Abrir menu principal

Desciclopédia β

La Conga Sex

Garota hentai.gif SAAAFAAAAADO(a)!

Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!

La Conga Sex é um filme de terror nacional que coloca os do Zé do Caixão lá no chinelo. Isso porque, na verdade, a película foi lançada pela Brasileirinhas, ou seja, qualquer desavisado pensaria que trata-se de um pornô, mas aí a pessoa vai assistir e descobre que a protagonista dessa joça é a Gretchen! Vai me dizer que isso não é o mais puro terror?

La Conga Sex
Gretchen recording artists and groups photo u.jpg
Haja coragem para assistir...
Sei lá
Direção J. Gaspar
Elenco
  • Gretchen
  • Gutto Guitar
  • Gênero Pornô
    Produtora Brasileirinhas
    Lançamento 2006
    Idioma Português
    Exibição Bandeira do Brasil Brasil

    você chega e diz:

    Cquote1.png Ah, nada a ver, Desciclopédia... A Gretchen era mó gostosa antigamente! Cquote2.png

    Pode até ser, mas acontece que La Conga Sex foi gravado em 2006, quando a dita cuja já estava com seus 48 anos mal envelhecidos e cheia de plásticas que mais estragaram do que melhoraram sua aparência.

    Índice

    BastidoresEditar

     
    Tem certeza que você quer ver essa coisa aí transando?

    Tudo começou no já longínquo e citado ano de 2006, quando a carreira da Gretchen andava mais enterrada que tatuíra na areia. Naquela mesma época, as vendas do cinema pornográfico brasileiro também iam de mal a pior, com todos os punheteiros que outrora compravam ou alugavam seus filmes recorrendo diretamente à internet para bater umazinha sem ter que pagar. Nisso, a conceituada empresa cinematográfica Brasileirinhas teve a excelente ideia de oferecer um cachê milionário para que subcelebridades falidas aceitassem estrelar suas produções. Nesse pacote, estavam incluídos Alexandre Frota, Leila Lopes, Rita Cadillac, as gostosas do antigo Teste de Fidelidade e, claro, a própria Gretchen.

    Mas não pensem que foi assim tão fácil convencer a rainha do bumbum a virar uma atriz pornô! Não, pois além de ter exigido receber mais de um milhão de reais em barras de ouro que valem mais do que dinheiro como pagamento, ela também fez questão de contracenar com o próprio marido, ou melhor, um de seus mais de 8000 ex-maridos, mas que naquele tempo ainda eram casados e... Ah, você entendeu!

    Obviamente, nas fotos utilizadas para divulgação, Gretchen foi tão retocada com photoshop que ficou até parecendo que estava uma coroa enxuta ao invés de ser o dinossauro que realmente aparenta. Graças a isso, La Conga Sex foi um verdadeiro fenômenos de vendas, principalmente entre os tiozões saudosistas que sonhavam em ver a suposta cantora trepando desde 1900 e guaraná com rolha, quando era figurinha carimbada na televisão brasileira pelo simples fato de gemer ao microfone e rebolar mostrando a bunda.

    História desta merdaEditar

    Como eu não sou masoquista, não tive coragem de assistir, mas de acordo com as informações obtidas com ajuda do sábio Google, o filme narra a linda epopeia de Gretchen momentos após seu trocentésimo casamento, desta vez com o músico Gutto Guitar. Ou seja, é como se fosse um remake brasileiro da lua-de-mel de Pamela Anderson e Tommy Lee, mas com uma baranga ao invés da Pamela Anderson e um fracassado sem talento no lugar do Tommy Lee.

    La Conga Sex mostra Gretchen e o meliante desconhecido com o qual se casou transando em todos os cômodos e posições que eram possíveis, com intervalos esporádicos para que o casal pudesse tomar seu Calcitran e depois retomar as gravações. Vai por mim, aceite meu conselho: mesmo que sua curiosidade esteja te matando, não tente assistir essa bagaça. Seus olhos e seu pau agradecem.

    O grande legadoEditar

     
    Gretchen entre parêntesis parentes: fortes influências.

    Apenas dois meses após o lançamento de La Conga Sex, Gretchen e Gutto se divorciaram. A separação de ambos serviu como uma excelente estratégia de marketing para divulgar o filme, que vendeu mais ainda do que estava sendo esperado. Paralelamente a isso, a velha passou a ser convidada para dar entrevistas aos mais diversos programas sensacionalistas, onde declarava sentir nojo e arrependimento por ter entrado na pornografia. Como se ela fosse muito santa antes disso...

    Mesmo alegando estar arrependida do fundo da buceta alma, Gretchen atuou em mais dois outros filmes pela Brasileirinhas, além de uma coletânea que reunia um apanhado de cenas de várias putas atrizes gravadas em 2007.

    Nos dias em que ocorriam as gravações, sua ex-filha (atual filho) Thammy Miranda costumava lhe acompanhar, o que fez com que a mesma ficasse encantada com tanta mulher gostosa e decidisse virar sapatão. Mais do que isso, Thammy ainda se apaixonou por Júlia Paes, com quem começou a namorar e posteriormente também acabou sendo contratada pela Brasileirinhas, por influência de sua púdica mamãe e da então namorada.

    Não bastando ter a filha e a nora envolvidas com suas putarias, Gretchen ainda inspirou a sobrinha Carol Miranda a seguir pelo mesmo caminho. Ironicamente (ou não), Carol chegou a fazer um filme com Júlia que, portanto, traiu Thammy com sua própria prima.

    Galeria dos horroresEditar

    Ver tambémEditar