Abrir menu principal

Desciclopédia β

Itabaianinha

Itabaianinha é uma cidade baiana de anões, mas tão baianos que nem na Bahia estão, por preguiça de chegar lá ainda localizam-se na verdade no território do suposto estado de Sergipe. É uma cidade daquele tipo considerada como "muito ridícula" devido à peculiar curiosidade de possuir uma população feita de anões, e que portanto tem destaque garantido em programas sensacionalistas insuportáveis durante uma tarde inteira, passando a ser conhecida nacionalmente depois que Geraldo Luís passou pela cidade, um mala que gosta de fazer bullying e sensacionalismo barato com programas maçantemente enrolativos e insuportáveis.

Índice

HistóriaEditar

 
Os anões de Itabaianinha sobem na Pedra Branca de onde se ameaçam se jogar de tanto desgosto.

Em algum momento do século XVIII, dois filhotes gêmeos anões foram expulsos do município de Itabaiana sob alegação de serem fruto de magia negra, pois como o estado de Sergipe nunca teve como seu ponto forte o nível de instrução de seus habitantes, isso sempre foi muito comum. Os anões banidos deveriam chegar na Bahia, mas como eram baianos tiveram preguiça de concluir seu Êxodo e se reclusaram numa montanha esquecida, afinal a sua ascendência baiana impediu que estes dois anões atravessassem aquele terreno complicado, e ficaram por ali mesmo. Este primeiro casal de anões gerou sete filhos também anões, que por serem todos homens nem incesto poderiam praticar direito já que nem todos eram homossexuais. É a partir desse momento que Itabaianinha começa a ser cenário de uma mundialmente famosa lenda sobre a vida destes sete anões que trabalhavam nas montanhas de Itabaianinha. Devido às suas necessidades sexuais, estes sete anões contrataram a mais linda prostituta de Aracaju cujo tele-sexo espelho encantado dizia ser a mulher mais linda do Reino. Os sete anões então então comeram a novinha até a mesma não aguentar mais e entrar em coma, até um dia que um doutor chamado Roger Abdelmassih apareceu, apalpou a indefesa Branca de Neve, acordando-a do coma, a mesma depois o indiciou à Polícia Federal, mas aí já era tarde demais, ela estava grávida de sete anões e surgia assim os primeiros habitantes da cidade.

EconomiaEditar

Itabaianinha é uma cidade próxima do imprestável, cujo único produto de exportação são anões para trabalharem em circos e outras porcarias que servem apenas para denegrir a sua imagem, como Programa do Ratinho e outras porcarias similares.

PopulaçãoEditar

Itabaianinha possui a menor população de Sergipe e do Brasil, com uma média de apenas 1 metro de altura. A origem de tal bizarrice vem de antigas práticas nefastas dos primeiros habitantes, que tinham hábitos de praticar incesto, afinal alto nível de instrução definitivamente não é forte do estado de Sergipe e as pessoas que lá moram não tem muita ideia do que estão fazendo, então fazem sexo com as próprias irmãs, dando origem à cidade com a genética mais falha do Brasil. Sabe-se que Hitler uma vez tentou dizimar tal cidade, mas felizmente os Estados Unidos impediram essa tragédia, até construíram bases aéreas em Natal e João Pessoa para defender Itabaianinha do extermínio nazista.

TurismoEditar

Pessoas com humor negro visitam Itabaianinha para ver os anões da cidade. Por algum motivo há seres como o apresentador Geraldo Luís que se compraz em ver pessoas minúsculas e até faz um programa inteiro mostrando as pessoas diminutas da cidade.

Dizem que há belezas naturais nos arredores a serem visitadas no município, mas ninguém está nem aí para os morros que existem em Itabaianinha, quem visita ali quer ver anões andando pela rua. Presidio de pedrinhas, também é considerado um ponto turístico, com seus muros de incríveis 80 cm de altura fazem inveja a muralha da China.