Ken Sei Mogura: Street Fighter II

Virtualgame.jpg Ken Sei Mogura: Street Fighter II é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Tom Hansen mata mais um Zumbi no Barco Baleeiro.


Ken Sei Mogura: Street Fighter II é a versão mais bizarra de todos os hacks, ports e pirateamentos já feitos de Street Fighter II, criado em 1994, é a prova cabal de que a Capcom sabe como explorar sua principal franquia e que vai criar praticamente de tudo que for relacionado a Street Fighter. Esse jogo exclusivo de Arcade é o único Street Fighter oficial que não é um jogo de luta (isso até o dia que lançarem um Street Fighter Kart), mas sim um jogo do gênero martele a toupeira.

Street Fighter II sem o Ken
Ken Sei Mogura flyer.jpg

Trata-se desta porcaria

Informações
Desenvolvedor Capcom
Publicador Capcom
Ano 1994
Gênero Martele a toupeira
Plataformas Arcade
Avaliação 0,05/10
Idade para jogar Pessoas retardadas

O jogo foi criado para que os fãs de Street Fighter II não ficassem apenas com LER nos tendões dos dedos, mas também com bursite no ombro, garantindo lesões musculares mais distribuídas no corpo da típica pessoa sedentária que gosta de Street Fighter. Infelizmente o jogo foi considerado excessivamente bizarro e nunca saiu do Japão.

JogabilidadeEditar

Sabe quando você vai no parque de diversões dos grandes shoppings e sempre existe aquele canto obscuro recheado de uns 5 ou 7 Arcades que, embora ligados e piscando, estão sempre vazios com ninguém jogando neles? Nem mesmo aquelas crianças pobres que não colocam a ficha em nada e ficam apenas manejando as coisas sem começar efetivamente o jogo, nem mesmo autistas, ninguém se aproxima daquela região. Sem sombra de dúvidas nesses cantos obscuros sempre haverá uma máquina de Whack-A-Mole, que são aqueles jogos onde você deve utilizar uma Marreta Biônica para acertar umas pirocas que saem de 6 buracos. Pois bem, Ken Sei Mogura: Street Fighter II é uma adaptação daquilo, mas trocando as toupeiras pelo M. Bison.

A tela é meramente ilustrativa e mostra uma animação do Ryu e da Chun-Li enfiando a porrada num cabeção do M. Bison que mais parece um feto abortado. Cabe ao Ryu e a Chun-Li de fato abortar esse feto descendo o sarrafo no bicho e vai depender de quantas cabeças o jogador marretar. E como qualquer Whack-A-Mole, dá pra roubar apenas deitando sobre o console e acertando todas cabeças continuamente, conquistando múltiplos Perfect.