Abrir menu principal

Desciclopédia β

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

 

Bandeira do Estado de São Paulo.svg.jpg Salve, mano! Este artigo é paulista: não gosta de gaúcho nem de carioca e se acha um puta trabalhador, né, meu! E não tá completo, pois o vacilão foi tomar um chôps e dois pastel, meu!


IFSP
Logomini.jpg
Nome completo Instituto Federal de Educação,
Ciência e Tecnologia de São Paulo
Tipo de instituição Pública Federal
Fundação 29 de dezembro de 2008
Alunos Uma porrada

Cquote1.png Experimente também: USP Cquote2.png
Sugestão do Google para Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
Cquote1.png Tentei. Mas não passei. Cquote2.png
Você sobre vestibulinho do IFSP.
Cquote1.png Federal é que nem navio pirata. Só tem macho e canhão. Cquote2.png
Aluno do IFSP decepcionado com a falta de garotas aproveitáveis.
Cquote1.png A ETESP que deu errado Cquote2.png
Governo sobre o IFSP.
Cquote1.png Instituto o quê? Cquote2.png
Qualquer um sobre sobre o nome que mais lembra a UNESCO.
Cquote1.png Lá só tem Nerd. Cquote2.png
Pessoa tentando autonegar sua própria incompetência após não passar no vestibular lá.
Cquote1.png Garotas bonitas em IFSP, isto nom ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre IFSP.
Cquote1.png Se for comida acho que já comi. Cquote2.png
Carla Perez sobre IFSP.
Cquote1.png Nem queria entrar lá mesmo. Cquote2.png
Aluno da ETESP sobre IFSP.
Cquote1.png Na União Soviética, o IFSP estuda 1 ano inteiro e presta um vestibulinho para entrar em VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre IFSP.
Cquote1.png Das 30 aulas que eu tenho 22 são cabuláveis e 8 não. Cquote2.png
Aluno dedicado do IFSP sobre sua carga horária.
Cquote1.png Melhor fazer técnico de verdade que ir pra sala para jogar CS nas aulas Cquote2.png
Aluno da ETESP sobre IFSP.
Cquote1.png Maria sapatão, sapatão. De dia é Maria e de noite é João! Cquote2.png
Alunas do IFSP
Cquote1.png Sou vida louca, cabulo aula para ir jogar xadrez Cquote2.png
Aluno do IFSP sobre Sobre como ser vida louca
Cquote1.png Se você acha o pessoal da etec é inteligente, espere só até ver os alunos do IFSP, daí você vai ter certeza que são mesmo. Cquote2.png
Professora do Cris após passar um tempo no Brasil sobre Sobre ETEC e IFSP


Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo ou, simplesmente, IFSP é o antigo Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo, o CEFET, contudo na capital do Estado de São Paulo é popularmente conhecido como Federal, nome, também, utilizado para os outros IFSP's, como a Federal de Guarulhos ou a Federal de Sertãozinho, são todos pertencentes a rede IFSP.

O IFSP é um renomado centro de estudos que preza pela escolha de um seleto grupo de alunos acima da média que chegam lá através de um processo seletivo muito concorrido (que na realidade é mal estruturado pra caralho, por isso a relação candidato/vaga é alta), após passarem por essa etapa eles são agraciados com um ensino de alto nível que chega a rivalizar com os grandes centros de estudos internacionais, só é uma pena que ainda existam tantos idiotas que acreditem nessa balela. Na verdade, uma hora já foi uma escola boa. Tirando o fato que diferente das outras escolas técnicas, no IFSP você pode passar de módulo no técnico jogando CS nas aulas (um dos motivos da decadência). Seus alunos são facilmente identificados por serem egocêntricos, porém burros.

Índice

HistóriaEditar

 
Aluno do IFSP na época das cavernas.

O quê hoje chama-se IFSP surgiu, na verdade, na época da Grécia antiga, era um local onde seres anormais se reuniam para discutir astrofísica e Jornada nas Estrelas, falando em uma linguagem bizarra pontuada pelos constantes ataques de asma, tal local nunca foi muito bem-quisto pela sociedade grega que prezava pela beleza física.

Anos mais tarde tal maluquice comportamento foi levado para Roma, onde achou um terreno ligeiramente mais fértil, afinal nas batalhas eram necessárias estratégias de combate, pessoas que possuíam habilidades em estratégia eram recrutadas para servir no exército, então, integrantes desses grupos de estudo conseguiram boas vagas nesses postos, pelo menos uma vez na vida ficar jogando RPG havia valido à pena.

Você sabia que...
  • ...o Ensino Médio de lá é mais famoso que a própria faculdade?

No decorrer da Idade Média, tais seres foram cruelmente perseguidos pela Inquisição Espanhola e sofreram horrendas toruras, viram seus computadores sendo destruídos por martelos, tiveram seus vídeos pornôs deletados um a um, sua conta de Tíbia foi hackeada sem dó nem piedade, até, que por fim, foram submetidos à Tela Azul da Morte até terem seus cérebros degenerados completamente.

 
Na época em que os futuros fundadores do IFSP chegaram a Portugal começou a Inclusão digital portuguesa.

Após o fim da inquisição os seres antissociais retornaram e começaram a exigir direitos de expressão, de estudar, de ser quem eram, tal papo irritou todas os reis europeus da época, então, decidiram mandar toda essa cambada para um país que necessitasse de material humano com algo entre as orelhas que não fosse ar, o país escolhido foi Portugal.

Os portugueses ficaram curiosos com a chegada desses novos moradores, tanto que começaram a utilizar computadores dos novos inquilinos para aquecer marmita, já que estes nunca eram desligados e dissipavam muito calor. Depois de um tempo, cerca de 4 horas, os portugueses não aguentavam mais as discussões acaloradas sobre Star Wars e as piadas sem graça sobre cabos USB. Então eles tomaram uma radical decisão: mandar os seres para a colônia, o Brasil.

No Brasil do século XVII os seres continuaram sobrevivendo com encontros secretos para jogar Ragnarök, mas só no início do século XX conseguiram uma importante vitória, fundaram, em setembro de 1909, Escola de Aprendizes Artífices, que depois virou a Escola Técnica Federal de São Paulo, passando depois para Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo e, hoje, chamando-se Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo.

De onde surgiu a famaEditar

Uma escola povoada por nerds obesos se tornou o sonho de milhares de jovens de uma nação inteira.

Tal farsa fez com que a escola se tornasse uma universidade, e conseguisse o título de vestibulinho mais concorrido do país e um dos mais concorridos vestibulares do estado. Resultado: a instituição foi tomada por dois tipos de pessoas completamente distintas, mas igualmente detestáveis, de um lado os nerds do outro os vagabundos.

Nerds vs Vagabundos e outros tipos de alunosEditar

 
Aluno Nerd animado com a aula de Eletrônica Digital.
 
Aluno vagabundo, com preguiça até de pensar.
  • Nerds - Os nerds do IFSP são criaturas que não possuem vida social por passarem tempo demais enfurnados dentro de uma biblioteca lendo livros do tipo "Aprendendo Java em 21 dias", ou jogando Tíbia em seus computadores de 42 Terabytes de memória RAM. Tiram notas altas em todas as matérias desde Matemática à jardinagem.
  • Vagabundos - Também são seres sem vida social, só que ao contrário dos nerds que não tem vida em sociedade por que ninguém aceitaria comer no mesmo chão que eles, os vagabundos não tem vida social pelo simples fato de serem tão preguiçosos ao ponto de contar os passos para saber qual é o ponto de ônibus mais próximo para ter que andar menos, não usam muito o computador pois acreditam que apetar o botão para ligar já consome muita energia. São constantemente vistos dormindo no meio dos corredores do instituto.


A federal é um local cheio de clichês e estereótipos de personalidades, isso é fato, você pode descobrir a personalidade de cada um só pelo local onde se encontram normalmente.

1- Nostálgicos defendendo uma outra época de federal (não há um local definido, mas sempre pode-se encontrar um nesta comunidade).

2- Pseudointelectuais (nem sempre), achando que pintar o cabelo ou usar roupas esquisitas e serem bi os fazem sair do padrão e se destacarem (proximidades do grêmio).

3- Jogadores de futebol que, no seu antigo colégio eram apenas comuns e ainda tem a moral de ser mala, jogada preferida??? Lançamento de cavada (ginásio, quadra).

4- Rockeiros, normalmente maravilhados com a quantidade destes na federal, acabam frequentando o colégio apenas em datas de prova (bigode ou grêmio, pra ficarem tocando como uns maníacos).

5- Gordos, os que só fazem gordice (cantina, baixinho, élvis, furacão, shopping d ou estão comendo escondidos para não divir).

6- CDF, não tão inteligentes na federal, então assistem aulas para se tornarem, aproveitando a estagnação intelectual da maioria, evite falar com eles depois do vestibular (sala de aula, biblioteca.)

7- ????, ??????????????. ???? ???? ???????????? ???????? (batcaverna).

8- "Solanges", alunos que representam a federal em campeonatos de futsal, normamente, estranhamente, continuam a fazer após sair da federal (quadra, jifet, ginásio).

9- Voley (em que foi comprovado cientificamente que as bolas usadas são na verdade rochas brutas), máfia vermelha (quadra, SEMPRE, independente de condições adverersas).

10- Apreciadores da vida e dos prazeres de uma boa droga (bosque, the hemps, praça dos bolívias, torre, laboratórios de química, etc.).

11- Homossexuais, grande número deles na federal, são que gostam de indivíduos do mesmo sexo (pra que você quer saber???).

12- Autistas, você não entende o que se passa pela cabeça deles, não são estudiosos, mas no vestibular roubam sua vaga, normalmente estão jogando magic (Bosque, churrasqueira).

13- Pessoas que mesmo com 15+ anos de idade usam MOCHILAS DE RODINHA e obviamente fazem informática. Representam 0,03% da escola.

14 - Playssons, você olha para ele e sabe que é playboy, mas ele insiste em escutar funk sem fone pelo colégio

15- Colirios capricho pessoas que por alguma razão desconhecida estão participando no concurso sendo que estudam em uma escola de nerds

Níveis de EnsinoEditar

São três os níveis de ensino ministrados no IFSP:

 
Aluna megalomaníaca de um IFSP.
  • Ensino Técnico Integrado ao Ensino Médio

  Você quis dizer: Enrascada  
Google sobre Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

É um 2 em 1 de técnico com médio, tem a duração de 4 anos, se comparar o Médio sozinho dura 3 e o Técnico sozinho dura 2 anos, o grande problema desse módulo de ensino é que você só se forma no médio caso se forme no técnico, ou seja, você tem de ir bem nos dois, sem contar a total falta de pedagogia dos professores do técnico que acreditam que você sai do fundamental com a obrigação de saber números complexos (que deveria mesmo, mas caso você seja ignorante e não saiba o que é números complexos aconselho-o a parar de dormir nas aulas de matemática ou a se juntar a massa analfabeta desse país). Caso você no meio do curso descubra que não leva jeito nenhum com o técnico, você se fudeu pois perdeu um ano de sua vida. Vale ressaltar que muitos alunos do Médio que não conseguem entrar na USP, mesmo com o bônus de até 12%, vão parar no Ensino Superior do IFSP e continuam a jogar o seu futebol como era de costume e acabam sendo jubilados.

A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo.
  • Ensino Técnico Concomitante ou Subsequente

É o ensino técnico puro e simples bem pobre, típico do IFSP. Esses nome feios apenas indicam se o aluno saiu ou não do ensino médio, concomitante é quando o aluno ainda é um pirralho menor de idade (repetentes não passam no IFSP), subsequente é quando o aluno já terminou o médio, sendo, assim, maior de idade.

  • Ensino Superior

  Prefiria a USP.  
Aluno do superior do IFSP.
  Pelo menos não acabei na UNIP.  
Aluno do superior do IFSP.
É a faculdade, que por incrível que pareça é a parte menos famosa da instituição (por enquanto, logo fecham e acaba essa putaria). É formado por idiotas que não passaram na USP, Unicamp, Unesp e FATEC (FATEC-SP, porque o resto é um lixo),tão idiotas que nem ingressaram no curso de sapateiro da FATEC Carapicuíba. São aqueles que, na verdade, só escolheram o IFSP porque era por ENEM. Os cursos são divididos em: Engenharia (de corte e custura), Tecnologia (não sei aonde se eles ainda não descobriram nem o fogo) e Licenciatura (aquele professor porco do técnico do IF, mais burro que um aluno do EJA, sai daqui).

CursosEditar

Técnico IntegradoEditar

  1. Técnico em Mecânica - é o curso que forma os futuros trabalhadores braçais das indústrias brasileiras, as pessoas que elegem esse curso são obrigadas a aprender tudo quanto é norma de segurança para não terem os braços decepados pelas furiosas máquinas que no futuro manipularão.
  2. Técnico em Eletrônica - é o curso que visa formar os próximos trabalhadores de assistência técnica, nesse curso aprende-se que não se deve por o dedo na tomada e como mexer numa televisão de tubo, televisões de plasma e LCD não estão no programa do curso.
  3. Técnico em Eletrotécnica - é o curso que pretende formar a nova geração de eletricistas brasileiros. Durante o curso aprende-se que disjuntores e fusíveis são muito bons e, também, como se troca uma lâmpada de forma segura. Era, dentre os do Ensino Técnico Integrado ao Ensino Médio, o que mais tinha garotas nos anos 90.
  4. Técnico em Informática - é o curso que gera os mais novos trabalhadores de Lan House. No curso, são ensinados diversos softwares, todos extremamente complexos, como o Word, o Excel, o Power Point, o Access e o glorioso Paint. 11 entre cada 10 alunos do curso são Nerds assumidos. É, atualmente, o curso que mais tem garotas(tendo uma garota para 3 garotos, superando a média da federal inteira que é 1 garota para 15 garotos).
     
      Oba! Hoje tem Lógica Combinacional!  
    Nerd
  5. Técnico em Automação Industrial - nem os próprios alunos entendem o sentido de automação industrial, suspeitam que tenha alguma relação com máquinas industriais ou algo parecido, mas provavelmente é apenas mais um curso que visa enviar mão-de-obra barata para o mercado.
  6. Técnico em Química - de todos é o mais inútil, só serve para ensinar jovens a misturar soluções explosivas no lugar de seus chefes, afinal quem conhece um técnico em química?
  7. Técnico em Administração - Primeiro nem deveria ser considerado curso, só serve caso você não tenha entrado no curso que queria, se apenas queria uma opção mais fácil ou estava em dúvida.

Técnico Concomitante ou SubsequenteEditar

Além dos já citados que também se aplicam aqui

  1. Técnico em Agroindústria - é o curso perfeito caso você seja um caipira, nesse curso aprende-se o jeito certo de arar a terra, como plantar, como criar animais, tem até uma matéria que ensina o sotaque caipira a quem não é da região.
  2. Técnico em Agronegócio - esse curso é o que ensina você a administrar sua fazendinha, como vender e comprar gado, é baseado numa fusão entre o Globo Rural e Pequenas Empresas Grandes Negócios.
  3. Técnico em Edificações - é o popular curso de pedreiro, aqui é ensinado como fazer paredes retas, como rebocar e pintar, tudo de forma bem didática. Estranhamente é um curso com várias mulheres.
  4. Técnico em Gestão Empresarial - é um curso útil, ensina como não falir uma empresa.
  5. Técnico em Informática para Internet - pode rir, se já tem um Técnico em Informática para que esse curso?
  6. Técnico em Manutenção e Suporte em Informática - ria de novo, é uma junção sem sentido de Técnico em Eletrônica com Técnico em Informática.
  7. Técnico em Operações Administrativas - no comments, plágio mal-feito do Técnico em Gestão Empresarial.
  8. Técnico em Operações Comerciais - é o curso que forma aqueles vendedores chatos que aparecem no comercial das Casas Bahia, o curso visa fornecer vendedores para as multinacionais como o Torra-Torra.

SuperiorEditar

  1. Engenharia Civil - um Técnico em Edificações aprimorado aonde idiotas são enrolados por 5 anos pelo Mestre dos Magos, Profº (???) Dr. (em porra nenhuma) Antônio Carlos Bragança, o "Príncipe" (doutor, isso ai é uma bixona!!)
  2. Engenharia de Controle e Automação - um curso tão sem sentido quanto um de rebobinador de DVD's, o quê raios faz um Engenheiro de Controle e Automação?
    Arquivo:Foto22.jpg
    Campus Jump-City.
  3. Engenharia de Produção - não tiveram a competência de criar um curso de Engenharia Mecânica, ai fizeram essa administração com nome bonito, pelo menos é a única engenharia com meninas bonitas (porque o resto, cara... dá medo)
  4. Engenharia Eletronica - o curso superior que sofre mais bullying no IF. Os alunos são obrigados a programar tanto que perdem a vida social (quem disse que tinham antes?). Dizem que boa parte deles sobrevive da masturbação e da pedofilia, em casos mais extremos. As garotas geralmente têm bigode e/ou são bolivianas.

"Arquitetura - Curso composto de homossexuais e garotas muito gostosas (SERÁ QUE ESSAS PORRA TOMAM HORMÔNIO?)

Tecnologia e licenciaturas - Serve de consolo para os que não conseguiram entrar em algum bacharelado decente.

  1. Tecnologia em Automação Industrial - idem Técnico em Automação Industrial
  2. Tecnologia em Eletrônica Industrial - idem Técnico em Eletrônica
  3. Tecnologia em Fabricação Mecânica - idem Técnico em Mecânica
  4. Tecnologia em Gestão da Produção Industrial - idem Técnico em Automação Industrial
  5. Tecnologia em Sistemas Elétricos - idem Técnico em Eletrotécnica
  6. Tecnologia em Sistemas Eletrônicos - idem Técnico em Eletrônica (podiam fazer cursos novos, né?)
  7. Tecnologia em Processos Gerenciais - idem Técnico em Gestão Empresarial
  8. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas - idem Técnico em Informática
  9. Tecnologia em Turismo - ninguém nunca entende o que faz essa porra na Federal, mas é bom pra ter vadia gostosinha
  10. Licenciatura em Geografia - até que enfim um que não é cópia de um técnico, nesse curso fabricam-se professores de Geografia chapa-branca.
  11. Licenciatura em Física - curso habitado integralmente por nerds gera criaturas horrendas que, mais tarde, viram professores de Física.
  12. Licenciatura em Química - por meio de experiências ilícitas aqui eles fabricam o seu futuro professor de química.
  13. Licenciatura em Matemática - Preciso dizer o quê sobre isso?
  14. Licenciatura em Ciências Biológicas - A cada 10 alunos 9,5 são meninas.

CampusEditar

São PauloEditar

  Você quis dizer: Escola do shopping D  
Google sobre Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

 
Grêmio de IFSP.

É a sede, o original, a matriz, é dos IFSP's o que mais tem cursos. É na verdade uma fábrica abandonada que virou uma escola, foca à beira do Tietê, na marginal, ao lado do estádio da Lusa. Também é conhecida como Escola Térmica Federal ou Centro Federal de Educação Termicológica de São Paulo. Sendo situada ao lado de uma fabrica de bolachas, a amônia lançada diretamente sobre as dependências da instituição todo dia é responsável pela disfunção erétil de muitos estudantes do campus.

GuarulhosEditar

Como o nome diz, fica em Guarulhos, é um campus sem sentido afinal possui exatamente cinco cursos meia dúzia de cursos, todos inúteis. Um dado curioso é que há mais guarulhenses no campus São Paulo que no campus Guarulhos. Obs.: Desde sua fundação, em 2006 há alunos do técnico que ainda estudam lá, após serem reprovados repetidamente e passado novamente no vestibular !

Há também desde 2012 o curso de Informática para Internet que tem como processo seletivo os piões do baú. Ou seja, se você for um típico aluno de escola pública (maloqueiro)basta dar o seu nome, receber um número de cadastro e torcer para ser o escolhido. Esta política está dando tão certo que ao invés de nerds e pessoas esforçadas agora encontramos pelos corredores crianças de 15 - 16 anos brincando de pega-pega, lutinhas e garotas sem curvas que se acham gostosas.

Seus principais atrativos são uma (Ex-) professora de ADM secular (que diga-se de passagem, troca de corpo a cada 70 anos,pois somente assim para manter o conhecimento que adquiriu desde o início do Universo), um certo Mestre, professor de Hardware que passa as mesmas provas e dispensa uma hora mais cedo, uma turma de 1° módulo com meia-dúzia de alunos e uma bela paisagem de mato ao fundo do campus. Nos arredores há um bar onde todos os alunos jogam truco, um mercadinho onde os emos vão comprar Muppy e ao lado, a APAE, para onde vão os dementes especiais.

AvaréEditar

  Você quis dizer: Campus ostentação  
Google sobre Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

É o IF onde se encontram vários escragiários. Esse campus é destacado por desigualdade de renda extrema, onde alunos usam busão e os professores chegam de carros luxuosos(lembrando que desigualdade é tradição na cidade).

CubatãoEditar

É o segundo maior dos IFSP's, mas mesmo assim está longe do campus São Paulo, geralmente os alunos de são pessoas deformadas graças a poluição do ar de Cubatão, isso explica os tipos estranhos do local. Muitos paulistanos que passam no vestibular desse campus fazem o trajeto ida São Paulo- Cubatão, volta batãoCu-loPau São. É, sem dúvidas, o IFSP mais decadente de todos os outros. O campus é comparado como uma escola de ensino médio municipal da região, além do ensino técnico de lá ser equivalente a 10 minutos de navegação na Wikipédia. Grande parte dos professores dessa escola preferiram sair do cargo e ir dar aulas em ETESPs da baixada santista, cujo rendimento é maior. É recomendado para você que deseja fazer eletrônica lá (na verdade, se você deseja fazer qualquer curso lá você provavelmente é retardado) já ir vendendo rifas quando fizer sua matrícula, considerando que a verba não dá pra comprar nem um arduino.

SertãozinhoEditar

 
O antigo símbolo. Parecido com um revólver, apologia às armas?

Câmpus localizado no deserto. A água que abastece a escola vem dos cactos típicos da região. Varias obras famosas foram inspiradas nesse lugar, como o Grande Sertão Veredas ou Vidas Secas do Graciliano Ramos. Lá não existem vans nem ônibus escolares, de forma que os alunos só tem a opção de ir à carroça.

São João da Boa VistaEditar

Um dos maiores câmpus da rede federal, largamente conhecido por servirem bolacha de água e sal no intervalo.

PiracicabaEditar

É o Campus onde só tem pamonhas: pamonhas na cantina, pamonhas estudando, pamonhas dando aulas, pamonhas na Biblioteca, pamonhas da Secretaria, pamonhas comendo outra pamonha, pamonhas se punhentando, enfim, Pamonhas de Piracicaba.

CampinasEditar

Possui os alunos que não conseguiram entrar na Unicamp (ou que foram chutados de lá). Era pra ser o Campus mais colorido, mais florido e o mais alegre do Instituto (uiiii!), porém o projeto ficou parado durante uma eternidade e quando abriu vagas para alunos via SiSU (mera formalidade pois para se matricular basta ter RG e assinar um X no lugar do nome, sendo o primeiro campus que teve casos de alunos com autismo e que atésua mãe pode frequentar) não tinha campus não tinha sala e acabou pedindo socorro para o Ministério de Ciência Tecnologia e Informação que descolou um puxadinho para o primo pobre no Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, um lugar desconhecido por 99,99% da população da cidade, inclusive o pessoal do Bairro do Matão (que como nome diz, vivem no meio do mato... digo, em um dos piores bairros da cidade) que mora de frente pra ele. Futuro? Diz a lenda que um dia o Campus no Satélite Iris (um bairro tão ruim quanto o Matão) será terminado, mas nem deus bota fé nisso.


CaraguatatubaEditar

As poucas garotas que circulam no recinto são estranhas, diz a lenda que um dia ouve uma garota no curso de informatica pra internet, porém é só uma lenda. Em dias de chuva certifique-se de ter uma canoa.


SuzanoEditar

Isso fica no meio do mato. Se você passar aqui é melhor ter um pai bem assalariado e que tenha um carro, pois é longe da civilização. Sem contar que se você possui um celular é melhor não trazer, zona leste né meu parsa, 3 assaltos por dia para cada estudante. PS: Não tem quadra, você vai ter que brincar no barro querido rssss. A falta de garotas é lastimável.Também se pode lastimar a ausência de garotos heterossexuais no campus, uma vez que a quase todos são jogadores de lol ou outros jogos deste tipo. #J+J

Campos do JordãoEditar

O campus fica em Campos do Jordão, a altitude da cidade faz com que falte oxigênio nas cabeças dos estudantes. O campus possui dois prédios separados, embora os dois parecem ser da coleção nova da barbi de tão pequenos, são incrivelmente chamados de prédio 1 e prédio 2. Embora tenham o curso de edificações ninguém percebeu que não era uma boa ideia construir o prédio 1 num morro que a cada chuva ganha vida e desce em direção ao inferno. Depois decidiram construir o prédio 2 longe de qualquer morro e de qualquer aluno, professor e qualquer ser vivo. Sua localização no meio do nada faz com que sua existência seja uma lenda para muitos alunos do prédio 1.

OutrosEditar

Você sabia que...
  • ...No campus São Paulo tem mais guarulhenses que no campus Guarulhos?

Predefinição:No campus Salto, durante o ensaio de materiais, o que rompe é a máquina. O campus Salto possui 6 laboratórios de Mecânica dos Fluidos, sendo 3 masculinos e 3 femininos. Neles são realizadas diariamente experimentos de vazão em fluxo laminar e turbulento. Frequentemente dados sólidos dos experimentos, são deixados nos vasos de testes, para conhecimento dos demais alunos.

Lei 00 da Termodinâmica: "Todas as demais leis da termodinâmica dependem da validação pelo Prof. Luiz Antonio Ferrari". Chuck Norris foi aluno do Prof. Ferrari... desistiu no primeiro dia de aula. Macgyver foi aluno do Prof. Ferrari... desistiu na primeira prova. Capitão Nascimento foi aluno do Prof. Ferrari... preferiu o BOPE.

Os outros campus são menores que a escolinha na qual você fez o pré, aqui vai uma lista das cidades dos outros IFSP's:

Lembrando que o menor e mais novo "campus" de todos é o de Campinas, aquela linda cidade feliz e alegre, aonde os unicórnios vivem felizes e saltitantes, com arco-íris por todos os lados e todos os outros clichês possíveis e imagináveis.

Ver TambémEditar