Abrir menu principal

Desciclopédia β

L.G. McPeters

Deppmorte.gif
L.G. McPeters
é uma vítima infeliz e sem sorte!

Tava passando as férias numa casa no meio do nada

250px-Wario WWare.gif Este artigo é sobre um personagem secundário!

Quase ninguém sabe da existência deste zé ruela que só serve pra encher linguiça na trama e provavelmente está morto. Se bobear, nem no Google tá!

Clique aqui para ver gente que só fãs alienados conhecem.


Cquote1.png Você quis dizer: Leitão de Páscoa Cquote2.png
Google sobre L.G. McPeters
Cquote1.png Devo confessar que esse porco gordo foi a melhor coisa que conseguiram me arrumar essa noite. Cquote2.png
Drayton Sawyer sobre L.G. McPeters
Cquote1.png Fui eu, só eu, não o Leatherface, apenas eu e mais ninguém! Cquote2.png
Chop Top mais retardado do que nunca ao ter conseguido capturar sua primeira vítima sobre L.G. McPeters

L.G. McPeters é o figurante ajudante de DJ de Vanita 'Stretch' Brock, a protagonista do filme O Massacre da Serra Elétrica 2. L.G. não passa de um integrante do que conhecemos como "elenco de apoio". Ou seja, sua única função no filme é viver na sombra da protagonista e fazer o possível para que ela chegue sã e salva até o final do filme, independentemente se ele mesmo vai morrer ou sobreviver, e foi isso o que aconteceu.

HistóriaEditar

L.G. McPeters iniciou sua carreira como trabalhador do McDonald's, já que pela 14° vez não conseguira passar para a sua tão sonhada faculdade de Música e teve de se virar com o que podia. O grande mal de seus problemas era conhecido como Física e Matemática, que sempre que podiam ferraravam com a sua vida (e de todos os demais alunos).

 
L.G. deliciando-se com uma porção extra de comida pra lá de gordurosa.

Isso levou L.G. e entrar em depressão, e para que não ficasse em casa se olhando no espelho e sentindo pena de si mesmo, L.G. passou a afogar suas mágoas em enormes quantidades de batata frita, hamburguer, pizza e lasanha, como todo americano que trilha os caminhos da obesidade e por conseguinte, do infarto fulminate.

Porém, vale ressaltar que L.G. só engordou de vez depois que passou a trabalhar na já mencionado rede de fast food. Isso porquê, entre o atendimento de um pedido ou de outro, L.G. tinha o péssimo hábito de se esconder na despensa e devorar alguns Big Macs sem que seu patrão, Ronald McDonald, o encontra-se. Caso isso acontecesse, L.G. seria orbigado a trabalhar como escravo pelo resto da vida, como se a exploração no trabalho por parte do dito cujo palhaço, já não fosse suficiente.

Posteriormente, L.G. teria recebido uma oferta de emprego numa estação de rádio fajuta ali perto, cuja dona, Vanita 'Stretch' Brock, estava desesperada por ser a única trabalhadora de lá, e precisava de pelo menos um otário qualquer para ajudar nem que fosse a colocar as músicas para o programa de rádio. Ela precisava urgentemente de mais uma mão, afinal ela era quem se encarregava da música, de fazer o programa radiofônico, de visitar o mundo todo para realizar programações ao vivo, de escever as matérias, de limpar o banheiro e etc. L.G. aceitou a oferta por dois motivos: qualquer coisa é melhor do que trabalhar no McDonald's e aquilo seria o mais próximo que ele conseguiria do seu tão sonhado sonho.

No filmeEditar

 
Aqui podemos observar L.G. não fazendo absolutamente nada. Dá para perceber o quão entediante divertido e animado é o dito cujo.

No filme, L.G. só não aparece menos do que Rick, Buzz, Grandma Sawyer e o policial escroto que aparece depois da morte de Rick e Buzz. Logo, já dá para deduzir que é um personagem tremendamente secundário.

L.G. aparece primeiramente quando os dois chatos, Rick e Buzz, ligam para Stretch após beberem uma razóavel quantidade de álcool. Eles então começam a encher o saco com uma porrada de palavras sem sentido de tirarem qualquer um do sério. Eis então que surge a oportunidade de L.G. fazer algo de útil ao filme, quando Stretch pede ao mesmo para cortar a linha. Porém, L.G., em toda sua incompetência, foi incapaz de algo tão simples, unicamente devido a preguiça. Prova disso é que veio com a desculpa de "eles é que devem desligar de lá", sendo que bastava apenas se mexer um pouco.

Na segunda ocasião onde L.G. aparece, acontece quando Stretch vai transmitir ao vivo o concurso no qual Drayton Sawyer trapaceou ganhou o troféu de melhor chili da região, com sua fantástica receita de feijão com carne humana moída. Nessa ocasião, Stretch havia aproveitado a para conversar com Lefty sobre os assassinatos da ponte no dia anterior. Quando Stretch volta, se depara com L.G. imerso num enorme prato de comida para gente gorda, com gordura trans de sobra.

 
Como Stretch já tinha fugido com o seu príncipe encantado Leatherface, após ressuscitar com a ajuda das Esferas do Dragão, McPeters começou a fazer um bico como puliça, e apareceu em O Massacre da Serra Elétrica - O Retorno. Mas como dizia o velho deitado, muda-se a roupa, mas não muda-se a pessoa. McPeters continuou sendo o cara importante de sempre, tão importante que apareceu em apenas duas cenas.

Depois, na terceira cena, L.G. aparece convidando Stretch para sair. Porém, a mesma já se encontrava traumatizada com a montanha que ele fez no prato dele no dia anterior, e rejeitou na cara o pedido, dizendo que já tinha compromisso pra aquela noite, como por exemplo, contra as teclas do teclado. L.G. ficou puto e resolveu sair para pegar um ar. Quando L.G., se deparou com um retardado vasculhando o lixo do banheiro, que era nad amais, nada menos do que Chop Top. Pelo fato de ter ficado tão distraído xingando Chop Top, L.G. na percebe Leatherface se aproximando sorrateiramente, que o derruba da escada com um golpe. Então, Chop Top começa a marretar sua cabeça. L.G. passou por maus bocados com toda aquela tortura. A ideia de Chop Top era de que L.G. morresse rápido, mas o mesmo era tão burro a ponto de não conseguir matar de uma vez L.G., que ficou durante 20 minutos do filme levando golpes na cabeça, já que a maioria que L.G. acertava ou era fraca, ou ele errava. Quando Chop Top finalmente terminou, eles colocam a carcaça de L.G. e levam para o seu cafofo, onde ele seria preparado, moído, colocado a comida e vendido para todo mundo num jogo de futebol que iria acontecer no dia seguinte.

Por fim, L.G. ainda aparece em uma quarta e última cena. É aqui que ele faz jús ao motivo para o qual foi criado, e também é aqui que ele faz a primeira e única coisa de útil em toda sua participação no filme. A cena inicia-se com L. G tendo todo o seu couro esfolado por Leatherface (que estava vestido especialmente para ocasião com um terno preto de mafioso). Stretch estava ali perto berrando, como de costume, o que fez com que Leatherface a visse lá. Após arrancar a pele dele e fazê-la usar uma máscara feita com o couro da cara do L.G., Leatherface a amarra para ir urgentemente ao banheiro. Então L.G., com a gordura que se alojava embaixo da pele completamente visível, com muito esforço, consegue desamarrar Stretch. À espera de um milagre beijinho de agradecimento de Stretch antes de morrer de vez, L.G. cai sobre um saco de batatas e morre de vez. Vale ressaltar que Stretch não o beijou.

Ver tambémEditar


v d e h
BUUUUUZZZZZZZZZZZZZZ!!! O Massacre da Serra Elétrica...