Abrir menu principal

Desciclopédia β

La Vela Puerca

Cisplatinabrasão.gif

¡¡¡Orientales, La Patria o la tumba!!!
Este artigo é uruguaio. Ele curte un Chimarrón e nao é argentino. Os latifúndios deste artigo pertencem a Leonel Brizola!!!

Arband.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Buddy Guy com tres na cama.jpg

Roger Waters deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.

Cquote1.png Você quis dizer: A Velha Porca Cquote2.png
Google sobre La Vela Puerca
Cquote1.png Que nome ridículo, hein? Cquote2.png
Você sobre La Vela Puerca
Cquote1.png La vela tuerca? Cquote2.png
José Mujica sobre o nome da banda
Cquote1.png WTF? Cquote2.png
Qualquer um sobre La Vela Puerca
Cquote1.png Eles são lindos!!! Cquote2.png
Guria retardada sobre La Vela Puerca
Cquote1.png En la calle te miran y se ríen de ti! Cquote2.png
La Vela Puerca, demonstrando um grande senso autocrítico, em relação a sua música e visual.

La Vela Puerca é uma gangue de rua da cidade de Montevideo, no Uruguai. Como não tinham velocidade e talento suficientes para o crime, resolveram montar uma banda musical, e conseguem ser mais violentos do que seriam em qualquer atividade ilícita. Eles não são ruins, porém, o fato de fazerem muito sucesso na Argentina, tira totalmente a credibilidade do seu trabalho.

Índice

O começoEditar

 
Isso é uma banda ou é um arrastão?

A banda começou em 1999, quando o infeliz Sebastián Teysera, um uruguaio mediano sem diferencial algum, decidiu formar uma banda que tocasse música clássica. Nela, ele desejava fazer apresentações para poder mostrar a sua viadagem sensibilidade artística, sem que fosse reprimido e vaiado. Por um tempo, dito grupo era formado apenas por ele. Sabe-se lá porque, resolveu entrar também o guitarrista Santiago Butler, que exigiu a inclusão de músicas folclóricas cisplatinas e gaúchas do Rio Grande do Sul no repertório.

O destino da banda começou a ser traçado quando Sebástian ganhou oitenta horas de gravação em estúdio, em uma rifa da igreja. Juntou um bando de manés alguns músicos, comprou alguns instrumentos no crediário, e foram à luta. Daí, saiu merda o primeiro álbum, Deskarado, que está relacionado com a forma que a banda agiu, conseguindo gravar um disco, mesmo sem talento para tanto. A partir daí, o sucesso não demoraria muito a chegar. Ledo engano. Apenas os familiares dos músicos adquiriram o álbum. A fim de aliviar os estoques das lojas, muitas delas atiraram o material no rio da Prata. Aí sim, a sorte começou a sorrir para os uruguaios.

Aquele monte de bosta cd's chegou à Argentina. As pessoas que caminhavam pela costa, ao encontrar e ouvir o material, ficaram encantadas, provavelmente porque não tiveram que pagar por aquilo. Assim, La Vela Puerca passou a ser bastante reconhecido naquele país, sendo taxados como "vendidos" pelos seus compatriotas.

História RecenteEditar

A banda, atualmente, adota um estilo completamente indeciso. Toca reggae, rock, ska, folclore, mas, ao fim e ao cabo, não toca nenhuma delas direito. Vem sofrendo muita concorrência do No Te Va Gustar, especialmente no quesito fãs, disputandi ferrenhamente as uruguaias bonitas, que são raríssimas.

DiscografiaEditar

  • "Desanimado" (1997);
  • "La Vela que Entra" (1999);
  • "As Bichas Amam Flores" (2001);
  • "A Contraluz Eu sou Feliz" (2004);
  • "El Impulso que Vem de trás" (2007).

Ver TambémEditar