Abrir menu principal

Desciclopédia β

Incheon

Incheon é o subúrbio de Seul na Coreia do Sul, não passa de um conglomerado caótico de arrozais, casinhas e portos entupidos de poluição (se bem que a poluição eles deram um jeito de exportar para a Tailândia).

Índice

HistóriaEditar

 
Dois habitantes executando um sagrado ritual local.

Incheon foi fundada durante a Dinastia Ping Pong pelo Imperador Koi Ho Kim Pa Pong que na época morava em Seul e estava achando a carne de cachorro muito dura. Por isso alocou seus escravos nesse subúrbio onde deveria criar cachorros vira-latas, sendo estes uma versão de "galinha-caipira" na culinária sul-coreana.

Durante a Guerra da Coreia Incheon foi intensamente bombardeada pelos comunistas, o exército vermelho considerava a cidade crucial para instalar sua nova rede de restaurantes que serviam criancinhas. Porém os americanos ajudaram a defender a cidade do exército do tenente Zangief, e a ameaça comunista foi repelida.

Atualmente, na prática, Incheon não passa de um grande bairro de Seul.

EconomiaEditar

A economia de Incheon é completamente dependente dos seus portos e de Seul. É lá que são exportados para o mundo toda a principal produção sul-coreana, como madeira, petróleo, água, oxigênio, Cheetos, miojo e bandas de K-Pop.

PopulaçãoEditar

Os coreanos de Incheon são amplamente reconhecidas como o 137° povo mais simpático do planeta. O que torna estes coreanos tão odiados? Sua capacidade inata de ownar você no Starcraft.

CulturaEditar

Se você não gostar de karaokê ou videogame desista dessa cidade. A culinária pode até parecer diversificada com suas centenas de opções de pratos, mas todos não passam de qualquer coisa preparada com alho e pimentão.