Abrir menu principal

Desciclopédia β

Iaciara

Iaciara é a versão do mundo do contra da cidade de Jaciara, no Mato Grosso, só que 10000 vezes ruim e piorada.

Índice

HistóriaEditar

 
Centro de Iaciara, em um dia movimentado.

A criação de Iaciara se iniciou em 1881, quando um escravo fiel da Igreja Universal promoveu uma festinha em homenagem a Santo Antônio regada a muita pinga. O proprietário da fazenda ficou meio que alto e saiu construindo casinhas para abrigar o pessoal da festa que estava não menos bêbado e não podia recorrer a táxis pois isso não existia na época. Dessa loucura nasceu o distrito de Boa Vista, nome que mais tarde mudou para Iracema pois já havia outra Boa Vista, lá em Roraima.

Quatro anos depois, veio a primeira casa que não era de palhas, depois veio o primeiro boteco, o primeiro posto de saúde, a primeira capela eo primeiro retardado que teve a ideia de registrar a localidade em cartório, tornando-se um distrito.

Em 1958 Iracema consegue a sua independência do município de Posse, tornando-se um município ainda pior. O nome recebido foi Iaciara, de origem indígena e significado totalmente desconhecido (deve ser bastante esdrúxulo).

EconomiaEditar

Economia totalmente baseada na agropecuária.

Segundo a Wikipédia as terras de Iaciara são consideradas as melhores do país (MWAHAHAHAHAHA!).

GeografiaEditar

Cidade dividida em 10.923 hectares de mato e 100 metros de área urbana. Possui 669 fazendas.

PopulaçãoEditar

Iaciara tem uma população de 12.674 habitantes, sendo que 13.000 deles trabalham na roça.

CulturaEditar

Iaciara tem diversas festas. Tem a congada, a folia de santos reis, folia do divino espírito santo, cantigas de roda e a malhação do Judas, todas típicas de um município do interior.