Joviânia

Joviânia é um município perdido no sul de Goiás, desses que nem aparecem no mapa, mas o povo nativo insiste que são alguma coisa embora na prática apenas pareça ser apenas um distrito de Goiatuba.

HistóriaEditar

 
Praça 14 de Novembro de Joviânia onde é possível avistar o seu característico toldo em formato de saco escrotal, um dos marcos da cidade.

Cidade de uma história tão rica que até dá preguiça de contar. Surge em 1942 com a construção de uma capela no meio daquele nada (vai entender o motivo disso..), e assim foram surgindo ranchos de pau-a-pique cobertos com folhas de palmeiras e o povoado ia se esboçando. Inicialmente aquela porra chamava-se Pidaíba por motivos óbvios, o povo estava na pindaíba, como até hoje.

Como a cidade matriz Goiatuba ficava longe e de difícil acesso através de estradas de terra feitas na base do facão, decidiram emancipar logo aquele povoado que só estava criando dificuldades para Goiatuba. Emancipado em 1958, o nome Joviânia foi adotado porque é tradição goiana dar nomes extremamente toscos para suas cidades.

Atualmente é um município qualquer que ninguém ao certo sabe onde fica.

GeografiaEditar

Mato pra caralho num calor do cão. Não se difere em nada de qualquer outra cidade goiana.

PopulaçãoEditar

Joviânia tem uma população de uns 7.000 habitantes o que a configura como sendo cidade minúscula. Conta com uma população extremamente peculiar que, dotada com poderes super ultra fofocativos, usam a língua solta para tornar Joviânia uma cidade ainda melhor para se viver ao se noticiar a vida dos outros para qualquer um. Dentre os poderes do povo local, além do fofocamento da vida alheia, também se destaca a famigerada prática de querer tudo que o "amigo" tem.

PolíticaEditar

Prefeitos analfabetos, povo analfabeto, só pode dar em merda mesmo. Mas uma coisa a prefeitura se preocupa, que é com o aniversário da cidade, sempre torrando uma grana violenta para fazer festas porcarias cheias de cantores que ninguém nunca ouviu falar mas passa meses anunciando a novidade como se fosse o evento mais incrível da história.

EconomiaEditar

Trocar espigas de milho por galinhas em escambo compõe aproximadamente 102% da economia local.

E os poucos turistas que se atrevem a visitar Joviânia só querem é visitar cachoeiras repletas de mosquitos lá na puta que pariu e alugar veículos de procedência duvidosa e dirigi-los sem habilitação.

CulturaEditar

Jogar dominó nos domingos é a prática cultural mais típica do cidadão jovianense, além de ter um selecionado time de alcoólatras que fazem parte do aclamado Joviânia Esporte Truco, o esporte oficial da cidade.

LazerEditar

Sentar na praça e ficar fazendo porra nenhuma.