Abrir menu principal

Desciclopédia β

Kuala Lumpur (transliterado: Coala Limpo) é a capital da Malásia. Conhecida popularmente como "A Itu da Ásia", cidade onde tudo é grande. Prédios enormes, parques enormes, monumentos enormes, ruas enormes, poluição enorme, criminalidade enorme, carros enormes, e toda essa mania de grandeza é explicada por Freud como exteriorização do stress pós-traumático, pela frustração dos malaios em relação de seus pequenos pênis.

Índice

HistóriaEditar

 
Motivo pelo qual você fala para a sua esposa que vai à Kuala Lumpur...
 
...e o real motivo de ir à Kuala Lumpur...
 
...até o Darth Vader já se rendeu aos encantos das prostitutas baratas.

Cidade fundada em 1850 quando o rei malaio mandou seus asseclas irem cavar nas minas de estanho que ali existiam. Surgia uma aldeia de indiozinhos que passavam o dia cavando lá na montanha.

Todavia, em 1881 Joselito joga um coquetel molotov numa casa de Kuala Lumpur e um incêndio consome 100% da cidade que era feita de madeira. No ano seguinte o rei da Malásia bane a madeira do lado continental do país, manda cortar todas as árvores e fabricar lápis com elas, e exportar tudo isso para o Japão para aqueles nerds estudarem, que é a única coisa que sabem fazer. Com o dinheiro dessa exportação, Kuala Lumpur tornou-se uma das cidades mais ricas do mundo, e com esse dinheiro que está lá até hoje, mandou construir prédios de mais de 300 andares em cada esquina, todos em aço. Nunca mais houve incêndios em Kuala Lumpur.

A Segunda Guerra Mundial só chegou na Ásia Oriental porque os japoneses em 1942 descobriram a lapiseira, e como não queriam mais continuar pagando a prestação dos lápis que importaram em 1881, invadiram Kuala Lumpur, que em resposta se aliou aos Estados Unidos e assim por diante aquela treta toda começou até os americanos jogarem duas bombas malaias fabricadas a partir de peido de cabra em Hiroshima e Nagasaki.

Após a guerra, os japoneses foram condenados a pagar uma multa para Kuala Lumpur, e os séculos seguintes que se passaram foram de prosperidade e marcado por diversas reformas e golpes militares.

EconomiaEditar

Kuala Lumpur é hoje o maior exportador de anti-vírus Avast pirata do mundo. A China é o seu maior comprador no mercado de pornografia hentai lolicon, artigos ilegais no país, mas que fazem parte natural da cultura malaia, especialmente de Kuala Lumpur.

DemografiaEditar

Kuala Lumpur possui 1,8 milhões de habitantes divididos entre malaio-chineses (35%), malaio-indianos (30%), malaio-europeus (25%) e um monte de refugiados dos países vizinhos que são um cocô (10%).

CulturaEditar

Hipocrisia é a parte mais importante da cultura nacional, e qualquer pessoa não hipócrita é rotulada como terrorista. Os terroristas supostamente representam 2% da população do país, embora sua existência ainda não foi confirmada. Kuala Lumpur apesar daqueles prédios imensos, maravilhosos e legais, na verdade é uma cidade miserável onde metade do povo vive nos esgotos.

CulináriaEditar

Kuala Lumpur possui aquela típica cultura culinária da Indochina, onde é normal e diário ir comer fora naquelas feiras de higiene zero onde você vê as galinhas enjauladas sendo mortas na hora e facas enferrujadas de tanto sangue cortando o seu prato. De acordo com a evolução natural, o povo malaio tem dois estômagos, por isso nunca arrisque caso você seja forasteiro.

O prato principal é o Lemak Nasi, composto por arroz, frango, ovos de codorna fecundados crus e pedaços de clitóris de cabra triturados.

TurismoEditar

Pontos turísticosEditar

EventosEditar