Abrir menu principal

Desciclopédia β

Os Jetsons

(Redirecionado de Jetsons)

 

Jetsons, os típicos idiotas futurescos
Empregada hi-tech(uma possível Tek-Pix)

Cquote1.png Você quis dizer: Os Simpsons Cquote2.png
Google sobre Os Jetsons
Cquote1.png Essa turminha veio do futuro pra invadir nosso presente!!! Pegue essa onda, essa onda pega!! Cquote2.png
Narrador da Sessão da Tarde sobre Os Jetsons
Cquote1.png Que legal! No futuro as casas vão ser no céu! Cquote2.png
Guria retardada sobre Os Jetsons
Cquote1.png Eu assistia na minha infância. Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre Os Jetsons
Cquote1.png Na época, o passado do presente era o nosso futuro. Cquote2.png
Jetsons mostrando o quanto eles são antigos

Os Jetsons é um desenho do passado que mostra o futuro, mas que não conseguiu chegar nem perto de mostrar o nosso presente. Ou seja, um desenho de merda. A série possuía poderes mágicos, já que saiu na televisão quando ainda nem tinham inventado a roda.

Vagabundos PersonagensEditar

  • George Jetson - um sujeito magro que mais parece com um pagodeiro com aquelas roupas e jeito de ser.
  • Jane Jetson - uma puta dona de casa que vive com dor de cabeça, igual todas as donas de casa.
  • Elroy Jetson - é a encarnação passada de Dexter. É um gênio e pode inventar qualquer coisa que na época era útil, mas que hoje não passa de bugiganga.
  • Judy Jetson - a filha prostituta que trás o dinheiro pra casa, ela trabalha deitada e descansa em pé.
  • Rosie a Robô - prima em segundo grau de Megas XLR, ela não faz nada, só serve de vibrador pra Jane e de boneca inflável pro George.
  • Spacely - Um típico patrão escravizador empregador, igual aos patrões do presente, sendo que ele possui um lema em sua empresa: Dê lucro ou você ESTÁ DESPEDIDO.

Rascunho HistóriaEditar

A típica família tradicional americana é bem representada em Os Jetsons, um pai autoritário que trabalha fora e sustenta a família, sua linda esposa que não faz mais nada além de passear no shopping (nem dirigir ela sabe - veja o episodio Jane na Autoescola), dormem em camas separadas e criam a modo conservador seus dois filhos Judy e Elroy (o que eles diriam se um deles fosse gay?).

Pois bem, esta é a família do futuro idealizada nos anos 1960, seus maquinários muitas vezes confusos trazem curiosidade e um certo medo do futuro, mas confesso que gostaria de ter um carro como o de George.

Além de uma "incrível tecnologia", não conseguiram resolver os problemas sociais básicos. George é sempre oprimido por seu chefe, apesar de possuírem um carro voador sempre ficam presos num engarrafamento, além de que o desenho exageradamente machista sempre mostra George com seu patrão, Sr Spacely babando por belas garotas.

Bem, este é o futuro (dos anos 60, ufa). Um mundo chato e conservador misturado com uma tecnologia inútil e casas onde não se pode chegar a pé!