Abrir menu principal

Desciclopédia β

Lago Sul

Lago Sul é uma das regiões administrativas do Distrito Federal, apesar de estar mais para um bairro do Plano Piloto. É considerada a mais internacional vila do Brasil, no Lago Sul se fala de swahili e japonês a servo-croata e miguxês, uma verdadeira Torre de Babel, devido às inúmeras embaixadas e residências de asilados políticos. Esses refugiados, se escondem nas ocultas casas do Lago Sul pela fama internacional de impunidade da capital brasileira.

Índice

HistóriaEditar

Fundado oficialmente em 1964 na época que o governo separou os pobres dos ricos no DF, o Lago Sul também não é considerado uma cidade-satélite, pois essa é uma denominação para as favelas de Brasília. A urbanização da cidade usa um esquema de endereços fácil de se entender vendo no mapa, mas quando você vai dirigir nesse lugar, e começa a ver aqueles códigos e um bando de becos que não te levam a lugar nenhum e descobre que está mais perdido que cego em tiroteio, indo parar no São Sebastião.

É no Lago Sul onde fica o aeroporto de Brasília, os militares da aeronáutica, os advogados corruptos e 50% dos playboys de todo DF.

PopulaçãoEditar

 
Típicas patricinhas do Lago Sul sorrindo.

Nessa ilha da fantasia, a população alienada e fútil acha que todos no mundo tem dinheiro, água e comida para desperdiçarem tanto. Numa proporção de quase 100%, a população do Lago Sul pode ser considerada um bando de deslumbrados alienados que se acasalam com metidas a socialites que não tem nem ondem cairem mortos, mas não abandonam o Lago Sul nem amarrados, apenas para não perder o "status" que o bairro oferece.

EconomiaEditar

O Lago Sul tem o mais elevado índice educacional e econômico do país, mas isso é uma informação falsa, pois para cada casa, tem pelo menos uma dúzia de serviçais paraíbas semi-escravos e analfabetos, o que joga essa estatística no chão.

AtraçõesEditar

  • Pontão - Um dos maiores pontos de encontro de playboys do mundo. Nesse lugar onde filhinhos de papai exibem os carros importados que não foram adquiridos com o próprio esforço. Com vista para o Lago Paranoá, as pessoas compram camisetas por 500 reais (que poderiam ser adquiridas por 15 reais na Feira do Paraguai no SIA).
  • Gilberto Salomão - O mais tradicional ponto de encontro das gangues do Plano Piloto e Distrito Federal. É como se fosse um feirão para o público rico.
  • Ermida Dom Bosco - Igreja construída por jesuítas na época remota. É aquele típico ponto turístico que ninguém visita.

PontesEditar

 
A bela Ponte JK, que liga as quadras desertas do Lago Sul a lugar nenhum.
  • Ponte das Garças - Uma simples ponte qualquer que construírem para ligar o povo do Lago Sul ao mundo, sem obriga-los a rodar quilômetros (como os habitantes do Lago Norte) para irem trabalhar no Plano Piloto.
  • Ponte Costa e Silva - Uma ponte incrivelmente mal-feita que fica engarrafada constantemente. Esta muito longe de ser uma atração, é só um pé no saco do povo que vai trabalhar no Plano Piloto.
  • Ponte JK - Uma ponte gigantesca, faraônica e monumental, que seria excelente se não fosse pelo fato que ela liga nada a lugar nenhum.
v d e h
BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL