INXS, mas, como queriam seguir a tendência, trocaram o nome da banda para INXS, e assim ganham o álbum homônimo.

Batendo de Frente Com Os Surfistas:Editar

 
A noite vai ser animada...

Agora que eles já tem um álbum homônimo, precisavam fazer sucesso urgentemente, então, em 1981, num momento de luto e após um pesadelo onde previu uma epidemia de rockeiros (ou não) que se considerariam coloridos, grava um álbum abaixo das cores: Underneath the Colours, no ano seguinte, após ver a Copa do Mundo de 1982, gravou um álbum com um nome bem nonsense, chamado Shabooh Shoobah, ou, simplesmente Xabú Xubá, que na linguagem aborígene quer dizer: “Futebol Arte é coisa de viado”, se referindo a Seleção Canarinho, que foi a Espanha preocupado só em jogar bonito e nas Espanholas que receberiam. Em 1983, gravam um compacto (aquele tipo de álbum feito por preguiçosos que querem gravar poucas músicas), justamente porque estavam com preguiça e porque escreveram uma música pedindo para que o Zico não saísse do Flamengo para ir para Udinese, pois a banda era flamenguista, pois gostaram do que viram em 1981. Em 1984, a banda encontrou um nicho: tocar em Casas de Swing, então, para retratar as experiências, gravou The Swing. Em 1985, seguindo a tendência capitalista de gravar um álbum por ano a mando da gravadora, gravou Listen Like Thieves, que fala do fato da banda ter muitos fãs ladrões. Em 1986, a banda não fez porra nenhuma, só ficou tocando na Casa de Swing onde eram sócios. A banda fez muito sucesso (na Austrália), mas queriam mais. Em 1987, após tomarem um Roundhouse Kick de Chuck Norris, porque ele gostava da banda e estava revoltado porque não gravaram um álbum em 1986, lançaram um álbum chamado Kick, pois fazia alusão ao chute que levaram. Ironicamente, esse foi o chute mais prazeroso que tomaram, já que a banda finalmente chegou ao estrelato, e fazendo com que outras bandas australianas ganhassem um rival e outras que pagaram a banda para que divulgassem seu trabalho. Michael Hutchence e seus Blue Caps estavam de saco cheio dessas bandas de Surf Music e, resolveu que a Austrália seria a terra do New Wave. Pras suas ambições serem reais, gravaram o álbum com um nome muito grande: X, já que esstavam com muita preguiça para formular palavras maiores, uma série de odes a 3ª letra do nome da banda em 1990, um álbum do estilo “Aceitamos Novos Fãs”, em Welcome to Wherever You Are, em 1992 e o álbum que semea a maldade e a discórdia, em Full Moon, Dirty Hearts, em 1997.

O Fim: A Punheta Fatal:Editar

Após semear a discórdia no mundo com Full Moon, Dirty Hearts, Michael Hutchence se exilou para buscar novas inspirações: foi para um hotel só com a Playboy da Joana Prado, pois achava que só isso bastava para buscar inspiração. Após umas 7 homenagens, ele queria fazer da 8ª algo especial: Tentou a Asfixiofilia, o tipo mais doentio da punheta, sem sucesso. E assim, foi tocar com Renato Russo e Kurt Cobain. Mas na verdade tudo isso é mentira segundo os fãs da banda, que dizem que, quem bate nessa tecla, é retardado, e que punheta é coisa normal da vida e blá, blá, blá...

O Fim Do Fim:Editar

7 anos tendo ânsia só de ouvirem a palavra PUNHETA, e com vários vocalistas alternativos, o que restou da banda resolveu procurar um vocalista decente. Procuraram o William DuVall, ensaiaram juntos, mas o Alice in Chains pagou mais e ele foi para lá. Depois dessa traição, fizeram um Land Down Under Idol para escolher um novo vocalista. Australianos ilustres como Sam Sparro e Gabriella Cilmi tentaram, mas, os integrantes da banda os acharam pop demais. Após muitas frustrações, finalmente acharam um a altura do falecido vocalista punheteiro, um tal de J.D. Fortune. Após acharem esse vocalista com nome de mercenário, a banda continuou fazendo o que fazia: trair o movimento Surf Music.

Quem e o Que?Editar

 
Michael Hutchence, um líder, uma lenda, um Deus pros punheteiros. Nessa foto ele estava com o braço doido após bater uma

Integrantes:Editar

Álbuns:Editar

  • Megaman X: Gostavam tanto do “X” no nome da banda que quiseram fazer um álbum só para ela (1990);

Músicas:Editar

  • Pecado Original: O que seria um desses? Alguém teria criado um novo pecado?;