Jeremias (Turma da Mônica)


Jeremias dando sinal.

Cquote1.svg Você quis dizer: Barack Obama? Cquote1.svg
Google sobre Jeremias
Cquote1.svg Jeremias eu sou homem, coisa que você não é, e não atiro pelas costas não... Cquote2.svg
João de Santo Cristo sobre Jeremias.
Cquote1.svg Não acredito. Cquote2.svg
Qualquer um sobre afirmação acima.
Cquote1.svg Como jaz solitária a cidade outrora populosa! Tornou-se como viúva a que foi grande entre as nações... Cquote2.svg
Lamentações de Jeremias. sobre enchentes no Rio... e em Blumenal, e em São Paulo, e em...

Trajetória de JeremiasEditar

 
O motivo porquê Jeremias usa aquele bonézinho tosco.

A princípio Jeremias foi o líder dos palmares, conhecido como Zumbi, mas teve que largar o seu posto de líder, porque foi suplantado por um tal Pelourinho de olhos azuis. Foi, então, modelo vivo para os estúdios Maurício de Sousa, que a princípio, o faziam preto como pixe, porque o usaram como protesto à falta de asfaltamento que havia na rua em que ficava o estúdio. Depois corrigiram essa falha e o fizeram com uma cor black, porém normal, assim mesmo há boatos de que Jeremias seria branco, mas apreciador de banhos de barro, causando confusão, mas não se comprovou nada.

Jeremias se encheu daquela emice, que era a Turma da Mônica e foi tentar carreira de pagodeiro, mas acabou se desentendendo com os outros pagodeiros, porque as piranhas bundudas do grupo só davam pra ele.

 
Jeremias logo após eleito.

Jeremias também fez alguns filmes no Grupo Brasileiras devido ao seu black monster. Mesmo com o seu monster cock e tendo contracenado com Tina, do filme Tina "Cretina" & Rolo da "Rolla", ele não obteve a popularidade desejada.

Jeremias mesmo não sendo um líder nato.Tentou fundar uma gangue própria, já que a da Mônica não dava pra ele fazia seu estilo, e criou a Gangue do Bermudão, composta por Franjinha, que tinha a função de criar composições especiais de cana, e Titi, que é um excelente punheteiro abridor de garrafas. O "reggaezero" Jeremias curtia queimar um sobre coçando a sua jeba enorme.

Jeremias foi crescendo cada vez mais em Q.I., mostrando, entre outras coisas, grande capacidade administrativa, mas percebeu que no Brasil, que é um país livre de qualquer forma de racismo, preconceito e ignorância, ele jamais teria seu talento reconhecido e não teria oportunidade de por em prática suas grandes ideias. Dessa forma correu mundo, adquirindo mais sabedoria e ganhando experiência. Reencontrou seu pai muçulmano, que mudou seu nome em cartório, para despistar a máfia do Uísque, que vinha perdendo de longe, para a cachaça que Jeremias desenvolvera com a ajuda do Franjinha.

Contrariando todas as expectativas, Jeremias torna-se o primeiro presidente dos Estados Unidos da América através do novo sistema de cotas criada pelo governo de Barack Hussein Osama