Abrir menu principal

Desciclopédia β

John Preston


SAI DE BAIXO!!!!!

Cquote1.png Você quis dizer: Neo Cquote2.png
Google sobre John Preston
Cquote1.png Você quis dizer: John Lennon Cquote2.png
Google sobre John Preston
Cquote1.png ESSE CARA TEM QUE TORRAR EM UMA CADEIRA ELÉTRICA! Cquote2.png
José Luiz Datena sobre John Preston
Cquote1.png Minha inspiração! Cquote2.png
Personagem de Clive Owen em “Mandando Bala” sobre John Preston
Cquote1.png Vamos resolver na porrada!Neo Cquote2.png
John Preston
Cquote1.png Não confindir, por favor! Cquote2.png
John Lennon sobre John Preston
Cquote1.png Se eu pudesse, matarra mil! Cquote2.png
Jeremias, dizendo que tentou ser o intérprete de John Preston

JOHN PRESTON é o protagonista e serial killer definitivo do filme de ficção científica e carnificina chamado Equilibrium.

Nos testes para a definição de quem iria interpretá-lo, tivemos várias polêmicas: Jeremias foi chamado na porta de casa por Kurt Wimmer para fazer testes para interpretar o personagem, dando como certa sua participação no filme, ou seja, aulas de inglês e de atuação, tudo porque ele gostou da atitude dele de matar mil, que viria bem a calhar. Tudo muito bem, tudo muito bom, mas, como a Miramax já estava meio bolada por causa da necessidade de lançar um plágio de Matrix, queria avacalhar com a brincadeira: se aliando com ditadura da beleza vigente na sociedade, pegou o contrato do Jeremias, apagou sua assinatura e o entregou ao Christian Bale que, no final das contas, foi o intérprete da personagem. Como represália, o Brasil, na época, boicotou tudo o que os galeses faziam, como, por exemplo, Ryan Giggs e Stereophonics.

Índice

A Infância:Editar

Quando criança, Preston ainda podia ter sentimentos, ou seja, podia ficar feliz, triste, ser gay, gay enrustido homofóbico, emo, emo enrustido antiemo, o que ele quisesse, e foi levando sua vida sempre a flor de todos os sentimentos, assim, podendo se aproveitar daquela sociedade ainda não repressora, se apaixonado por Viviana, uma garota que dava mole para ele nos tempos de escola, e criou uma grande amizade com Errol Patridge, que ele tinha certeza que era o Alec Trevelyan disfarçado fugindo de James Bond.

A 3ª Guerra Mundial:Editar

 
Gostava da Viviana, mas, queria a Mary mesmo

Preston, já casado com Viviama, foi forçado a lutar na 3ª Guerra Mundial, ocasionada porque o mundo inteiro se rebelou contra os EUA por ter inventando a história de pescador que foi o Bug do Milênio. Errol também foi a guerra com ele.

Após os EUA serem massacrados na Guerra e ainda foram multados pela ONU, o dinheiro pago não permitiu que a segurança no país voltasse a se desenvolver, vide 11 de setembro de 2001 e, se eles inventassem outra mentira, os outros países poderiam retaliar usando poder militar, como concordado no Tratado de Nova Iguaçu, assinado 5 meses após o fim da 3ª Guerra. Preston foi o porta-voz do governo americano nesse tratado.

O Pai, faxineiro no mandato de George W. Bush, e que chegou a presidência dos EUA porque foi o cara que estava na posição mais elevada da hierarquia presidencial que sobreviveu a Guerra, culpou os sentimentos por isso. O mundo estava alegre, triste e com raiva demais, e, por isso esse mundo estava na merda.

No Clero:Editar

 
Dia de trbalho
 
Luta de espadas (Ui!) com o Akon Brandt
 
Golpe de Estado foi um sucesso

O Pai resolveu reativar o Feudalismo, ideologia política que não era usada há séculos. Preston, enquanto jogava fora todos os seus CDs e obras de arte valiosas para serem destruídas (quando na verdade o Pai confiscava tudo para ele, ou seja, só mais um colarinho branco), foi convidado para participar do Tetragrammaton, tropa de elite do Clero, sendo o segurança e o homem de confiança do Pai, por ter sido o único soldado americano a matar alguém na Guerra, assim, crescendo lá e virando professor, onde ensinou os truques ninja com armas que são mostrados ao longo do filme, inclusive ao Errol.

Treinou os soldados, que eram de bandas cover do Daft Punk, e comandou operações com eles para confisco de coisas raras e assassinato de gays, homofóbicos, racistas, emos, antiemos e qualquer outra ameaça ao Feudalismo.

Enquanto estava fazendo uma espécie de Chacina da Candelária financiada pelo governo, Viviana e Mary, esposa de Errol, ficavam trocando receitas e chorando vendo as Novelas Mexicanas da Televisa. Chorando? Sentimento! Busca e aprreensão. Só a Viviana foi presa e virou churrasquinho.

Cheio de raiva do sistema, pensou consigo:   O sistema é foda, parceiro!   E cogitou trair o feudalismo e optou por sair fazendo o extermínio nos EUA, querendo se tornar o único habitante de Libria na sua tentativa de Golpe de Estado, que iniciaria no meio do filme.

Antes disso, já desconfiava de Errol, que andava desviando algumas coisas. Como ele estava furioso com a morte de sua esposa e a vontade de furar o olho do companheiro, ia dar uma 2ª chance a ele, mas, como ele abusou, contando os spoilers do livro que ele tinha desviado, nem lhe deu essa oportunidade de vê-lo furar seu olho.

Sai o sósia do Alec, entra um sósia do Akon em sua vida: era Brandt, que só ficava de olho nele, de um espião até um voyeur, ou seja, era apaixonado pelo Preston.

Após desviar um cachorrinho, já iniciando seu golpe de estado, ele não aceita devolver o animal, então, ali, começando um massacre no filme, para a alegria de Luisa Mell, que sentiu muito o fato de animais serem exterminados nesse feudalismo, já que o Pai tinha alergia a pêlos de animais, ou seja, ele tinha planos de usá-los para matar o Pai com uma reação alérgica.

Resolveu se aliar a alguns rebeldes enquanto Brandt ganhava um extra se aproveitando da semelhança com o Akon, e, esses os ajudaram até a página 2, já que Brandt voltou cedo demais de um dos eventos e exterminou todos eles, mas, como Brandt já estava enchendo a porra do saco, eles concordaram em trocar a arma.

Depois Preston se alia a novos rebeldes, que prometeram ajudá-lo a conquistar Mary, com uma megaoperação para que ela não virasse churrasquinho também. A declaração já estava pronta, mas, ela morreu antes, assim, chorando na frente de todo mundo (como é, The Cure? Meninos não choram?. Como estava sentando sentindo, foi pego e caguetado pelo Brandt, mas, como ele se esqueceu de que concordaram em trocar as armas, ele virou churrasquinho pelos massacres, dizimando os covers do Daft Punk, e foi promovido. Seu Golpe de Estado estava muito bem encaminhado.

Após o interrogatório, Brandt se declara para ele. Pois é, o Brandt daquela cor virar churrasquinho? Tudo bem que esse filme é absurdo, mas, as vezes, deram preferência a realidade. Injuriado com aquilo, após matar todos na sala de interrogatório, ele vai ao encontro do Pai e de Brandt, Golpe de Estado e “acertar as contas”

No caminho, as cenas mais mentirosas da década no cinema são realizadas, e, chegando a sala deles, simplesmente fez o que fez ao longo do filme: matou todo mundo, não hesitando em matar o Pai e sendo o único personagem da história do cinema a decapitar alguém verticalmente.

E Depois?Editar

Todos se perguntam o que aconteceu após o fim do filme, quando ele olhou a merda acontecendo na sacada, todos os rebeldes acabando com os soldados covers do Daft Punk. A versão oficial é que ele pegou um LP do Sex Pistols e tocou “Anarchy in UK” no último volume. Agora ele era o presidente dos EUA e cafetão do mundo. Sua gestão jamais será vista em Equilibrium 2 porque o filme não foi lançado.

Vídeo de Admissão no Clube da Luta:Editar

Ao som de Drowning Pool. Ali ele já era o dono de Libira, então se achou na liberdade de por uma música

PROCURADO

 

John Preston é procurado por crimes contra
a sociedade e é extremamente perigoso.

Procurado vivo ou morto (de preferência morto).
Recompensa: Todas as obras de arte,
músicas e jóias confiscadas pelo Pai e todos os animais sobreviventes do filme