Abrir menu principal

Desciclopédia β

Led Zeppelin III

Ozmaeleozelito.jpg Este artigo se trata de um álbum

E você baixa da internet porque não tem dinheiro.

Conheça o resto da playlist clicando aqui.

Cquote1.png Ay caramba! Uma música em minha homenagem! Cquote2.png
Imigrante mexicano nos Estados Unidos sobre The Immigrant Song
Cquote1.png Não, não é de você que estamos falando! Cquote2.png
Imigrante finlandês sobre o comentário acima

A capa do álbum feita por um desciclopediano treinado no Paint

Led Zeppelin III foi o terceiro álbum da banda inglesa Lead Zeppelin e o seu primeiro disco no estilo country.

O disco apresenta mais músicas caipiras do que qualquer LP de Tonico e Tinoco. A grande maioria das canções pode ter sido composta por povos antigos da idade da avó do Jimmy Page e alguns fãs drogados dizem que essas mesmas canções podem ser mitológicas e puramente relacionadas ao nascimento do Capeta Júnior, haja visto o estilo totalmente demodê de "Gallows Pole".

O álbum foi gravado em Bron-Yr-Aur, um povoado no País de Gales(Skyrim) totalmente sinistro e tido como inspiração para as músicas. Nesse povoado, podemos encontrar, entre outras coisas, bruxas voando em vassouras, lobisomens atacando de noite e vampiros chupando o sangue dos mortais. Não, você não quer ir a esse lugar!

A capa do álbum é uma das mais psicodélicas e estranhas de toda a história. Nela o Jimmy Page representou objetos aleatórios e totalmente exóticos que havia visto em uma viagem após o uso de LSD cinco horas antes da gravação. Por isso até hoje ninguém nunca entendeu nada dessa capa, que ficou sendo considerada um lixo pela crítica, que aliás, odiou o álbum inteiro.

IntegrantesEditar

MúsicasEditar

 
Um imigrante nórdico durante o solo de sua canção preferida.
 
Bron-Yr-Aur, o sinistro vilarejo que foi a sede de gravação de Led Zeppelin III

Uma das músicas mais sinistras do álbum, feita por Robert Plant em homenagem a um viking que veio da Finlândia trazendo apenas um saco de gelo e o poderoso martelo de Thor. Prova de que John Bonham era um grande bárbaro (bárbaro, barba, bigode... entendeu?

  • Friends

Música altamente sonífera. Só não foi escolhida para tema da série Friends para que os telespectadores não dormissem antes mesmo do programa começar.

  • Celebration Day

Daí de celebrar o centésimo tablete de droga consumido. Canção totalmente lisérgica, com uns solos de guitarra que deixariam qualquer um noiado.

  • Since I've Been Loving You because You've Been Pregnant

Típica música de corno. Nesse hit, Page diz que arrumou uma garota, mas desde que a namora vem arrumando cada vez mais problemas. Lixa o chifre, Jimmy!

  • Out of the Tiles

Música que conta a vida de John Bonham desde que ele passou a caminhar pela estrada de Ouro Fino, e de longe avistar a figura de um menino.

  Com o Mega ficou mto melhor!!! Dave cantou mto nessa musica!!!! *-*  
Fã de Megadeth sobre cover de Out on the Tiles no álbum United Abominations


  • Gallows Pole

A referida canção country. Criada tradicionalmente pelos antepassados macumbeiros de Robert Plant, ela siginifica literalmente Os Pulos do Gato. Tem mais banjo e sanfona do que música propriamente dita.

Homenagem àquela fruta que é dura por fora e mole por dentro.

  • That's the Way

Esse é o caminho. O caminho das dorgas. O caminho do sono

  • Bron-Y-Aur Stomp

Música feita segundo as vertentes mais caipiras do Reino Unido, em Bron-Yr-Aur. Destaque para as palmas aos 1:23, uma clara referência à dança da catira

  • Hats off to (Roy) Harper

Gritos, gritos e mais gritos. Canção que diz que você tire o chapéu para Roy Harper. Mas quem é Roy Harper? Ah, sei lá!