Abrir menu principal

Desciclopédia β

Imrahil

Cquote1.png Se eu não perdi meu pressentimento, esta noite vai ser selvagem... Cquote2.png
Imrahil provando que é original quanto as suas falas.
NovoWikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Imrahil.

Cquote1.png Isso é um senhor justo e um grande capitão dos homens. Ninguém pode com o seu espadão, senhor. Cquote2.png
Legolas sobre Imrahil

Imrahil é uma personagem fictícia criada pelo emcaonhado J.R.R. Tolkien na mitologia do O Senhor dos Anéis, sendo um dos generais mais gays bravos e leais na luta contra esses monstros.

Sua históriaEditar

Imrahil, Filho de Adrahil e Príncipe de Dol Amroth surgiu apenas no terceiro livro da série, O Retorno do Rei, mas desempenhou um papel fundamental na Guerra do Anel, em especial na defesa na retaguarda de Minas Tirith trazendo de seu feudo na Baia de Belfalas um contingente de 700 Homens de Armas para a cidadela para o pancadão.

Foi responsável por grandes feitos na batalha contra as tropas de Sauron, bem como pelo salvamento da senhora Éowyn de Rohan, pois foi Imrahil quem percebeu que ela ainda vivia quando os Cavaleiros de Rohan a carregavam para extupra-la no mato como se estivesse morta.

Segundo consta, Imrahil foi um dos maiores conselheiros de Elessar durante seu reinado, assim como o vassalo mais fiel e amante de Gondor, ou não. Seus filhos eram: Elphir, Erchirion, Amrothos e Lothíriel e seus netos, Alphros e Elfwine. Por conta de sua grande amizade com Éomer, Imrahil concedeu a mão de Lothíriel a ele, que a esposou no último ano da Terceira Era para ficar com o seu bofe.

E depois das guerrasEditar

Após a Guerra do Anel, Príncipe Imrahil e seu sobrinho Faramir, Príncipe de Ithilien, foi chefe da comandantes do seu amado Rei Elessar. Imrahil também fazia parte do Grande Conselho de Gondor, e permaneceu como um conselheiro do rei e do relachamento pessoal, estranho isso.

Príncipe Imrahil morreu no ano 34 da Quarta Era com AIDS, não sabendo de onde havia pego isso. E foi sucedido por seu filho mais velho Elphir, que continuou a linha dos Príncipes gays nas terras medievais.

v d e h
Universo Tolkieniano