Abrir menu principal

Desciclopédia β

Se você queria Kanto do Pokémon, fique sabendo que esse artigo non ecziste aqui. Então, faça o favor de criar Kanto (Pokémon).

Sculpture samurai.jpg

Made in Japan
Este é um artigo com tecnologia do sol nascente né.
Ao contrário do que muitos pensam, não troca R por L.


Cquote1.png Essa eu sei!! É aquele lugar lá do Pokémon!! Cquote2.png
Carla Perez sobre Kanto

Kanto (ja:カントー) é a região da ilha de Honshu na qual se localiza Tóquio, capital mundial dos monstros e terremotos.

Índice

HistóriaEditar

Desde os tempos em que Miyamoto Musashi ainda brincava de espadinha de bambu com seus amiguinhos, a Região de Kanto já era o centro político, econômico e militar do Japão. Também é onde vive o Kira, por isso tem uma alta taxa de ataques cardiacos. Clãs inteiros de Samurais-retalhadores-de-monstros-e-aliens disputavam o controle desta fértil região, onde eram plantados todos os tipos de ervas verduras e cereais possíveis, como o arroz (fundamental para o saquê), o bambu, o arroz, o chuchu, o arroz e etc.

Consolidado o xogunato de Tokugawa, a capital Edo foi rapidamente erguida em Kanto para concentrar os melhores retalhadores ao lado do xogum. Para servir o exército japonês, milhares de pokémons foram retirados de seus lares e recrutados por Tokugawa. Perante um exército de grandes pokémons, não haveria inimigos capazes de lutarem contra o governo. Falaremos mais dessas criaturas logo abaixo. Como podem ver Kanto tem uma longa história sobre seu nome, na verdade é curta mesmo. Como podem ver Kanto fica situado em um canto do Japão.

Geografia e Meio-AmbienteEditar

 
Não confundam com este lugar.

Kanto, apesar de ter esse nome, fica bem no meio do Japão. Possui uma grande planície coberta de animais coloridos e fofinhos, que os habitantes costumam domesticar para usar em lutinhas de criança. São os pokémons descendentes do exército de Tokugawa, criaturas nativas de Kanto. Alguns desses pokémons são grandes demais e maus, como Tyranitar, e costumam invadir Tóquio regularmente, causando grandes transtornos à cidade.

É uma região totalmente dominada pelas grandes metrópoles japonesas, como Tóquio, Yokohama, Kawasaki, Saitama, Chiba e Pallet, portanto responsável pelos problemas ambientais do planeta. Por isso, os sempre criativos japoneses inventaram técnicas para diminuir a poluição nas cidades. Muitos desses métodos incluem a escravização a utilização dos pokémons para salvar a Mãe-Terra, igual aos filmes da série, mas sem aquele pentelho do Ash para levar todo o crédito.

O uso de pokémons para substituir máquinas está ajudando o Japão a economizar energia, em falta no pequeno arquipélago. A criação ostensiva de pokémons tipo grama é direcionada ao problema do desmatamento. As fazendas de Miltank dispensam as grandes quantidades de gado necessárias para a produção de carne e leite. O plano dos japoneses é aos poucos os pokémons substituírem todas as máquinas do nosso cotidiano, como já fizeram os Flintstones, que trocaram os equipamentos por animais pré-históricos semoventes.

Bases militares dos EUAEditar

Os Estados Unidos mantêm diversas bases militares em Kanto, com o objetivo de dominarem alguns pokémons para depois usá-los na guerra contra o terror e o Eixo do Mal, em suma, quem não tiver nenhuma filial do McDonald's em seu país.

Entretanto, existem grupos crentes religiosos norte-americanos que são contra o uso dessas criaturas no exército estadunidense, alegando que são seres do Demônio e desviariam as crianças do bom caminho e do pagamento mensal de dízimos. Dizem que os pokémons inclusive causam ataques epilépticos nas crianças. Os militares aproveitam esse argumento e criam os monstrinhos para causarem epilpsia nos terroristas.

Kanto no futuroEditar

 
Kanto daqui a mil anos
Este artigo ou seção trata do futuro. Tudo que for escrito a partir daqui foi baseado nas premonições do Mestre Yoda.
Clique aqui para mais premonições do mestre Yoda você ver.

Segundo previsões do Mestre Yoda e da Mãe Dinah, Kanto sofrerá uma grande destruição no próximo milênio, quando os pokémons decidirem se unir contra a dominação humana. Haverá invasões em massa de pokémons e seus aliados Godzilla, Gamera e Gyodai, dentre outros. Numa última tentativa de salvar o Japão, o governo autorizará o uso de bombas atômicas contra os monstros, mas as cidades também serão seriamente afetadas, sobrando muito pouco do que existe hoje. Kanto se transformará no Grande Deserto de Kanto.