Abrir menu principal

Desciclopédia β

Jennifer Beals

ESTE ARTIGO É SOBRE UMA EX-GOSTOSA!!

Se você acha que ela está enrugada, gorda ou morta e enterrada, é porque o Tempo, o grande comedor, também traçou esta. Respeite os veteranos e não vandalize este artigo! Gerações passadas já homenagearam na intimidade do banheiro esta

EX-GOSTOSA

Kim Basinger Playboy.jpg

Jennifer Beals é uma atriz que foi uma das grandes musas da punheta antes de surgir a maldita inclusão digital. Naqueles difíceis tempos pré-internet, restava aos guris retardados torcer para que passasse algum filme estrelado por uma gostosa na Sessão da Tarde, que na época não tinha pudor algum de mostrar cenas de nudez.

Jennifer Susan Beals
2jb.jpg
Nascimento 19 de dezembro de 1963
Chicago, Illinois
Nacionalidade Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Ocupação Modelatriz
Medidas 86-61-89 cm
Altura 1,73 m
Peso 57 kg
Olhos Castanhos
Cabelo Moreno
Principais trabalhos Flashdance e The L Word
Aparência física Magrela que paga de gostosa

Cquote1.png O nome dela é Jennifer Cquote2.png
Gabriel Diniz Capitão Óbvio sobre Jennifer Beals
Cquote1.png Prefiro a versão da Jennifer Lopez Cquote2.png
Punheteiro sobre Jennifer Beals e sua dancinha no Flashdance

Sobre elaEditar

 
Embora não seja mais tão jovem, ainda dá um caldo.

Filha de uma ruiva irlandesa ninfomaníaca bissexual com o negão da picona, Jennifer Beals nasceu com a pele branca, mas afirma que mesmo assim foi vítima de racismo na juventude por ter o cabelo cacheado. Usando este bullying inexistente como desculpa, ela abandonou a escola na adolescência e começou a trabalhar em uma sorveteria. Embora fosse menor de idade e sua contratação pudesse ser enquadrada como exploração de mão de obra infantojuvenil, Beals era tão alta que nem seu chefe desconfiava que ela ainda não tinha idade legal para ser empregada.

Antes de iniciar a carreira de atriz, fez alguns bicos como modelo e por muito pouco não caiu no book rosa. O que a salvou de virar uma profissional do séquiço foi o convite para estrelar a pornochanchada musical Flashdance, onde interpretou uma piriguete que trabalhava como operária durante o dia e stripper durante a noite, mas sonhava em virar uma bailarina de respeito. O papel rendeu a ela uma indicação ao Globo de Ouro de melhor atriz, ironicamente não por sua atuação, e sim pelas danças sensuais de sua personagem no filme, responsáveis pelo surgimento de muitos calos nas mãos da população masculina durante a década de 1980. A verdade cruel é que foi tudo fake, e na verdade quem dançava era uma dublê e não a própria Beals.

Com o sucesso de Flashdance, Beals juntou um milhão de reais em barras de ouro que valem mais do que dinheiro e se afastou da imprensa para estudar na universidade de Yale, sabe-se lá como, se nem o ensino fundamental ela tinha completo. Após formar-se bacharel em literatura americana, foi convidada pelo diretor Tim Burton para interpretar a Mulher-Gato no filme Batman: O Retorno, mas recusou por considerar que os quadrinhos seriam um tipo de mídia inferior. Preferiu então fazer uma versão ridícula da noiva de Frankenstein em um filme trash estrelado pelo cantor Sting e quase faliu a carreira aceitando participar daquela merda. Anos depois, foi escalada para o seriado lésbico The L Word, sendo a única atriz do elenco que nunca apareceu pelada.

Ver tambémEditar