Abrir menu principal

Desciclopédia β

Let There Be Rock (música)

Crystal Clear app kguitar.png

Um Grunge deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.


Na capa do álbum da música, Angus fazendo o solo enquanto resto da banda descansa os braços e cordas vocais.

Let There Be Rock (traduzido Que Haja Rock) é uma música de Rock-Hard-Melódico britânico-escocês-libanês da banda circense e grupo de dançarinos AC/DC. Lançada em 1977 a música tem estourado muitos tímpanos pelo mundo todo desde então.

Escrita e decifrada por Angus Young, Dante Alighieri, Malcolm Young, Bon Scott, Jesus Negão e Capeta Júnior, a música fez grande sucesso entre mulheres, tios motoqueiros, zumbis, retardados, você e a sua mãe por seu som estridente e irritante sem qualquer melodia mas que é divertido mesmo assim.

Índice

ComposiçãoEditar

 
Angus Young aos 10:35 da música.

Certo dia o AC/DC queria fazer uma música única para a história do rock para tocar em seus shows mesmo em 2010, na verdade o dinheiro da cerveja das vendas do álbum Dirty Deeds Done Dirt Cheap tinha acabado e eles precisavam fazer uma nova música... Os integrantes se aproveitaram de suas raízes australianas e tendências escocesas para variar o rock que era só The Beatles e cover de Beatles até a década de 70. Bon Scott decidiu vender sua alma para o demônio em troca do sucesso internacional imediato da música que veio a ser inspirada na grande obra de Virgilio (Massacration em algumas crenças protestantes), a bíblia sagrada.

Let There Be Rock estourou as rádios (sim, o som da música explodia os rádios) porque foi a primeira música em toda Inglaterra tocada por gringos cabeludos do inferno que dançam como patos e fazem strip-tease nos shows, com uma guitarra elétrica.

A letra de Let There Be Rock é totalmente baseada no terceiro salmo do Gênesis da bíblia do Rock n' Roll, onde é contada a história do surgimento do rock, quando Jesus Negão (Chuck Berry em muitas crenças protestantes) cansado do carnaval comemorado em nome de seu sacrifício, decide criar o rock para perseguir qualquer pagodeiro ou sambista. Na música pode-se encontrar muitas citações do gênesis, como o famoso trecho:


  No primeiro dia, Deus criou a luz, no segundo dia criou-se o som, no terceiro dia foram criadas as baterias, no quarto dia as guitarra, no quinto dia as groupies, no sexto dia foram criados os baixos e finalmente, no domingo foi feito o show.
Bíblia do Metal sobre , 1:3

O ritmo e batida da música é claramente influenciada por Chuck Berry, Beethoven, Pyotr Ilyich Tchaikovsky e B. B. King com batidas de bateria e baixo idênticas, acordes de guitarras funestos e gritarias ao vocal, a música é muito usada em apresentações de ballet. A música originalmente tem 55 segundos, mas esse trecho é repetido por mais de 15 minutos para fazer os CDs e shows renderem.

Em 2006 foi comprovado cientificamente que Let There Be Rock pode provocar alucinações e perda momentânea de memória, além de causar mal a saúde se consumida misturada a heroína.

Não ouça com o fone de ouvido, a não ser que queira explodir a própria cabeça

ClipEditar

 
Nesse show tocaram Let There Be Rock.

Gravado na década de 70, a qualidade do clip da música é totalmente aquém da qualidade musical. No clip Bon Scott encarna um padre e Angus Young um coroinha, e fazem uma missa com os ensinamentos da sagrada bíblia do rock enquanto dançam. No final Bon tira a roupa do padre revelando um traje mais colado que os do Fredy Mercury.

Considerado pelo Vaticano uma heresia grave, o clip de Let There Be Rock deve ser queimado na fogueira imediatamente por qualquer católico. Let There Be Rock é o segundo jargão que mais chama santos inquisitivos, ficando atrás apenas de "Nobody Expects the Spanish Inquisition" (uma música do Metallica).

Estúdio e ShowsEditar

A música foi gravada em estúdio apenas uma vez até hoje, virando uma relíquia de 6 minutos de duração. Mas a presença de Let There Be Rock em shows é obrigatória, e quanto pior estiver a diarréia do vocalista, melhor vai ser a apresentação.

A música em si termina em 1 minuto, os outros 20 e tantos minutos ficam a cargo de Angus Young que encarna o Chimbinha e inicia um show repleto de efeitos circenses e pirotécnicos. Entre as performances mais clássicas está a de se jogar no chão igual uma barata agonizante (o famoso "espasmo"), explodir coisas, destruir coisas, cometer seppuku com a guitarra, subir nos ombros de um jeque (Brian Johnson), pular na plateia, tirar a roupa, se jogar no chão outra vez, surtar um ataque epiléptico, ter um orgasmo, sacrificar alguém, se fantasiar de diabo, se banhar em sangue, cair e rolar no chão outra vez, conversar um pouco com o capeta e tudo isso sem parar de tocar a guitarra.

Durante os solos de 16 minutos de Angus Young, o vocalista consegue um merecido descanso para beber água, se sentar e descansar a voz da gritaria constante que é um show do AC/DC, por isso Let There Be Rock sempre é uma música realizada no meio dos shows, estrategicamente.

ÁlbunsEditar

 
Nesse álbum também tem Let There Be Rock.

A música aparece em diversos álbuns da discografia oficial do AC/DC

CD

  • Let There Be Rock
  • Problem Child (single)
  • AC/DC Live
  • Who Made Who
  • If you want blood you've got it
  • Devil May Cry
  • Chimbinha Records
  • AC/DCSHE
  • Bonfire
  • Stiff Upper Lip Tour Edition
  • Let There Be Rock O Filme!

DVD

  • Highway to Hell Live (2 vezes)
  • AC/DC Live Johanesburgo
  • AC/DC No Bull
  • AC/DC Family Jewels
  • AC/DC Live Castelo de Nottinghan
  • AC/DC Live Ao vivo
  • AC/DC Live Brazil
  • AC/DC Live Berlim
  • AC/DC Live Kirquistan

Letra (original e tradução)Editar

Detalhe - A música deve ser gritada, não cantada.

Original (inglês com sotaque escocês)
In the beginning
Back in nineteen fifty five
Man didn't know 'bout a rock 'n' roll show
'N all that jive
The white man had the schmaltz
The black man had the blues
No one knew what they was gonna do
But Tschaikovsky had the news, he said

Let there be sound, and there was sound
Let there be light, and there was light
Let there be drums, there was drums
Let there be guitar, there was guitar, ah
Let there be rock

And it came to pass
That rock 'n' roll was born
All across the land every rockin' band
Was blowin' up a storm
And the guitar man got famous
The business man got rich
And in every bar there was a superstar
With a seven year itch
There was fifteen million fingers
Learnin' how to play
And you could hear the fingers pickin'
And this is what they had to say

Let there be light, sound, drums, 'n guitar, ah
Let there be rock

One night in a club called the Shakin' Hand
There was a 42 decibel rockin' band
And the music was good
And the music was loud
And the singer turned and he said to the crowd

Let there be rock

 
Angus tocando Let There Be Rock.

Traduzido (para o português)
No início dos tempos
Em 1955
Só havia samba e nada de rock n' roll
Todos estavam no tédio
Os brancos tinha o esmalte
Os negão tinham o blues
Ninguém sabe a viadagem que iriam fazer
Mas Tschaikovsky disse a novidade

Que haja som som, e houve som
Que haja luz, e houve luz
Que haja bateria, e houve bateria
Que haja guitarra, e houve guitarra, ah
Blé blé the rooooooooooooooooooooooOOOOOOOOOOOOOOOCKKK!!!!!!!!!!!!!!!!

Filho de Elvis Presley
O rock n' roll nasceu
E na Terra do Metal todos escutavam rock
Caiu um trovão na cabeça de um emo
E o vendedor de guitarras ficou milionário
O cafetão ficou rico
Todo mundo virou superstar
Mas isso aí era pop-rock
Haviam 15 milhões de dedos decaptados
Aprendendo a brincar
E era possível escutar esses dedos
E a única coisa que eles dizem é

Que haja luz, som, bateria, guitarra, uma cerveja e os 10% é do garçom
Isso é rock!

Em um clube noturno chamado Shakin Hand
Havia uma banda de 92 decibéis
A música era até boa
A música era uma lama
E o vocalista se virou e comeu um corvo

Isso que é rooooooooooooooooooooooooooooOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOCKKK

(Solo de 15 horas de guitarra)