Abrir menu principal

Desciclopédia β

Icatu

Icatu é uma cidadezinha caipira, localizada lá no finzinho do Maranhão. Possui uma população de 20.000 habitantes, contando com os vermes que ficam andando no meio da bosta e com as minhocas que ficam dentro de maçãs. Como faz parte do estado do Maranhão, creio que nem é necessário dizer que, em Icatu, não chove nem fodendo.

Índice

HistóriaEditar

 
A principal avenida de Icatu: Exemplo mundial de infra-estrutura.

Nos primórdios, Icatu era apenas um terreno baldio, que servia para os traficantes das cidades vizinhas jogarem os corpos sem vida dos manés que fumavam maconha e não pagavam.

Porém, com o passar do tempo, algum doido resolveu construir uma igreja nesse fim do mundo, imaginando que, algum dia, Icatu se tornaria uma cidade grande, quase tão grande quanto Tangamandápio. Obviamente, isso é praticamente impossível de acontecer, visto que Tangamandápio é quase tão grande quanto Nova Iorque, porém, sonhar não custa nada...

Apesar de ter sido uma inutilidade construir uma igreja onde não existe população, essa construção chamou a atenção dos portugueses, que naquela época eram fanáticos pelo catolicismo (não é a toa que eles ganharam a fama de burros). Como gostavam muito de igrejinhas e de coisas semelhantes, esses portugueses resolveram construir alguns barracos em volta dela, pois achavam que, dessa forma, eles conseguiriam atrair alguns habitantes para lá. Bem, eles conseguiram atrair algumas putas pagas e alguns viados, que achavam que Icatu era uma boa cidade para ganhar dinheiro dando o cu.

Obviamente, como Icatu é uma cidade deserta, tanto as putas pagas quanto os viados se arrependeram amargamente de terem ido para lá, e foram embora em pouco tempo - Mas não sem antes terem deixado uma penca de filhos, afinal, durante a sua estadia em Icatu, eles tinham que se divertir de alguma forma.

Como não tinham para onde ir, quando cresceram, esses filhos bastardos começaram a desenvolver um pouco Icatu. Porém, acabou ficando no pouco mesmo, pois na metade do serviço, eles acabaram morrendo de sede e de fome.

Atualmente, os únicos coitados que vivem nesse verdadeiro fim do mundo são os descendentes desses primeiros habitantes (e eles só ficam por lá porque não tem para onde ir).

EconomiaEditar

Como o dinheiro passa longe, longe de Icatu, os moradores de lá se viram na base do escambo.

EducaçãoEditar

Inexistente. Todo mundo da cidade considera a educação uma inutilidade. Lá naquelas bandas, criança decente tem que trabalhar na roça, puxando enxada 12 horas por dia.

SaúdeEditar

Recentemente, a prefeitura de Icatu comprou um Chevrolet Opala, e o transformou em uma ambulância.