Abrir menu principal

Desciclopédia β

Cquote1.png Você traiu o movimento fundamentalista islâmico veio! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Islamabad

Islamabad (ou Islam is Bad) é a capital do Paquistão no centro do país, que luta para não ser como Cabul agindo então puxando muito o saco dos Estados Unidos.

Índice

HistóriaEditar

 
Uma franquia McDonald's em Islamabad.

Islamabad foi fundado por Gengis Khan a muito tempo atrás, inicialmente com a proposta de servir como entreposto comercial de prostitutas tailandesas na Rota da Seda. Todavia a cidade foi tomada pelos árabes que converteram Islamabad em mais uma capital árabe fudida.

Islamabad foi o verdadeiro local onde Osama Bin Laden se escondeu enquanto os americanos tapados exploravam os buracos mais sinistros do Afeganistão.

EconomiaEditar

Islamabad é o maior exportador de terroristas suicidas fanáticos religiosos do Paquistão para a Índia. É também o maior importador do mundo de AK-47 da Chechênia.

A atividade industrial é muito forte na cidade, baseada na produção de anfetaminas, antraz e remédios contra baratas.

GeografiaEditar

Islamabad está localizada numa região semi-desértica e semi-árida, que goza de um privilegiado relevo de intrincadas cavernas idéias para funcionarem como esconderijo de foragidos da Al-Qaeda.

PolíticaEditar

Islamabad é a capital do Paquistão, a maior monarquia terrorista do mundo. A Constituição Paquistanesa apenas afirma para "construir armas nucleares de destruição em massa de forma pacífica, apenas para encorajar outras nações, especialmente as hindus, a se converterem ao islã".

CulturaEditar

Islamabad é uma cidade de típica cultura árabe. Todavia se destaca a prática da emocionante disputa de roleta paquistanesa, a versão paquistanesa da brincadeira roleta russa, a diferença é que se deve usar AK-47 sempre carregadas, e apontar para o adversário ao invés da própria cabeça.