Abrir menu principal

Desciclopédia β

Localização de Kagoshima. Uma evidência de que ela foi cagada pelo país.

Cquote1.png Você quis dizer: Cagada Cquote2.png
Google sobre Kagoshima
Cquote1.png Que cheiro é esse? Cquote2.png
Turista em visita a Kagoshima
Cquote1.png Alguém esqueceu de dar a descarga Cquote2.png
Japonês sobre citação acima

Kagoshima (鹿児島市), é mais uma daquelas cidades japonesas com um nome engraçado que termina em "shima". Localizada bem ao sul do país, na Prefeitura de Kagoshima, ilha de Kyūshū, é conhecida pelo cheiro, Kagoshima é um dos lugares do Japão que mais sofre com epidemias de diarréia entre a população. Por isso o nome da cidade e da província é Kagoshima.

Cquote1.png Não entendi Cquote2.png
Você

Índice

HistóriaEditar

Desde sua fundação até séculos depois, Kagoshima era o lar de um clã de samurais muito famoso no país, os Shimazu. Sua principal característica era uma técnica passada de geração em geração. Ela consistia no samurai comer um pouco de feijão azedo, e em seguida desferir um ataque mortal por trás, surpreendendo os adversários. Por isso, a cidade onde residia esse clã era conhecida por Kagoshima (Kago: Cagar. Shima: Alguma coisa).

O comércio em Kagoshima, baseado na venda de adubos orgânicos para as plantações de arroz, rendia muito dinheiro para Kagoshima, que se transformou em um importante centro de negócios do sul do Japão. A cidade não era apenas um centro de negócios, como também uma prisão do governo. Cristãos japoneses eram mandados para ilhotas no litoral da província, onde ficavam até morrer por causa do cheiro insuportável.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a Unidade 731 montou uma base em Kagoshima. Ela planejava desenvolver uma arma biológica usando bactérias causadoras de diarréia, uma doença que afeta seriamente a população local. Depois de anos pesquisando, os funcionários da unidade morreram, vítimas do cheiro fétido local. Até hoje os cidadãos japoneses de Kagoshima precisam usar máscaras de gás para viverem sem problemas por lá.

GeografiaEditar

 
Uma mina terrestre nesta cidade.

Junto com Okinawa, é o lugar mais quente do Japão. O calor infernal contribui para a proliferação de mosquitos transmissores de doenças, atraídos pelo cheiro de cocô vindo da cidade. Com o Efeito Estufa, essa situação tente a piorar cada vez mais, até nerds japoneses pensarem numa solução. O governo pretende instalar uma fábrica de congeladores para resolver o problema, mas até agora nada foi decidido.

Nas proximidades de Kagoshima existe um vulcão que normalmente expele gases na atmosfera. Alguns especialistas acreditam que esta seja a causa do mau-cheiro da cidade e da província. Outros acreditam que na verdade o cheiro é proveniente dos pântanos da região. Afinal se o odor viesse do vulcão, ele não teria um cheiro de vaso sanitário de rodoviária.

EconomiaEditar

A principal fonte de receita de Kagoshima é a produção do arroz azedo. Parente próximo do feijão azedo, é uma comida típica da região. Os efeitos de sua ingestão são os mesmos causados pelo feijão azedo. Outra fonte de renda é o turismo. No verão, muita gente toma banho nas praias locais, que também são usadas como banheiro pelos turistas. Isso explica a quantidade de matéria orgânica que boia nas águas do litoral.

Ver tambémEditar