Abrir menu principal

Desciclopédia β

Kremlin de Moscou

St Basils Cathedral-500px.jpg РУССКАЯ ВОДКА

Estin artigovski é russki!

Ele não gosta muito de georgianos.

Smirnoff.gif
Hammer and sickle.png Este artigo foi aprovado pelo Conselho de Proteção à Moral da Família Soviética como sendo livre de conteúdo subversivo.


Cquote1.png Você quis dizer: Gremlin de Moscou Cquote2.png
Google sobre Kremlin de Moscou
Cquote1.png Minha casa, minha vida fortaleza Cquote2.png
Vladimir Putin sobre Kremlin de Moscou

Kremlin de Moscou é o coração de Moscou e sede do governo da União Soviética. Aumenta a mana em +7, a resistência ao frio em +20 e habilita que cada gole de vodka o torne indestrutível até o final do turno, de todos os russos que estejam num raio de até 300 quilômetros do Kremlin em relação ao oeste e em 2500 quilômetros em relação ao leste.

Índice

HistóriaEditar

 
O Kremlin de Moscou num famoso cartão postal.

Construído em 1156 por Yuri Dolgoruky, o fundador de Moscou que decidiu ordenar seus capachos que construíssem uma paliçada de madeira protegida por um fosso repleto de ucranianos famintos, para defender o Império Russo.

Desde então o lugar se tornou o covil dos líderes russos. E foi em 1367 que Dmitry Donskoi ordenou que o Kremlin fosse reconstruído em mármore.

Ivan III reformou o Kremlin em 1495 para que houvesse uma passagem subterrânea ligando o Kremlin à Sibéria, para usar em qualquer caso de emergência.

O que é decidido no KremlinEditar

  • Quem recebe o fornecimento de armas AK-47.
  • Para quem o gás será cortado.
  • Onde apontar ICBM's e quem ameaçar com uma ataque nuclear.
  • Quem e quando serão os próximos que não precisam de Direitos Humanos.

São produzidos no Kremlin seguintes bensEditar

  • Vodka.
  • Muppets.
  • Chapéus engraçados para os soldados.

Serviços do KremlinEditar

  • Garantir os direitos humanos para a maioria política.
  • Garantir alojamento seguro para os membros da oposição (na Sibéria).
  • Distribuir vodka para todos.
  • Combater o desemprego na Rússia fornecendo trabalhos forçados.

Adversários do KremlinEditar

 
O Kremlin, e seu cenário assombroso (e ideal para fantasmas).
  • A Casa Branca.
  • Os governos democráticos.
  • As organizações de direitos humanos.

FantasmasEditar

O Kremlin é temido pelos fantasmas que o habita, durante o tempo em que havia soldados que ficavam nos portões do mausoléu nas proximidades do Kremlin, somente 10% deles voltavam para a casa e lembravam tudo o que aconteceu, e 5% desapareciam misteriosamente, provavelmente raptados ou incorporados pelos fantasmas de:

  • Lenin - Na verdade, não é bem um fantasma que é visto, porque ele não morreu, pois é imortal, segundo o Stalin, e governa o país até hoje mesmo sendo apenas um cérebro num jarro de vinagrete. Outros dizem que seu espectro vagueia sobre a praça vermelha desde que morreu, esperando que alguém que passe por lá enterre seu corpo que está mumificado no mausoléu há quase 100 anos.
  • Leonid Brezhnev - Aparece em todo 9 de maio, 7 de novembro e 23 de Fevereiro, aparece no pavilhão do desfile do exército. Tem relatos de que nessas datas, da meia noite até as 5 da manhã, pode-se ouvir um espectro discursando com uma voz de hipopótamo bêbado. Fica a espera do espectro de Mikhail Gorbachov para dar um sermão, por ter traído ele.
  • Konstantin Chernenko - Não fica mais de 10 minutos sobre a praça, dizem que seu espectro nunca termina alguma coisa que começa, e no pouco tempo que vagueia sobre a praça só reclama das novecentas sessenta e duas doenças que ele tinha em vida.
  • Yuri Andropov - Vagueia pelo Kremlin de vez em quando, tentando convencer de que não é irmão do Zagallo.

Veja o artigo principalEditar