Abrir menu principal

Desciclopédia β

King (Art of Fighting)

Tatsuki Mexico.jpg Este artigo se trata de uma Hentai Girl

Ela é gostosa, mas nón ecziste. Ela participa de algum desenho, jogo ou quadrinhos e trabalha na ordenha de touros.

Momomi.gif Este artigo é relacionado à Yuri!

Isso significa que ele se trata de um personagem de anime, mangá e
outras formas de alienação que joga no outro time.

E ela pega mais mulher que o protagonista masculino.

Cquote1.png Você quis dizer: Sapatão Cquote2.png
Google sobre King

King
King19.jpg
Nascimento 8 de abril de 1989
França / Brasil
Idade 24
Altura 1,64
Peso 50
Estilo de luta Muay Thai de boteco
Arma preferida Pernas
Técnica Máxima Secreta Especial de chute
Religião Atéia
Profissão Cafetina
Característica marcante Ombros
Comida favorita Água que passarinho não bebe
Frase favorita Desprezível!
Esporte Bola na caçapa
Mania Beber até cair

Cquote1.png Pega o garçonzinho, tio! Cquote2.png
Pivetinhos de fliperama sobre King

Cquote1.png Comi 1000.000x... Cquote2.png
Ryo Sakazaki sobre King

Cquote1.png Ninguém comeu...so o Ryo(porra)... Cquote2.png
Robert Garcia sobre sua atuação no filme Art of Fighting

Cquote1.png Pelo jeito, nunca vai... Cquote2.png
Takuma Sakazaki sobre Ryo Sakazaki

Cquote1.png Não é homem? Cquote2.png
Você sobre King

Cquote1.png RAWR? Cquote2.png
King (Tekken) sobre King

King-down.gif

Eduarda da Silva Russo (Campinas, 8 de abril de 1989), mais conhecida como King é um(a) lutador(a) de Muay Thai alcoólatra francesa, nascida no Brasil, mais precisamente em Campinas, no interior de São Paulo. Quando bebe, consegue soltar Hadouken pelo meio das pernas.

Teve aparições não só na série The King of Fighters, mas também em crossovers como Capcom vs. SNK. Também tem um puteiro bar em Southtown, onde atende com suas ajudantes Elizabeth e Sally.

Índice

HistóriaEditar

O começoEditar

Dizem que King é brasileira, por ter sido batalhadora e não desistir nunca desde pequena, mas isso não significa porra nenhuma. Fruto de um arruaceiro irlandês bebum com uma puta francesa, foi abandonada à porta de uma casa na Tailândia com o irmão, Jan, um guri retardado paraplégico com leucemia e mal de Alzheimer. Aprendeu Muay Thai com Sagat. Mais tarde, aprendeu a técnica de elevação do ki-manguaça com Jeremias. Levando jeito para a coisa, decidiu entrar num torneio. Não podendo participar por ser do lado rosa da força, decidiu virar cabra hômi.

No torneio, os marombados perceberam um estreante. Um lutador meio viado, mas que desceu o cacete em todo mundo, chegando à final, onde enfrentaria o campeão atual e retardado-mor, Ora-Ora (Vem me Comer, em tailandês). Depois de uma hora e meia de porrada (na qual metade da plateia morreu atingida por furacões de catinga), Ora-Ora distraiu Rei mostrando a bunda. Rei tentou proteger-se daquela visão horrível, mas era tarde - sua camisa fora arrebentada por um Raiguenofá, e só sobraram os peitos. Desiludida, saiu correndo, até que deparou-se com o ladrão/mafioso/cafetão dominante na época, Big. Por pouco, King não tinha virado emo.

A Arte da PorradaEditar

Em breve. (O editor deste artigo está traçando uma guria retardada no momento.)

Tê QuingueEditar

Em 1994, King recebeu um convite para o mais novo torneio de trios de três, o The King of Fighters. Yuri agora era um clone do Ryu e podia lutar, mas o irmão não deixava porque era mulherzinha. Revoltada, ela e a ninja dos peitos dançantes, Mai Shiranui (frustrada por não ter conseguido entrar no time dos Lobos Solitários), convidaram King para formar o primeiro time entendido feminino. Em 1996, com a esclerose do papai Takuma, Yuri deu no pé. King deu o lugar a Kasumi Todo, praticante de Sai Que Eu Dô Aikido. King, Mai e Kasumi não só lutavam juntas, como também faziam outras coisas.

Logo, Kasumi começou a ser excluída daquela putaria toda (note que King e Mai são as integrantes padrão do time) e não gostou nada. Em 1997, Chizuru estreou, servindo de babá para o irmãozinho emo de King. Ao notar que Chizuru espancava o pivete em sua ausência, chutou a mulher do time.

Em 1999, Mai finalmente saiu para tentar a sorte no time italiano dos americanos, na ilusão de conseguir dar para Andy, e Chizuru estava impossibilitada, já que o selo de Orochi estava preso outra vez (e ela, arrebentada). Como agora o negócio não era mais um ménage a trois e sim a quatre, King começou a ficar preocupada. Mas, um dia, a policial porradeira Blue Mary e Kasumi, que deixou o orgulho de lado, vieram ao bar, além de uma chinesa cabeçuda e ninfomaníaca chamada Li Xiangfei. Todas prontas pra outra (outra edição do torneio, pervertidos).

Em 2000, Yuri, cansada de ser a mina do caratê e acometida pela síndrome da juventude trans viada, declarou independência e mandou o pai e o irmão tomarem no cu (o Robert ela não manda, porque é ela quem se fode no final) e Mai cansou de levar fora de Andy iriam voltar a fazer o velho novo grupo, mas ai king deixou de lado o torneio para cuidar de seu bar, sendo trocada por May Lee. Não demorou muito e King teve que voltar ao torneio pois seu bar estava indo a falencia, formando o velho novo grupo feminino com Mai e Yuri --Adel 17h22min de 22 de Dezembro de 2008 (BRST)

HabilidadesEditar

Você sabia que...
  • ...King é mais macho que você?

Assim comoJoe Angel, King praticakick boxe luta livre de bar. Cuidado.

  A fonte do poder.
  Chamando pro pau (bom sentido) .
  Fazendo cu doce pro Ryo.
  King jogando fora uma rosa fedorenta.
  Se fazendo, parecido com Michael Jackson.
  Joe tira uma com a cara de King. Fudeu.

GolpesEditar

  Peido Hadouken: Esse, nem forçando. Também conhecido como Squirting, uma prática sexual, nessa ocasião usado como projétil. Muitos morrem de nojo, mais lutadores mais ninja, como Jack, até gostam.
  Peido Hadouken Duplo: Uma variação da Sprite, só que King naqueles dias.
  Bica Finita: Chutes copiados do Lee Chaolan
  Especial de Chute: "Enfiou!"

FinaisEditar

  Rindo de você.
  "Retire sua insignificância."
  Sim, King é drag Queen.

  É mentira! É MENTIRAAAAAA!!!  
Sr. Donizildo sobre King

CuriosidadesEditar

  • Desde a época de Art of Fighting, otakus pregavam que o Me Dá uma Sprite era uma bola de energia formada pelo rápido movimento das pernas. Recentemente, os Mythbusters comprovaram que o que sai é porra.
v d e h