Abrir menu principal

Desciclopédia β

Impressora

Atenção! Este artigo foi desenvolvido pela Microsoft! Menu canto windows.gif
E seu autor o programou no setor de R&D da Microsoft, por isso, pode conter slowdowns, travamentos, consumo excessivo de RAM, spam e Tela Azul da Morte.
Para ajuda, acesse o Centro de Ajuda e Suporte da Microsoft.
Process-stop.svg.png
Nerd feliz por ter um impressora

Cquote1.png FUNCIONA DROGA!! Cquote2.png
Garoto Alemão Doido sobre Impressora
Cquote1.png Hehehehehe Cquote2.png
Você colocando a bunda na impressora
Cquote1.png Ah,intaum pegá sufite memo Cquote2.png
Um pobre qualquer tentando economizar dinheiro
Cquote1.png AAAAAAAHHHHH!!! Cquote2.png
Você sem paciência para esperar
Cquote1.png Impressora é que nem governo; quando a gente mais precisa não faz porra nenhuma! Cquote2.png
Brasileiro sobre impressora

Índice

ImpressoraEditar

Impressora foi feita para ser a tecnologia que nos tiraria de hábitos totalmente jurássicos como escrever a carvão lápis e tinta, o que nos deixava totalmente raivosos, com vontade de pegar o carvão lápis e botar fogo e nos jogar de um prédio com medo de não terminar a maldita lição de casa com doze mil palavras sobre o que é o "ar".

Porém, tudo não passou de um plano diabólico e capetalista para encher os bolsos dos donos das grandes corporações, como a Inimigos da HP, Canon, Epson, de dinheiro, e espalhar o ódio pelo mundo com a tortura de almas inocentes.

FuncionamentoEditar

A impressora é um dispositivo forjado por Satanás a partir de almas torturadas de pobres criancinhas pentelhas que não queriam copiar a matéria da escola, que são aprisionadas em uma urna eletrônica de metal e forçadas a escrever pela eternidade.

Há vários mecanismos usados pelas impressoras para que as almas torturadas escrevam no papel, tais como:

  • Jato de sangue tinta: Consiste em um cartucho contendo um líquido extremamente precioso cuja composição exata ainda é desconhecida, mas parece ser feito de ferrugem, pedra, enxofre, obsidiana, urânio, e outros elementos desconhecidos diluídos em uma solução de lágrimas e sangue. O líquido tende a ressecar se a impressora não for usada, além do fato de que as almas gostam de brincar de gozar tacar a tinta umas nas outras, resultando em borrões no papel e desperdício de tinta. Sem contar que quando essa merda acaba, você precisa vender um rim e um olho da cara pra comprar um novo cartucho contendo mais um pouco do líquido precioso.
  • Laser: Tecnologia baseada em uma canetinha laser vendida por R$1,99 no camelô e uma caixa contendo um pó misterioso de origem alienígena, feito de cinzas do inferno misturadas com fuligem. Envolve um ritual de magia negra que usa o laser pra transformar o pó em letras e números que são coladas no papel com o calor da bunda das crianças escravizadas, ardendo com os tapas que elas tomam. Com o tempo a impressora fica cheia desse pó, deixando as folhas manchadas.
  • Térmica: Tecnologia baseada na impressão a laser, só que simplificada: as letras são queimadas na bunda das crianças, que sentam com a bunda ainda quente em um papel esquisito feito de enxofre de lava do inferno, que escurece, deixando a marca das letras.
  • Matricial: Método antigo pra se imprimir coisas; é baseado em uma matriz de agulhas que são repetidamente fincadas no braço das almas das crianças, fazendo elas berrarem (dando o som característico da impressora) e voarem gotas de sangue no papel que formam as letras.

Tipos de papel suportadosEditar

  • Sulfite: O mais vendido, usados pelos pobres que não têm dinheiro pra comprar papel de limpar a bunda qualidade por ser fácil de achar e vendido por 1,99 em qualquer vendinha da esquina.
  • Papel ofício (é o mesmo que o Sulfite mas não conta pra ninguém): Usado em escritórios pra imprimir dou o cu com Mentos documentos, planilhas e outras coisas inúteis.
  • Folha de revista: Usado por estudantes espertinhos para falsificar recortes de revista quando a professora manda recortar 500 frases e imagens de revistas falando sobre a puta que pariu Floresta Amazônica.
  • Folha de caderno: Usado por pobres pra imprimir asneiras quando acaba o papel e eles não têm dinheiro pra comprar mais porque gastaram tudo com puta porcarias.
  • Papel reciclado: Usado por pessoas metidas a besta que querem ser cool e dizer que estão salvando a natureza, enquanto continuam gastando papel e tinta do mnsmo jeito pra imprimir um monte de merda que não precisava ser impressa.
  • Papel fotográfico: Usado por pessoas que querem se achar dizendo que imprimem suas próprias fotos em casa, sendo que torram dinheiro num papel caro e gastam um cartucho caro pra imprimir uma foto toda granulada e pontilhada por culpa da qualidade bosta da impressora.

Problemas com impressorasEditar

Sendo um dispositivo criado pelo demônio para sugar seu dinheiro e causar ódio no mundo, as impressoras são intrinsecamente cheias de problemas, como:

  • Atolamento de papel: Muitas vezes ocorre de, no meio da impressão, a folha de papel amassar e ficar presa lá dentro. Isso ocorre porque as crianças literalmente atolam o papel no cu ficam morrendo de fome e resolvem mastigar o papel para tentar se saciarem.
  • Entupimento do cartucho: Com o ressecamento da tinta, as crianças ficam com o nariz entupido, gripadas e não querem mais escrever. Assim, as letras saem todas falhadas por causa da má vontade das pirralhas.
  • Cabo USB com defeito: Sendo criadas pela Besta, as impressoras usam o cabo Universal Suga Besta (USB), que às vezes nem vem com a impressora, fazendo você gastar mais tempo e dinheiro atrás de um. Obviamente, as crianças inventam de usar o cabo pra enfiar no cu brincar de telefone sem fio, atrapalhando a comunicação.
  • Simples má vontade de funcionar: De tanto serem torturadas e escravizadas, as almas das crianças ficam exaustas e uma hora desmaiam, fazendo a impressora apresentar problemas aleatórios e sem sentido, que se resolvem muitas vezes só na base da porrada.

Recarga de cartuchosEditar

Quando o cartucho acaba, você precisa torrar o valor de um rim em um novo. Até que um viciado em heroína foi desmontar um cartucho usado pra esconder a droga lá dentro e descobriu que debaixo da etiqueta tinham alguns furinhos por onde dava pra encher o cartucho de tinta. Ele resolveu tentar injetar drogas água no cartucho e deu certo, embora a impressão tenha saído um pouco mais clara. Ele então abriu a primeira loja de recarga de cartuchos do mundo pra financiar seu vício em drogas, em um pequeno camelô chamado PorcoInfo.

Desde então o ser humano vem recarregando cartuchos com diversos tipos de materiais, desde tinta de caneta BIC, tinta guache, tinta de carimbo, tinta nanquim, e até recriações imperfeitas da fórmula secreta desenvolvida pela Acapeta S.A..

Isso deixou Satanás puto, então ele instalou um microchip no cartucho pra tentar impedir que os camelôs de bica de esquina fodessem com seu grande império. Mas os desbloqueadores de celular roubado da 25 de Março rapidamente acharam uma forma de burlar o microchip maldito.

Quem compraEditar

  • Pobres: Os pobres sempre têm impressora em casa, pois adquiriram na promoção da Casas Bahia, aonde você compra um computador da Positivo em 12x no carnê e ganha INTEIRAMENTE DE GRAÇA de brinde uma impressora da marca Alex Marques. Vendo que o cartucho novo custava bem mais que a própria impressora, eles arranjam uma grande façanha para tirar dinheiro dos trouxas outros pobres - pegam um papelão e escrevem:
Fazêmus Cherox
Apenas R$ 20,00 Real
Com folia de "Sulfit"

Mas no final isso não dá muito certo pois a porcaria quebra em menos de 3 meses roubam a impressora.

  • Nerds: A máquina do mal foi mas precisamente inventada para os nerds, Bill Gates sabia que nerds adoram computador e dever. Logo ele juntou os dois e formou essa máquina encapetada prática.

  HeHeHe vou fazer a lição de casa no computador!!  
Nerd sobre Impressora

Ver tambémEditar